Dicas de Saúde Frutas Saúde

Gengibre – Benefícios, Usos e Efeitos Colaterais!

Revisado por

Graduado em Nutrição

Especialista do Dicas de Saúde

Gengibre – Benefícios, Usos e Efeitos Colaterais! O Gengibre dispõe de nutrientes primordiais para o bem-estar da saúde. Além disso, o Gengibre (ou mais precisamente a raiz de Gengibre) é um rizoma de uma planta florida com o mesmo nome – Gengibre. Esta raiz que usamos como tempero e como remédio desde os tempos antigos. O Gengibre apareceu pela primeira vez nas partes do sul da antiga China. A partir daí, espalhou-se para a Índia, as Ilhas Maluku (as chamadas Ilhas Spice), o resto da Ásia e da África Ocidental.

A Europa viu o Gengibre pela primeira vez no século 1, quando os antigos romanos trocaram com a Índia. Quando o Roma caiu, a Europa esqueceu o Gengibre até que Marco Polo o trouxesse novamente de sua viagem para o Oriente. Na Idade Média, um preço de meio quilograma de Gengibre era o mesmo de uma ovelha. No século 15, com a redescoberta do Novo Mundo, Ginger foi trazido para o Caribe, onde começou a crescer com facilidade.

Hoje, a Índia é o maior produtor de Gengibre do mundo. O nome “Gengibre” veio um longo caminho, mas sua raiz é em sânscrito palavra “srngaveram”, que significa “corno” e descreve sua raiz. Enquanto cresce, tem botões brancos e cor-de-rosa que florescem em flores amarelas. Quando a haste se seca, o rizoma é colhido e imediatamente escaldado (o qual o mata) para evitar o surgimento. Então, veja agora tudo sobre o Gengibre – Benefícios, Usos e Efeitos Colaterais!

Informação Nutricional do Gengibre: Quantidade por 100 gramas:

  • Gorduras Totais 0,8 g
  • Gorduras Saturadas 0,2 g
  • Gorduras Poli-insaturadas 0,2 g
  • Gorduras Monoinsaturadas 0,2 g
  • Colesterol 0 mg
  • Sódio 13 mg
  • Potássio 415 mg
  • Carboidratos 18 g
  • Fibra Alimentar 2 g
  • Açúcar 1,7 g
  • Proteínas 1,8 g
  • Vitamina A
  • Vitamina C
  • Cálcio
  • Ferro
  • Vitamina D
  • Vitamina B6
  • Vitamina B12
  • Magnésio

Então, veja agora em detalhes os principais Benefícios do Gengibre para saúde:

Benefícios do Gengibre para Diminuir Náuseas e Vômitos: Estudos clínicos comprovaram a eficácia do Gengibre em calmantes náuseas e vômitos. A pesquisa também confirmou seu potencial contra a náusea e o vômito induzidos pela quimioterapia (CINV). A maioria dos estudos encontrou um efeito positivo contra esse efeito colateral de terapias agressivas. O Gengibre pode ser uma opção poderosa para aqueles que sofrem de procedimentos médicos tóxicos como estes.

Benefícios do Gengibre Para Acabar com a Prisão de Ventre: O Gengibre também foi usado historicamente para flatulência, constipação, inchaço e outras queixas digestivas. Além desses efeitos gastro-protetores, os pesquisadores descobriram que o Gengibre é eficaz para úlceras relacionadas ao estresse.

Benefícios do Gengibre Para Melhorar o Funcionamento do Cérebro: O Gengibre contém compostos que demonstraram efeitos protetores para o cérebro. Um deles, conhecido como 6-Shogaol, inibiu a liberação e expressão de produtos químicos causadores de vermelhidão que causam danos aos neurônios nos modelos in vitro e in vivo. O outro, o 10-gingerol, quando obtido de Gengibre fresco, produziu de forma semelhante a produção de óxido nítrico e outros produtos químicos que levaram a vermelhidão e inchaço no cérebro.

Benefícios do Gengibre Para Acabar com a Enxaqueca: Em um ensaio clínico, 100 pacientes receberam pó de Gengibre ou um medicamento administrado a pacientes com enxaqueca. Os resultados mostraram que o pó de Gengibre ajudou a reduzir o desconforto relacionado à enxaqueca … sem efeitos colaterais.

Benefícios do Gengibre Para Proteger dos Raios Ultravioletas: Os dados da pesquisa mostraram que o Gengibre possui capacidades de absorção de UV que protegem contra danos ao DNA relacionados à luz UVB (ultravioleta-B). Extractos de produção antioxidante estimulada pelo Gengibre, sugerindo efeitos protetores contra luz UV potencialmente prejudicial.

Benefícios do Gengibre Para Baixar a Pressão Arterial: Os médicos médicos tailandeses usaram tradicionalmente ervas como o Gengibre para suportar a pressão arterial saudável. Extractos de Gengibre e outras ervas usadas em receitas terapêuticas tailandesas foram avaliadas quanto à sua eficácia contra a hipertensão. O extrato de Gengibre foi o mais efetivo.

Benefícios do Gengibre Para Tratar Osteoartrite: Um recente estudo in vitro testou Gengibre contra drogas usadas para osteoartrite – o extrato de Gengibre demonstrou ser tão efetivo. Outro estudo envolvendo 43 pacientes com osteoartrite achou que o Gengibre era tão efetivo e mais seguro do que os AINEs.

Benefícios do Gengibre Para Acabar com Dores Musculares: Um recente estudo avaliou o Gengibre para uso no alívio do desconforto muscular em atletas do sexo feminino. No decorrer deste teste de 6 semanas, os participantes que tomaram Gengibre relataram uma diminuição significativa na dor muscular em comparação com o placebo.

Benefícios do Gengibre Para Tratar Doenças Cardiovasculares: Um dos compostos ativos no Gengibre, 6-gingerol, foi isolado, testado e determinou um fator ativo na regulação da pressão arterial e no suporte à saúde cardiovascular. Com base nos resultados, os pesquisadores estão explorando os potenciais do Gengibre como remédio para problemas cardiovasculares.

Como Usar o Gengibre: O Gengibre tem um sabor extremamente robusto, o que torna o consumo um pouco complicado. Pode ser muito forte para ingerir por conta própria, mas, como eu mencionei, mistura-se incrivelmente bem em chá ou suco, pode ser um ingrediente excelente em uma receita e você também pode encontrá-lo como ingrediente em alguns petiscos saudáveis.

Efeitos Colaterais do Gengibre: Apesar de todos os benefícios do Gengibre citados, não é pelo fato de ele ser um produto natural que seu consumo não apresenta riscos. Veremos agora em quais casos o seu consumo deve ser evitado.

  • Pessoas que fazem o uso de medicamentos para controlar o diabetes e/ou a hipertensão arterial devem conversar com seu médico antes de passarem a consumi-lo. O uso concomitante do Gengibre com as medicações pode provocar uma queda significativa da pressão arterial e/ou um quadro de hipoglicemia, respectivamente.
  • Pacientes com distúrbios hemorrágicos não podem consumir Gengibre devido ao alto risco de hemorragia por reduzir a taxa de coagulação sanguínea.
  • Mulheres grávidas e lactantes também devem conversar com seus médicos antes de usarem o Gengibre.
  • Pacientes com distúrbios biliares ou que serão submetidos a cirurgias (serão anestesiados) também devem informar o seu médico antes de usar o rizoma.
  • Os efeitos colaterais do Gengibre são raros. Em doses muito altas, a pessoa pode apresentar uma leve azia, diarreia e irritação na boca.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.