Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde Medicamentos

Diazepam – Para que Serve, Como Tomar e Efeitos Colaterais

Diazepam – Para que Serve, Como Tomar e Efeitos Colaterais
Gostou do post? Avalie!

Diazepam – Para que Serve, Como Tomar e Efeitos Colaterais que poucos sabem. Além disso, o Diazepam é indicado para alívio sintomático da ansiedade, tensão e outras queixas somáticas ou psicológicas associadas com a síndrome da ansiedade. Pode também ser útil como coadjuvante no tratamento da ansiedade ou agitação associada a desordens psiquiátricas.

O Diazepam é bastante utilizado para alívio de espasmos musculares, que são reflexos de traumas locais (lesão, inflamação). Pode ser igualmente usado no tratamento da espasticidade devida a lesão dos interneurônios espinhais e supra espinhais tal como ocorre na paralisia cerebral e paraplegia, assim como na atetose e na síndrome rígida.

Os benzodiazepínicos são indicados apenas para desordens intensas, desabilitantes ou para dores extremas.

Como Tomar o Diazepam: O Diazepam pode ser utilizado em comprimidos e em Injetáveis.

Diazepam Comprimidos: a dose padrão recomendada de Diazepam comprimidos para adultos é de 5 a 10mg por dia, podendo a dose ser aumentada até 5 a 20 mg por dia. A dose recomendada de Diazepam depende da gravidade e do tipo de sintomas, e, por isso, deve ser sempre indicada pelo médico. A duração do tratamento deve ser sempre a mais curta possível, nunca excedendo um período máximo de 2 a 3 meses.

Diazepam Injetável: é usado apenas em hospitais, sendo que a dose padrão utilizada para adultos e adolescentes depende da gravidade, do tipo de sintomas e do peso corporal.

Para que Serve o Diazepam: O Diazepam está indicado para alívio sintomático da ansiedade, tensão e outras queixas somáticas ou psicológicas associadas com a síndrome da ansiedade. Pode também ser útil como coadjuvante no tratamento da ansiedade ou agitação associada a desordens psiquiátricas. O Diazepam é útil no alívio do espasmo muscular reflexo devido a traumas locais (lesão, inflamação).

Pode ser igualmente usado no tratamento da espasticidade devida à lesão dos interneurônios espinhais e supra espinhais tal como ocorre na paralisia cerebral e paraplegia, assim como na atetose e na síndrome rígida. Os benzodiazepínicos são indicados apenas para desordens intensas, desabilitantes ou para dores extremas.

Nomes Comerciais do Diazepam: O Diazepam também é encontrado com outros nomes como:

  • Valium;
  • Diempax;
  • Kiatrium;
  • Noan;
  • Calmociteno.

Farmacocinética do Diazepam: Absorção: o Diazepam é rápido e completamente absorvido após administração oral, atingindo a concentração plasmática máxima após 30-90 minutos.

Distribuição: o Diazepam e seus metabólitos possuem alta ligação às proteínas plasmáticas (Diazepam: 98%). Eles atravessam as barreiras hematoencefálica e placentária e são também encontrados no leite materno em concentrações que equivalem a aproximadamente um décimo da concentração sérica materna.

Metabolismo: o Diazepam é metabolizado em substâncias farmacologicamente ativas, como o nordiazepam, o hidroxidiazepam e o oxazepam.

Eliminação: a curva concentração plasmática/tempo do Diazepam é bifásica: uma fase de distribuição inicial rápida e intensa, com uma meia-vida que pode chegar a 3 horas e uma fase de eliminação terminal prolongada (meia-vida 20-50 horas). A meia-vida de eliminação terminal (t1/2b) do metabólito ativo nordiazepam é de aproximadamente 100 horas. O Diazepam e seus metabólitos são eliminados principalmente pela urina, predominantemente sob a forma conjugada. O clearence de Diazepam é de 20-30 ml/min.

Farmacocinética em Condições Clínicas especiais: a meia-vida de eliminação pode ser prolongada no recém-nascido, nos idosos e nos pacientes com doença hepática. Na insuficiência renal, a meia-vida do Diazepam não é alterada.

Efeitos Colaterais do Diazepam: Alguns dos efeitos colaterais do Diazepam incluem:

  • Sonolência;
  • Cansaço extremo;
  • Relaxamento muscular;
  • Dificuldade para andar;
  • Tontura;
  • Confusão;
  • Depressão;
  • Agitação;
  • Irritação ou agressividade.

A administração intramuscular de Diazepam injetável, ocasionalmente pode provocar dor local e vermelhidão na região da aplicação.

Contraindicações do Diazepam: Diazepam está contraindicado para pacientes com hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula, insuficiência respiratória grave, insuficiência hepática grave, síndrome da apneia do sono, miastenia grave, ou dependentes de outras drogas, inclusive o álcool. Não deve ser tomado por mulheres grávidas ou que estejam a amamentar. Veja Outros Remédios com Ação Semelhante ao Diazepam:

  • Clonazepam (Rivotril)
  • Hidrocodona (Vicodin)
  • Bromazepam (Lexotan)
  • Flurazepam (Dalmadorm)

Superdosagem do Diazepam: Os sintomas de superdosagem com Diazepam, similares àqueles causados por outros depressores do SNC, incluem sonolência, confusão mental, coma, reflexos diminuídos, parada respiratória e em casos extremos, morte.

Este artigo foi útil?
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie este post)
Loading...

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie este post)
Loading...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.