Como Usar Óleo de Prímula Para Curar Perda de Cabelo

Revisado por

Formado em Medicina pela USP!

Especialista do Dicas de Saúde

Como Usar Óleo de Prímula Para Curar Perda de Cabelo
4.8 (96.13%) 160 votos

Como Usar Óleo de Prímula para Curar Perda de Cabelo Estudos revelam que cerca de 100 milhões de pessoas no mundo experimentam queda excessiva de cabelo todos os anos. O desbaste do cabelo não é apenas prejudicial para a auto-estima, é também um indicador de que há algo errado. Como este é um problema comum, existem muitos tratamentos disponíveis para o tratamento da calvície prematura e perda de cabelo excessiva. No entanto, nem todos esses produtos e tratamentos são igualmente eficazes.

Óleo prímulaComo Usar Óleo de Prímula Para Curar Perda de Cabelo tem alguns atributos milagrosos que são potentes o suficiente para curar vários tipos de perda de cabelo. O Óleo de Prímula é derivado das sementes das flores silvestres de prímula amarela. Então, saiba Como Usar Óleo de Prímula Para Curar Perda de Cabelo:

1. Estas sementes são ricas de ácidos graxos essenciais e GLA ou ácido gama-linolênico. GLA é um tipo de ácido graxo ômega 6 que foi provado a estimular a regeneração da pele e ajudar no crescimento do cabelo.

2. As propriedades antiinflamatórias da prímula ajudam a combater as condições do couro cabeludo causadas por fungos, leveduras, caspa e assim por diante.

3. Este é um tônico abrangente para todos os tipos de problemas de cabelo.

4. O uso regular de prímula cura a condição empobrecida existente do couro cabeludo.

5. Regenera o crescimento do cabelo, estimulando os folículos pilosos.

6. O Óleo de Prímula é uma rica fonte de antioxidantes, que ajudam a nutrir o couro cabeludo.

7. Estudos sobre este Óleo de Prímula natural mostraram que as propriedades presentes na prímula beneficiam as mulheres mais do que os homens. E funciona especialmente para aqueles que vivenciaram perda de cabelo devido ao hipertireoidismo, menopausa ou gravidez.

Como o Óleo de Prímula Funciona?

Devido aos seus conteúdos altos de GLA e antioxidante, prímula é um tônico ideal para a prevenção da perda de cabelo. Deficiência de ácidos graxos essenciais é muitas vezes considerada um fator para queda de cabelo.

O uso de óleo de prímula regularmente preenche essa deficiência. Este Óleo de Prímula é uma reserva rica de suplementos lipídicos, que é importante para atender a demanda de ácidos graxos do corpo. Uma revista popular nos EUA afirmou que a prímula oferece proteção contra danos radicais e contribui para o crescimento novamente do cabelo.

Como Usar o Óleo de Prímula para Perda do Cabelo?
Pode-se usar óleo de prímula de diferentes maneiras.

  • O método mais fácil é aplicar o Óleo de Prímula diretamente no couro cabeludo.
  • Uma massagem regular ajuda muito para melhorar a condição do couro cabeludo.
  • Além da queda de cabelo, também trata outras condições do couro cabeludo, como caspa, piolhos, levedura e outras infecções fúngicas.
  • O outro método é o consumo direto do Óleo de Prímula.
  • Uma dose ideal de prímula é de 6gm a 8gm por dia.
  • O consumo de 4gm de óleo de prímula também ajudará a corrigir desequilíbrios hormonais.

Considerações Antes de Usar Óleo de Prímula:

  • É sempre seguro verificar antes de iniciar um novo suplemento dietético.
  • Se for usar o Óleo de Prímula externamente, não há necessidade de procurar aconselhamento médico.
  • Perguntar ao médico sobre a dosagem desejada do Óleo de Prímula antes de começar a consumi-lo.
  • Informar o médico sobre qualquer outro problema médico para o qual possa estar sob determinada medicação. A maioria dos especialistas médicos sugere a ingestão de vitamina C juntamente com prímula para aumentar o efeito do Óleo de Prímula dentro dos sistemas.
0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Osmar da Costa Junior

Sou formado em medicina pela USP no ano de 2012. Atuo na área de estudo e orientação inicial de doentes; Coordenação de exames de saúde regular; Diagnóstico e tratamento de grande parte das doenças de adultos; Acompanhamento e tratamento de doentes crônicos; Orientação de pacientes que apresentam quadros complexos, com patologias raras e múltiplas, juntamente com a participação de outros especialistas, quando for necessário; Integração final de dados clínicos e exames complementares, decorrentes da observação dos pacientes por outro especialista. Atualmente sou Clinico Geral residente no Hospital Regional de Cotia e Editor no site "Dicas de Saúde" onde tenho participação com comentários, e criação de artigos relacionados a saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *