Os 6 Principais Sintomas da Tendinite

Revisado por

Formado em Medicina pela USP!

Especialista do Dicas de Saúde

Os 6 Principais Sintomas da Tendinite
4.8 (96%) 135 votos

Os Principais Sintomas da Tendinite que todos devem ficar atentos. Além disso, a Tendinite é uma inflamação dos tendões, que são a estrutura que liga os músculos aos ossos, causando dor localizada, dificuldade em movimentar o membro afetado e pode haver um leve inchaço ou vermelhidão no local. Então, confira Os 6 Principais Sintomas da Tendinite:

Sintomas da TendiniteO que é Tendinite: A Tendinite é a inflamação do tendão, uma estrutura fibrosa, como uma corda, que une o músculo ao osso. A inflamação se caracteriza pela presença de dor e inchaço do tendão e pode acontecer em qualquer parte do corpo, mas é mais comum no ombro, cotovelo, punho, joelho e tornozelo.

Sintomas da Tendinite:

A dor localizada é a mais característica. Logo que ela passe a ser sentida é recomendável procurar um médico para evitar que a situação piore.

Causas da Tendinite: A Tendinite é causada quando há esforço muito grande ou fragilização da área. Acontece que os tendões mesmo tendo poder de elasticidade não são tão fortes quando o osso ou os músculos. Caso a força exercida seja muito grande eles podem sofrer lesões, o que causa da Tendinite.

  • Alongamento Muscular: O alongamento intenso pressiona o tendão de modo a provocar uma lesão, caracterizada pelo processo inflamatório
  • Postura Inadequada: posturas inadequadas diminuem o espaço necessário para o bom funcionamento dos tendões, de modo que eles trabalhem de forma irregular. A longo prazo isso pode trazer o desenvolvimento da Tendinite
  • Movimentos Repetitivos: A operação de máquinas, uso de computadores e outras situações que envolvem o esforço repetitivo são os grandes vilões os tendões, além da Tendinite pode causar a ler ( lesão por esforço repetitivo).
  • Estresse: o fator psicológico de ansiedade ou tensão faz com que os músculos fiquem tensionados imperceptível, o resultado está a sobrecarga dos tendões que também precisam aguentar essa pressão.
  • Atividades Esportivas: Esportes e exercícios praticados de forma inadequada podem estirar os músculos e com isso provocar a Tendinite
  • Doenças auto-Imunes: Neste tipo de doença o sistema de defesa do organismo não funciona de acordo não age no inicio das inflamações, por isso torna-se muito mais fácil de criar Tendinite
  • Pessoas idosas: Quanto mais velho a pessoa pior é a circulação sanguínea, o que torna o tendão pouco irrigado e mais suscetível a inflamações

Complicações da Tendinite: Em alguns casos, a Tendinite pode agravar-se, levando à deposição de cristais de Cálcio no tendão, que poderá gerar uma maior desidratação e facilitar a sua ruptura, passando a ser chamada de tendinose. Neste caso, somente a cirurgia poderá solucionar o problema.

Prevenção da Tendinite: A prevenção da Tendinite é muito importante principalmente para as pessoas que se enquadram como população de risco. A exemplo as pessoas idosas, que trabalham com operações repetitivas ou então que tem doenças que mantenham o corpo vulnerável.

Nestas circunstâncias a prática de atividade físicas regulares, fisioterapia e uma alimentação saudável é importante para evita que o problema se desenvolva e também garantir a saúde como um todo. Em casa devem ser praticados exercícios de alongamento e movimentação das articulações com periodicidade.

0/5 (0 Reviews)

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Osmar da Costa Junior

Sou formado em medicina pela USP no ano de 2012. Atuo na área de estudo e orientação inicial de doentes; Coordenação de exames de saúde regular; Diagnóstico e tratamento de grande parte das doenças de adultos; Acompanhamento e tratamento de doentes crônicos; Orientação de pacientes que apresentam quadros complexos, com patologias raras e múltiplas, juntamente com a participação de outros especialistas, quando for necessário; Integração final de dados clínicos e exames complementares, decorrentes da observação dos pacientes por outro especialista. Atualmente sou Clinico Geral residente no Hospital Regional de Cotia e Editor no site "Dicas de Saúde" onde tenho participação com comentários, e criação de artigos relacionados a saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *