Espondilite Anquilosante – O que é, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Espondilite Anquilosante – O que é, Sintomas e Tratamentos
4.8 (95.75%) 160 voto[s]

Espondilite Anquilosante – O que é, Sintomas e Tratamentos desta condição. A Espondilite Anquilosante é uma forma de artrite que afeta principalmente a coluna vertebral. Provoca uma inflamação grave das vértebras que eventualmente pode levar a dor e incapacidade crônica. Em casos mais avançados, a inflamação pode causar a formação de novo osso na coluna vertebral, o que pode levar à deformidade.

Espondilite AnquilosanteA Espondilite Anquilosante também pode causar dor e rigidez em outras partes do seu corpo. Outras articulações grandes, como os ombros, os quadris e os joelhos, também podem estar envolvidas.

Causas da Espondilite Anquilosante: A causa da Espondilite Anquilosante é desconhecida. A desordem tende a correr em famílias, então a genética provavelmente desempenha um papel. Se seus pais ou irmãos têm Espondilite Anquilosante, você tem 10 a 20 vezes mais chances de ser diagnosticado com a doença do que alguém sem histórico familiar.

Sintomas da Espondilite Anquilosante: Os sintomas da Espondilite Anquilosante variam. Muitas vezes, é caracterizada por ataques moderados ou moderados de inflamação que se alternam com períodos quase sem sintomas. O sintoma mais comum é a dor nas costas de manhã e à noite. Você também pode sentir dor nas grandes articulações, como os quadris e os ombros. Outros sintomas podem incluir:

  • Rigidez no início da manhã
  • Perda de apetite
  • Febre baixa
  • Perda de peso
  • Fadiga
  • Anemia ou baixo teor de ferro

Como a Espondilite Anquilosante envolve inflamação, outras partes do seu corpo também podem ser afetadas. Os pacientes também podem experimentar:

Diagnósticos da Espondilite Anquilosante: Um reumatologista, um médico especializado em artrite, é freqüentemente consultado para ajudar a diagnosticar Espondilite Anquilosante. O primeiro passo será um exame físico completo. Um médico irá pedir-lhe detalhes sobre a dor e a história de seus sintomas.

  • Um raio-X da coluna vertebral e quaisquer articulações dolorosas mostrarão erosão. A erosão pode não ser detectada se a doença estiver nos estágios iniciais. Um estudo de ressonância magnética também pode ser feito, mas os resultados são muitas vezes difíceis de interpretar.
  • Um teste de sangue chamado taxa de sedimentação de eritrócitos pode ser feito para avaliar a presença de qualquer inflamação. Um teste de sangue para uma proteína HLA-B27 pode ser feito. No entanto, o teste HLA-B27 não significa que você tenha Espondilite Anquilosante, apenas que você tenha o gene que produz essa proteína.

Tratamentos da Espondilite Anquilosante: Como não há cura para a espondilite anquilosante, seu tratamento será focado na gestão da dor e na prevenção da deficiência.

Medicamentos: Os fármacos anti-inflamatórios não esteroides (Aines), como ibuprofeno e naproxeno, são freqüentemente usados ​​para ajudar a administrar sua dor e inflamação. Quando não fornecem alívio suficiente, medicamentos mais fortes podem ser prescritos.

Atividade físicas: O exercício diário é encorajado a ajudá-lo a manter a flexibilidade e a amplitude de movimento. A terapia física pode ser prescrita para tratamento.

Postura: Praticar boa postura é promovida para prevenir a deformidade da coluna vertebral que pode ocorrer nos estágios posteriores.

Calor / Frio: A aplicação de calor às articulações rígidas pode ajudar a reduzir a dor e a dor. A aplicação de frio ajuda a reduzir o inchaço.

Cirurgia: Se você tiver dano grave ou deformidade nas articulações do joelho ou do quadril, a cirurgia pode ser necessária.

Espondilite AnquilosanteFatores de Risco da Espondilite Anquilosante:
Histórico Familiar: Um histórico familiar de Espondilite Anquilosante é um fator de risco, juntamente com a presença da proteína HLA-B27.

Era: Ao contrário de outros transtornos artríticos e reumáticos, os sintomas iniciais da Espondilite Anquilosante geralmente aparecem entre as idades de 20 e 40.

Gênero: A Espondilite Anquilosante é mais comum nos homens, mas também é vista em mulheres.

Como Evitar a Espondilite Anquilosante: Não se sabe como você pode evitar a Espondilite Anquilosante porque ninguém sabe o que o causa em primeiro lugar. No entanto, se você tem a doença, você pode se concentrar em prevenir a incapacidade, mantendo-se ativo, comendo saudável e mantendo um peso corporal normal.

0/5 (0 Reviews)

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Dor de Garganta

Dor de Garganta – O que é, Causas e Sintomas

Sintomas da Tuberculose

Os 8 Principais Sintomas da Tuberculose