Dicas de Saúde

Os 5 Melhores Óleos Essenciais Para Tratar Alergias

Os 5 Melhores Óleos Essenciais Para Tratar Alergias

Revisado por

Graduado em Nutrição!

Especialista do Dicas de Saúde

Mulher Emagrece 22,7kg e conta sua história no Bem Estar... Mulher Emagrece 22,7kg e conta sua história no Bem Estar...
Os 5 Melhores Óleos Essenciais Para Tratar Alergias
4.8 (96.04%) 268 votos

Os 5 Melhores Óleos Essenciais Para Tratar Alergias que poucos conhecem. Além disso, nos últimos 50 anos, o aumento da prevalência de doenças e distúrbios alérgicos continuou no mundo industrializado. A rinite alérgica, o termo médico para a febre do feno e o que está por trás dos desagradáveis sintomas sazonais de alergia que todos conhecemos tão bem, se desenvolve quando o sistema imunológico do corpo se sensibiliza e reage excessivamente a algo no ambiente.

Tratar Alergias

Hoje, 40 a 60 milhões de americanos são afetados pela rinite alérgica e os números continuam crescendo, especialmente em crianças. Quando não tratada, as alergias podem causar nariz entupido e escorrendo, espirros, olhos lacrimejantes, dores de cabeça e um senso de olfato prejudicado – mas isso ocorre em casos menos graves. Para algumas pessoas, as alergias podem ser fatais, levando a inflamação e falta de ar.

Pessoas que sofrem de alergias são frequentemente aconselhadas a evitar esses causadores, mas isso é quase impossível quando as estações estão mudando e nossos sistemas imunológicos são prejudicados pela indústria alimentícia e pelas toxinas ambientais. Felizmente, alguns óleos essenciais potentes servem como uma maneira natural e segura de tratar os sintomas das alergias e estimular nossos sistemas imunológicos. Estes óleos essenciais para alergias têm a capacidade de apoiar quimicamente o corpo e ajudá-lo no alivio da hipersensibilidade.

Como os Óleos Essenciais Combatem Alergias?

Uma reação alérgica começa no sistema imunológico. Um alérgeno é uma substância que engana o sistema imunológico – fazendo com que pense que o alérgeno é um invasor. O sistema imunológico então reage excessivamente ao alérgeno, que é realmente uma substância inofensiva, e produz anticorpos contra imunoglobulina E. Esses anticorpos viajam para células que liberam histamina e outros produtos químicos, causando a reação alérgica. As causas mais comuns de uma reação alérgica incluem:

  • Pólen;
  • Poeira;
  • Mofo;
  • Picadas de insetos;
  • Pêlos de animais;
  • Comida;
  • Medicamentos;
  • Látex.

Estes alérgenos irão desencadear sintomas no nariz, garganta, pulmões, orelhas, e revestimento do estômago ou na pele. A questão ainda permanece – se essas causas comuns existem há milhares de anos, por que as taxas de alergia aumentaram na história recente?

Uma das teorias que explica o aumento das alergias tem a ver com a inflamação, a raiz da maioria das doenças. O corpo responde de certa maneira a um alérgeno porque o sistema imunológico está em overdrive. Quando o corpo já está lidando com alta inflamação, qualquer alérgeno desencadeia uma reação aumentada. Isso significa que quando o sistema imunológico do corpo está sobrecarregado e estressado, a introdução de um alérgeno leva o corpo a uma reação exagerada.

Caso a sistema imunológico e a inflamação dentro do corpo estivessem equilibrados, a reação ao alérgeno seria normal; No entanto, hoje essas reações são exageradas e provocam reação alérgica desnecessária.

Um dos benefícios mais surpreendentes dos óleos essenciais é a capacidade de combater a inflamação e estimular o sistema imunológico. Óleos essenciais para alergias ajudarão na desintoxicação do corpo e combate as infecções, bactérias, parasitas, micro-organismos e toxinas prejudiciais. Eles reduzem a suscetibilidade dos corpos a fontes externas e reduzem a reação exagerada do sistema imunológico quando se deparam com um intruso inofensivo. Alguns óleos essenciais excepcionais funcionam mesmo para aliviar as doenças respiratórias e aumentar o suor e a micção – ajudando na eliminação de toxinas. Então, confira agora Os 5 Melhores Óleos Essenciais Para Tratar Alergias:

Os 5 Melhores Óleos Essenciais Para Tratar Alergias:

1. Óleos Essenciais Para Tratar Alergias de Hortelã-Pimenta:

Inalar o óleo de hortelã-pimenta quando difuso pode muitas vezes desentupir os seios e oferecer alívio para as gargantas arranhadas. A hortelã-pimenta atua como expectorante e proporciona alívio para alergias, bem como resfriados, tosse, sinusite, asma e bronquite. Tem a capacidade de liberar a fleuma e reduzir a inflamação – uma das principais causas de reações alérgicas.

Um estudo de 2010 investigou os efeitos do óleo de hortelã-pimenta nos anéis traqueais de ratos. Os resultados sugerem que o óleo de hortelã-pimenta é um relaxante e exibe atividade antiespasmódica, inibindo as contrações que causam a tosse.

Outro estudo sugere que o tratamento com óleo de hortelã-pimenta tem efeitos anti-inflamatórios – reduzindo os sintomas de distúrbios inflamatórios crônicos, como rinite alérgica e asma brônquica.

Remédio: Difunda cinco gotas de óleo essencial de hortelã-pimenta em casa para desentupir os seios e tratar uma garganta inflamada. Isso também ajudará no relaxamento dos músculos nasais, permitindo que o corpo elimine o muco e os alérgenos como o pólen. Para reduzir a inflamação, tome 1 a 2 gotas de óleo essencial de hortelã-pimenta puro internamente uma vez por dia.

Pode ser adicionado em um copo de água, chá ou smoothie. O óleo de hortelã-pimenta também pode ser aplicado topicamente no peito, nuca e templos. Para pessoas com pele sensível, é melhor diluir a hortelã-pimenta com coco ou óleo de jojoba antes da aplicação tópica.

2.  Óleos Essenciais Para Tratar Alergias de Manjericão:

O óleo essencial de manjericão reduz a resposta inflamatória dos alérgenos. Ele também suporta as glândulas supra-renais, que estão envolvidas na produção de mais de 50 hormônios que dirigem quase todas as funções corporais. Essencialmente, o óleo essencial de manjericão está ajudando seu corpo a reagir apropriadamente a uma ameaça, levando o sangue ao cérebro, coração e músculos.

Óleo de manjericão também ajuda a desintoxicar o corpo de bactérias e vírus, enquanto combate a inflamação, dor e fadiga. Estudos comprovam que o óleo de manjericão mostra atividade antimicrobiana e pode matar bactérias, leveduras e fungos que podem levar à asma e danos respiratórios.

Remédio: Para combater a inflamação e regular a reação exagerada do sistema imunológico quando confrontado com um alérgeno, tome uma gota de óleo de manjericão internamente, adicionando em sopa, molho para salada ou qualquer outro prato. Para apoiar o sistema respiratório, dilua 2–3 gotas de óleo de manjericão com quantidades iguais de óleo de coco e aplique topicamente no peito, nuca e têmporas.

3.  Óleos Essenciais Para Tratar Alergias de Eucalipto:

O óleo de eucalipto abre os pulmões e os seios da face, melhorando a circulação e reduzindo os sintomas de alergias. Estudos mostraram que produz uma sensação de frio no nariz que ajuda na melhora do fluxo de ar.

O eucalipto contém citronelal, que tem efeitos analgésicos e anti-inflamatórios; também funciona como expectorante, ajudando na limpeza das toxinas e microrganismos nocivos que atuam como alérgenos no corpo.

Um estudo publicado em 2011 descobriu que o óleo essencial de eucalipto era um tratamento eficaz para infecções do trato respiratório superior. Pacientes que foram tratados com spray de eucalipto relataram uma melhora na gravidade de seus sintomas mais debilitantes de infecção do trato respiratório em comparação com os participantes do grupo placebo. A melhoria foi definida como uma redução da dor de garganta, rouquidão ou tosse.

Remédio: Para tratar os problemas respiratórios associados a alergias, difunda cinco gotas de eucalipto em casa ou aplique-o topicamente no peito e nas têmporas. Para limpar as passagens nasais e aliviar o congestionamento, despeje uma xícara de água fervente em uma tigela e adicione 1-2 gotas de óleo essencial de eucalipto. Em seguida, coloque uma toalha sobre a cabeça e inspire profundamente por 5 a 10 minutos.

4. Óleos Essenciais Para Tratar Alergias de Limão:

O óleo de limão suporta a drenagem do sistema linfático e ajuda na superação das condições respiratórias. Estudos mostraram que o óleo essencial de limão inibe o crescimento de bactérias e estimula o sistema imunológico. Quando difundido em casa, o óleo de limão pode matar bactérias e eliminar os disparadores de alergia no ar.

Adicionar 1 a 2 gotas de óleo essencial de limão à água também ajuda no equilíbrio do pH. A água de limão melhora a função imunológica e desintoxica o corpo. Estimula o fígado e elimina as toxinas que podem levar à inflamação e a um sistema imunológico super-reativo. A água de limão também estimula a produção de glóbulos brancos, que é vital para o funcionamento do sistema imunológico, pois ajuda na protecão do corpo.

Óleo essencial de limão também pode ser usado para desinfetar sua casa, sem depender de álcool ou água sanitária. Ele irá remover bactérias e poluentes da sua cozinha, quarto e banheiro – reduzindo os causadores dentro de sua casa e mantendo o ar limpo para você e sua família. Isso pode ser especialmente útil à medida que as estações mudam e alérgenos de fora estão sendo trazidos para a sua casa em sapatos e roupas.

Remédio: Adicione óleo de limão ao detergente para a roupa, misture algumas gotas com água e aplique nos sofás, lençóis, cortinas e carpetes.

5. Óleos Essenciais Para Tratar Alergias da Árvore do Chá:

Este óleo poderoso pode destruir patógenos no ar que causam alergias. Difundir o óleo da árvore do chá em casa vai matar fungos, bactérias e fungos. É um agente anti-séptico e possui propriedades anti-inflamatórias. O óleo da árvore do chá pode ser aplicado na pele para matar bactérias e microorganismos; Ele também pode ser usado como limpador doméstico para desinfetar a casa e eliminar alérgenos.

Um estudo de 2000 realizado na Alemanha descobriu que o óleo da árvore do chá exibe atividade antimicrobiana contra uma ampla gama de bactérias, leveduras e fungos. Esses micróbios levam à inflamação e forçam o nosso sistema imunológico a trabalhar com overdrive.

Solução: Use óleo de melaleuca em erupções cutâneas e urticária ou como limpador doméstico. Ao usar a arvore do chá topicamente, adicione 2 a 3 gotas em uma bola de algodão e aplique suavemente na área de interesse. Para pessoas com pele sensível, dilua a árvore do chá com um óleo transportador primeiro, como o óleo de coco ou jojoba.

Como Usar Óleos Essenciais Para Tratar Alergias:

Alergias Alimentares – Tome 1 a 2 gotas de óleo de limão ou hortelã-pimenta internamente para aliviar os sintomas de uma alergia alimentar. Isso ajudará na desintoxicacão do corpo e eliminacão dos alérgenos através do suor ou urinar.

Erupção cutânea e urticária – Use a árvore do chá ou óleo de manjericão topicamente para tratar erupções cutâneas e urticária. Adicione 2 a 3 gotas em uma bola de algodão e aplique na área afetada. Aplicar os óleos sobre a área do fígado é outra maneira de tratar as irritações da pele, pois ajuda o fígado na eliminacão das toxinas que sobrecarregam a pele. Dilua 3 a 4 gotas de óleo de melaleuca com óleo de coco e esfregue na área do fígado.

Alergias sazonais – Desinfete a sua casa com óleo de limão e de árvore do chá; Isso eliminará os causadores e limpará o ar e seus móveis. Adicione 40 gotas de óleo de limão e 20 gotas de óleo de árvore do chá em um frasco de spray. Encha a garrafa com água pura e um pouco de vinagre branco e pulverize a mistura em qualquer área da sua casa.

Alergia – Combine 2–3 gotas de hortelã-pimenta, eucalipto e óleo de lavanda com uma colher de chá de óleo de coco e massageie a mistura nas têmporas, atrás das orelhas e no fundo dos pés.
Possíveis efeitos colaterais.

Ao usar este óleo essencial especial para alergias, não recomendo que tome óleo de árvore do chá internamente; É melhor usar árvore do chá aromaticamente ou topicamente. Ao usar qualquer um destes óleos por via tópica, dilua com um óleo, especialmente quando usado em pele sensível ou em áreas sensíveis, como sob os olhos ou no pescoço.

Ao usar óleos essenciais internamente, um pouco vai longe. Consuma somente 1 a 2 gotas por dia durante um mês. Em seguida, faça uma pausa de duas semanas e inicie o tratamento novamente.

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.