Óleo de Melaleuca em Cápsulas: Para que Serve? Efeitos Colaterais?

Revisado por

Dermatologia graduada pela Unicamp

Especialista do Dicas de Saúde

Óleo de Melaleuca em Cápsulas: Para que Serve? Efeitos Colaterais?
4.8 (95.89%) 146 votos

Óleo de Melaleuca em Cápsulas: Para que Serve? Efeitos Colaterais? E muito mais que você precisa saber. Além disso, o óleo de árvore do chá, também conhecido como óleo de melaleuca, é um tipo de óleo essencial que vem com cheiro de cânfora e cores variam de amarelo pálido a incolor. Há uma grande diferença entre o óleo de melaleuca em cápsulas e o chá.

Óleo de Melaleuca em Cápsulas

O óleo de melaleuca em cápsulas pode ser tóxico se tomado por via oral, mas é amplamente utilizado na fabricação de produtos cosméticos em baixas concentrações.

Tem estado em uso médico no tratamento de várias condições devido às suas propriedades antimicrobianas. Quando aplicado topicamente, ajuda a combater doenças da pele, tais como piolhos, Acne, caspa, infecções fúngicas, infecções de ouvido, infecções vaginais, dores de dente e herpes, entre outros.

De Onde Vem o Óleo de Melaleuca?

O óleo de melaleuca é derivado das folhas de uma planta nativa no sudeste de Queensland e na costa nordeste chamada melaleuca alternifolia. Seu nome veio de marinheiros do século XVIII da costa pantanosa do sudeste da Austrália, que prepararam chá com um cheiro de noz-moscada das folhas da árvore do chá. Ele também tem sido usado por centenas de anos no tratamento de picadas de insetos e dor de garganta. Algumas pessoas o usam para tratar congestão brônquica, inflamação pulmonar e tosse adicionando-a à água do banho.

Para que Serve o Óleo de Melaleuca em Cápsulas?

O crédito às suas propriedades antimicrobianas, o óleo de melaleuca em cápsulas, é considerado eficaz no combate a infecções bacterianas, fúngicas e virais. Isso possivelmente ajuda a tratar condições como:

Infecções por Fungos:

Quando aplicado topicamente duas vezes ao dia por alguns meses, a solução 100% de óleo de melaleuca pode ajudar a tratar infecções por unha dos dedos em alguns de seus usuários.

Pé de Atleta:

De acordo com estudos, o uso tópico de óleo de melaleuca em cápsulas ameniza os sintomas associados ao Pé de Atleta, como coceira, descamação, inflamação e sensação de queimação.

Acne:

Óleo de Melaleuca

Embora não haja provas concretas, o óleo de melaleuca em cápsulas pode ajudar a combater a acne. No entanto, pode levar mais tempo para funcionar, embora não cause muita irritação na pele. Estudos têm demonstrado que o óleo de melaleuca reduz a gravidade e os sintomas da acne quando aplicado topicamente em menos de dois meses.

Pode ser um remédio possível para outras condições como mau hálito, peste dentária, infecção cutânea, Sarna, herpes labial, infecções vaginais e Hemorroidas  entre outros.

Possíveis Efeitos Colaterais do Óleo de Melaleuca em Cápsulas:

Embora seja considerado seguro, o óleo de melaleuca em cápsulas pode causar irritação ou inchaço em algumas pessoas quando aplicado topicamente. Se você tem uma pele sensível que é propensa a acne, o uso do óleo de melaleuca pode provocar efeitos colaterais adversos, incluindo vermelhidão, ardor, secura ou queimação.

Meninos jovens que ainda não atingiram a puberdade devem evitar o uso de óleo de melaleuca junto com óleo de lavanda, já que seus efeitos sobre os hormônios podem torná-los suscetíveis à acne. Outro efeito colateral do óleo de melaleuca em meninos jovens é o desenvolvimento de mama anormal. Além disso, pode causar secura na boca, confusão, dificuldades de locomoção, erupções cutâneas ou coma quando tomado por via oral.

Doses e Horários Recomendados Para o Óleo de Melaleuca em Cápsulas:

O óleo de melaleuca em cápsulas só deve ser aplicado topicamente. As concentrações podem variar dependendo da condição a ser tratada. Para tratar fungo na unha, use 100% de solução de óleo de melaleuca duas vezes por dia por até seis meses. Para o Pé de Atleta, a dosagem recomendada é de 25% ou 50% da solução de óleo de melaleuca duas vezes por dia durante um mês. Alternativamente, use 10% de creme de óleo de melaleuca em cápsulas duas vezes por dia durante um mês.

Aplique óleo de melaleuca em cápsulas de 5% todos os dias se você está lutando acne. Lembre-se sempre de verificar o rótulo e seguir as recomendações do fabricante sobre tempo e dosagem.

Usos do Óleo de Melaleuca em Cápsulas:

Melaleuca em Cápsulas

O óleo de melaleuca é um ingrediente comum na maioria dos cosméticos naturais e produtos antienvelhecimento disponíveis no mercado. Estes produtos contêm óleos de óleo de melaleuca em diferentes concentrações para atender às necessidades de cada tipo de pele. É importante conhecer o seu tipo de pele antes de experimentar qualquer um desses suplementos contendo óleo de melaleuca. Uso de óleo em suplementos cosméticos ajuda a lidar com problemas de pele como acne, erupções cutâneas, manchas senis, manchas escuras, hiperpigmentação, rugas e linhas finas entre outros.

Interações do Óleo de Melaleuca em Cápsulas:

Não há interações conhecidas com o óleo de melaleuca em cápsulas no momento. No entanto, você deve ser cauteloso ao usá-lo junto com outros produtos de beleza. Pode reagir com outros ingredientes e piorar o estado da sua pele. Também não o tome pela boca ou use-o em uma pele quebrada como uma ferida, pois sua absorção pelo corpo pode ser potencialmente tóxica.

Conclusão:

O óleo de melaleuca em Cápsulas parece ser um ingrediente importante para procurar em qualquer produto que é usado topicamente. Tem fortes propriedades antimicrobianas que são benéficas na manutenção de uma pele saudável. A menos que seja tomado oralmente, o uso tópico de óleo de melaleuca é considerado seguro para todos os tipos de pele.

No entanto, pode desencadear reações adversas quando combinado com outros produtos ou em tipos de pele sensíveis. Embora estudos anteriores tenham mostrado que o óleo de melaleuca é eficaz no tratamento de certas condições, ainda são necessárias mais pesquisas para determinar sua segurança e eficácia no tratamento de outros problemas.

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Wanessa Matos

Drª. Wanessa Matos Dermatologista formou-se em Medicina na Unicamp e na mesma instituição realizou sua residência em Dermatologia, obtendo o título de especialista. Atua nas áreas de dermatologia clínica, cirúrgica e estética. Além disso, é sócio titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, com registro no Conselho Regional de Medicina e Associação Médica Brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *