Distensão Muscular – O que é, Sintomas e Tratamento

Revisado por

Formado em Medicina pela USP!

Especialista do Dicas de Saúde

Distensão Muscular – O que é, Sintomas e Tratamento
4.8 (96.02%) 206 votos

Distensão Muscular – O que é, Sintomas e Tratamento que não devem ser ignorado pois é preciso estar atento. Além disso, a Distensão Muscular ocorre quando um músculo se estica demais, gerando a ruptura de algumas fibras musculares ou de todo o tendão ou músculo envolvido. Este tipo de lesão ocorre, mais especificamente no tendão ou na junção músculo-tendínea, que é o local da união entre o músculo e o tendão, próximo da articulação.

Distensão MuscularO que é Distensão Muscular: A Distensão Muscular é uma lesão provocada pelo alongamento excessivo das fibras de um músculo. As fibras, alongadas além do seu limite normal, rompem e provocam a distensão. Dessa forma, é uma lesão particularmente normal entre atletas, que eventualmente forçam seus músculos além do limite ou de forma incorreta.

A causa mais comum da Distensão Muscular é a conduta do atleta. A fadiga, bem como o excesso de peso corporal, estão entre os fatores que aumentam muito o risco de distensão. É o uso impróprio do músculo, porém, que provoca a maior parte das distensões.

Esforços simples em muitos esportes precisam ser praticados em suas posições corretas, conforme a orientação de um profissional de educação física. Mais que isso, porém, é necessário se preparar adequadamente para a atividade física, com condicionamento, aquecimento e alongamento.

Sintomas da distensão muscular: O principal sintoma é a dor forte localizada perto de uma articulação que surge após uma pancada ou corrida. Além disso, a pessoa pode sentir dificuldade para caminhar, quando a perna é afetada, ou dificuldade para movimentar o braço quando este é afetado. Assim, os sinais característicos da Distensão Muscular são:

  • Dor intensa localizada próximo de uma articulação;
  • Fraqueza muscular;
  • Dificuldade de movimentar a região afeta, sendo difícil permanecer na corrida ou no jogo, por exemplo;
  • Pode gerar uma grande marca roxa, característica do extravasamento sanguíneo;
  • A região tende a ficar inchada e pode ficar um pouco mais quente que o normal.

Como Trata a Distensão Muscular: Ocorrida a distensão, a pessoa deve suspender a atividade física que vinha praticando e colocar imediatamente uma compressa gelada na região, para aliviar a dor. Além disso, deve manter repouso do membro afetado, mantê-lo suspenso e usar medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios que devem ser tomados sob orientação médica, sendo indicado também o uso de compressas frias ou com gelo.

As fibras rompidas tendem a se regenerar espontaneamente. Uma fisioterapia deve ser iniciada o quanto antes para garantir o retorno mais rápido possível às atividades diárias.

Como evitar: Alongar o músculo além do limite corporal pré estabelecido, ou forçar demais uma musculatura, pode facilmente gerar uma distensão e causar o rompimento do músculo. Assim, para prevenir uma Distensão Muscular deve-se manter o músculo devidamente fortalecido e alongado constantemente, respeitando suas limitações corporais e evitando treinar sozinho, sem orientação profissional.

No entanto, até mesmo os atletas de alta competição podem sofrer estiramentos e distensões musculares durante sua prática esportiva, mas em todo caso, o objetivo dos treinos é evitar que isso aconteça.

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Osmar da Costa Junior

Sou formado em medicina pela USP no ano de 2012. Atuo na área de estudo e orientação inicial de doentes; Coordenação de exames de saúde regular; Diagnóstico e tratamento de grande parte das doenças de adultos; Acompanhamento e tratamento de doentes crônicos; Orientação de pacientes que apresentam quadros complexos, com patologias raras e múltiplas, juntamente com a participação de outros especialistas, quando for necessário; Integração final de dados clínicos e exames complementares, decorrentes da observação dos pacientes por outro especialista. Atualmente sou Clinico Geral residente no Hospital Regional de Cotia e Editor no site "Dicas de Saúde" onde tenho participação com comentários, e criação de artigos relacionados a saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *