Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde Doenças Doenças e Tratamentos

Obstipação – Causas, Sintomas, Tratamento e Prevenção

Obstipação – Causas, Sintomas, Tratamento e Prevenção dessa condição que traz consigo muito incômodo. Além disso, cerca de 80% das pessoas sofrerão de Obstipação em algum momento das suas vidas, sendo normais breves períodos de Obstipação. Numa base empírica, o diagnóstico de Obstipação poderá ser colocado se o número de defecação for inferior a três vezes por semana.

A evacuação incorreta de que se deverá ter pelo menos uma defecação por dia, levou ao uso e abuso de laxantes com consequências preocupantes. A Obstipação Crônica ou funcional pode durar meses ou anos. É muitas vezes o resultado de dietas de fraca qualidade, falta de exercício e/ou líquidos e ignora regularmente a vontade de ir ao banheiro.Uma maneira fácil de entender a definição de Obstipação Crônica é uma frequência de evacuação inferior a três vezes por semana e que perdure vários meses. Conforme referido anteriormente, deve consultar o seu médico ao perceber que sofre deste problema. Então, confira Obstipação – Causas, Sintomas, Tratamento e Prevenção:

Sintomas da Obstipação: Os sintomas de Obstipação podem ser agrupados em duas áreas. Uns ligados diretamente ao trânsito intestinal e como funciona o seu sistema digestivo, sendo estes mais gerais. Dentre eles estão:

  • Fezes duras mais do que três vezes por semana;
  • Fezes duras e pequenas;
  • Não evacuar vezes suficientes;
  • Dificuldade em defecar, apesar de ir ao banheiro com alguma regularidade;
  • Ir ao banheiro com menos frequência do que o normal;
  • Fezes que causam cortes e hemorragias no reto;
  • Uma sensação de não ter ficado “esvaziado” depois de ir ao banheiro;
  • Dores de estômago ou inchaço;
  • Sintomas de pressão no abdômen e intestino;
  • Esforço excessivo para evacuar;
  • Sensação de náuseas.

Causas da Obstipação: A Obstipação geralmente ocorre quando as Fezes permanecem no cólon (intestino grosso) por muito tempo, onde é absorvida muita água, fazendo com que estas se tornem duras e secas, dificultando a sua circulação, expulsão. Muitas vezes, é difícil identificar a causa exata, podendo existir várias causas, possivelmente simultâneas, responsáveis pela Obstipação. Dentre as principais estão:

Tratamento da Obstipação: De uma forma geral, obtém-se uma grande melhoria ao optar pela adoção de uma dieta diária rica em fibras e resíduos. Para que isso se concretize, recomenda-se a ingestão de legumes, verduras cruas, alguns tipos de fruta, pão integral, farelo de trigo e Aveia, e dois a três litros de líquido por dia.

Em paralelo, deve criar-se o hábito da prática regular de exercício físico (que estimula a função intestinal) e de um horário para ir ao banheiro, de preferência após alguma refeição. Ao adotar estas medidas está também a contribuir para a diminuição dos níveis de colesterol.

Lembre-se que quanto mais cedo iniciar um tratamento, mais rápida será a melhora. Por si só, a Obstipação não é uma doença mas um sintoma que pode levar a outras patologias intestinais, como diverticulite, apendicite e até câncer de cólon.

Assim, pessoas com Obstipação Crônica, dependentes de laxantes, que apresentem alterações no ritmo de funcionamento intestinal, perda de sangue nas evacuações, afilamento fecal, e falsa vontade de evacuar, devem procurar ajuda médica.

Dicas para Prevenir a Obstipação: A melhor maneira de prevenir, e por vezes tratar a Obstipação, consiste numa combinação de exercício adequado, uma dieta rica em fibra e o uso esporádico de medicação adequada. Separamos algumas dicas para prevenir a Obstipação:

  • Alimentação saudável;
  • Comer devagar;
  • Beber água;
  • Exercício físico;
  • Deixar de fumar;
  • Evitar certos alimentos;
  • Consumo de chá;
  • Comer frutas;
  • Consumir iogurtes probióticos;
  • Incluir sementes na alimentação.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.