Início » Dicas de Saúde » Dengue vs covid-19: como diferenciar, sintomas, o que fazer, transmissão e prevenção

Dengue vs covid-19: como diferenciar, sintomas, o que fazer, transmissão e prevenção

dengue e covid-19 como diferenciar

No Brasil esta ocorrendo um surto de dengue e covid-19 e os sintomas dessas doenças podem confundir muitas pessoas, como a febre, dor de cabeça e dor no corpo.

dengue e covid-19 como diferenciar
dengue e covid-19 como diferenciar

Por esta razão em certos casos, o diagnóstico é previamente apresentado como dengue, mas depois pode ser confirmado como COVID-19.

Também em alguns casos, pode acontecer uma confecção, onde os dois vírus infectam uma mesma pessoa ao mesmo tempo.

Hoje no dicas de saúde iremos trazer algumas informações sobre dengue e covid-19  como diferenciar essas duas doenças e como se prevenir.

Ambas são doenças causadas por vírus que enfraquecem muito os infectados. Mas a maneira como eles são infectados e como devem ser tratados são muito diferentes.

Como diferenciar a  dengue e da covid-19

Além disso, a covid-19 é uma doença respiratória aguda, na qual as pessoas infectadas geralmente apresentam febre, cansaço e tosse seca, que pode ser acompanhada de dor de garganta e dificuldade para respirar.

No entanto, embora a maioria apresenta sintomas leves, a infecção pode evoluir para doenças respiratórias mais graves, como pneumonia.

Lembrando que, esses sintomas respiratórios não são frequentes na dengue, e apesar de as duas doenças serem febris e causarem dor de cabeça, dor pelo corpo e cansaço, esses sinais são mais intensos quando provocados pela dengue.

Por outro lado a dengue é caracterizada por dores nas articulações, problemas gastrointestinais e manchas avermelhadas pelo corpo.

E em alguns casos, pode ocorrer a queda no nível de plaquetas do sangue, causando sangramentos que caracterizam a forma grave da dengue.

Sintomas e sinais da dengue e covid-19

sintomas e sinais da dengue e covid-19
sintomas e sinais da dengue e covid-19

Os sintomas do Covid-19 incluem febre, dor de cabeça, tosse seca, falta de ar, dores musculares, cansaço e dor de garganta.

Já os sintomas da dengue incluem febre, dor de cabeça, dor nas articulações, dor atrás dos olhos, irritação e coceira na pele, também é comum apresentar perda de peso, vômito, e náuseas.

O que fazer ao perceber os sinais ?

Ao perceber os sinais da dengue e covid-19 é muito importante consultar um médico assim que o paciente apresentar os primeiros sintomas.

Em tempos de pandemia, a telemedicina buscando sessões de aconselhamento é uma forma de conseguir uma avaliação profissional sem o risco de contágio.

Para ambas as doenças, apenas um médico pode fornecer o diagnóstico, tratamento e acompanhamento adequados aos sintomas de cada pessoa.

Fique atento:

  • A falta de ar é um sintoma que indica gravidade na Covid-19. Portanto, se a respiração estiver difícil, a pessoa deve procurar ajuda médica imediatamente.
  • O mesmo deve ser feito se a pessoa com dengue apresentar dor abdominal persistente e vômitos.

Como ocorre a transmissão da dengue e covid-19

A dengue e a covid-19 são doenças virais, porém são provocadas por vírus diferentes, com comportamentos distintos, veja como cada uma delas ocorre:

como ocorre a transmissao da dengue e covid-19
como ocorre a transmissao da dengue e covid-19

Transmissão da COVID-19

O coronavírus é transmitido de uma pessoa infectada para outra, dessa forma, uma pessoa doente excreta partículas de vírus através de espirros, gotículas de saliva, muco e outras secreções.

Através do contato próximo com outra pessoa, podem transmitir o vírus ou infectar objetos, superfícies e/ou ambientes.

Portanto, uma pessoa também pode contrair o vírus que causa a COVID-19 através do contato com objetos contaminados.

Nesse caso, a contaminação ocorre quando a mão contaminada com o vírus é levada às mucosas (olhos, boca e nariz), que são a porta de entrada da doença.

Transmissão da dengue

A dengue é transmitida pela picada do mosquito transmissor, o Aedes aegypti. Nesse caso, a doença não é transmitida diretamente de uma pessoa doente para outra, mas pela picada do mosquito.

O ciclo da dengue ocorre quando a fêmea do mosquito se infecta sugando o sangue de uma pessoa já doente.

Depois disso, entre 10 e 12 dias, o vírus se espalha pelo corpo do inseto, contaminando sua saliva e tornando-o vetor da doença.

Como se proteger da dengue e covid-19

como se proteger da dengue e covid-19
como se proteger da dengue e covid-19

A forma mais importante de se proteger contra o COVID-19 é se vacinar contra o coronavírus. Além disso, também é importante dar continuidade às seguintes medidas não farmacológicas, como:

– higienização das mãos;
– usar máscaras;
– possivelmente isolamento social.

Para se proteger contra a dengue agora, é preciso conter a propagação do mosquito Aedes aegypti e combater sua reprodução.

O ambiente ideal para a reprodução do mosquito é um ambiente onde ainda haja água, mesmo que a quantidade seja mínima.

Portanto, para evitar que o inseto se reproduza, evite deixar água parada em locais abertos e vagos. Algumas medidas devem ser tomadas para evitar focos de mosquitos da dengue . São eles:

– Fechamento das caixas d’água;
– Não deixe água acumulada nas placas;
– Mantenha a lixeira sempre fechada;
– Use areia em vasos de plantas;
– Deixe recipientes como garrafas e potes de cabeça para baixo;
– Deixe sempre a lona e o plástico estendidos;
– Remova toda a água dos pneus.
– Para evitar o contato com o mosquito infectado, você pode usar repelentes e inseticidas e colocar telas de proteção nas janelas de sua casa.

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.