Os 5 Principais Sintomas da Estomatite!

Revisado por

Formado em Medicina pela USP!

Especialista do Dicas de Saúde

Os Principais Sintomas da Estomatite que todos devem ficar atentos. Além disso, a Estomatite é uma doença da boca frequentemente como sintoma de doença sistêmica. O hálito fétido e a saliva com sangue podem acompanhar qualquer lesão ulcerativa da mucosa oral.

A Estomatite pode ser causada por infecção viral, infecção bacteriana, infecção fúngica, trauma, sequidão, agentes tóxicos e irritantes, hipersensibilidade ou doenças auto-imunes. Então, confira Os Principais Sintomas da Estomatite:

Sintomas da Estomatite
Sintomas da Estomatite

Sintomas: Feridas esbranquiçadas no centro e avermelhadas nas bordas surgem nas bochechas, na gengiva,  na língua, no pálato e/ou, em alguns casos, nas amígdalas. Dificuldade para engolir até mesmo líquidos faz com que a criança babe bastante. Outra manifestação comum é a febre, que pode chegar a 39 graus.

  • Úlcera bucal
  • Vermelhidão em mucosa da boca e língua
  • Dor localizada
  • Inapetência alimentar
  • Dificuldade na ingesta de alimentos
  • Irritabilidade
  • Gânglios regionais
  • Febre
  • Cefaleia

O diagnostico é feito por meio de história clínica, exame físico, podendo ainda serem solicitados exames laboratoriais de sangue, swab bucal e anatomopatológico.

Tratamento: O tratamento depende muito da causa. Em caso de infecções virais, o tratamento pode concentrar-se na prescrição de medicamentos antivirais, na adoção de uma dieta baseada em líquidos (para reduzir a irritação dentro da boca) e analgésicos tópicos que podem ser aplicados na boca e que ajudam a amenizar a dor.

Corticosteroides também podem ser indicados para reduzir a inflamação causada pela Estomatite. Em caso de infecções bacterianas, o médico poderá prescrever antibióticos.

0/5 (0 Reviews)

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Osmar da Costa Junior

Sou formado em medicina pela USP no ano de 2012. Atuo na área de estudo e orientação inicial de doentes; Coordenação de exames de saúde regular; Diagnóstico e tratamento de grande parte das doenças de adultos; Acompanhamento e tratamento de doentes crônicos; Orientação de pacientes que apresentam quadros complexos, com patologias raras e múltiplas, juntamente com a participação de outros especialistas, quando for necessário; Integração final de dados clínicos e exames complementares, decorrentes da observação dos pacientes por outro especialista.

Atualmente sou Clinico Geral residente no Hospital Regional de Cotia e Editor no site "Dicas de Saúde" onde tenho participação com comentários, e criação de artigos relacionados a saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Síndrome de DiGeorge – Sintomas e Tratamentos!

Suco Detox de Pera e Manga Para Desintoxicar o Organismo