Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde Medicamentos

Ácido Acetilsalicílico – Para que Serve, Como Usar e Efeitos Colaterais

Ácido Acetilsalicílico – Para que Serve, Como Usar e Efeitos Colaterais que poucos conhecem. Além disso, o Ácido Acetilsalicílico é um remédio analgésico e anti-inflamatório, conhecido comercialmente como Aspirina, que também pode ser usado como antitérmico e antiplaquetário.

Um estudo publicado no The Journal of Clinical Pharmacology, realizado no Brasil, por apoio da FAPESP e pela Biolab Farmacêutica, comprovou que uma dose de Ácido Acetilsalicílico (AAS) a cada três dias em pacientes de risco, pode ser tão eficiente na prevenção de infarto, acidente vascular cerebral e doença vascular periférica, quanto consumir o medicamento diariamente, reduzindo ainda o risco de complicações no sistema gastrointestinal.

Para Que Serve o Ácido Acetilsalicílico: O Ácido Acetilsalicílico é indicado como:

  • analgésico e antipirético nos casos de dor de cabeça, nevralgias, pós-operatórios, entorses, distensões e contusões, cólicas menstruais, dores de dente, resfriados e diversos estados febris;
  • Anti-inflamatório na artrite reumática, osteoartrites, entre outras inflamações;
  • Anti-agregante plaquetário, tornando o sangue mais fino.

Como Usar o Ácido Acetilsalicílico: O modo de uso do Ácido Acetilsalicílico pode ser:

Comprimidos de 500 mg:

  • Adultos: 1 a 2 comprimidos de 500 mg a cada 4 a 8 horas, não excedendo 8 comprimidos de 500 mg por dia.
  • A partir de 12 anos: 1 comprimido de 500 mg, se necessário até 3 vezes por dia a cada 4 a 8 horas.

Comprimidos de 100 mg:

Crianças de 6 meses a 1 ano: 1/2 a 1 comprimido de 100 mg;

  • 1 a 3 anos: 1 comprimido de 100 mg;
  • 4 a 6 anos: 2 comprimidos de 100 mg;
  • 7 a 9 anos: 3 comprimidos de 100 mg;
  • Acima de 9 anos: 4 comprimidos de 100 mg.

Deve-se seguir as indicações do médico, porém, geralmente pode-se repetir a dose até 3 vezes por dia a cada 4 a 8 horas e, deve-se tomar preferencialmente após as refeições.

Efeitos Colaterais do Ácido Acetilsalicílico: Os efeitos colaterais do Ácido Acetilsalicílico incluem:

  • Náuseas,
  • Dor abdominal e gastrointestinal,
  • Má digestão,
  • Vermelhidão e coceira na pele,
  • Inchaço,
  • Rinite,
  • Congestão nasal,
  • Tonturas,
  • Tempo de sangramento prolongado,
  • Hematomas e sangramento pelo nariz,
  • Gengivas ou região íntima.

Contra-indicações do Ácido Acetilsalicílico: O Ácido Acetilsalicílico está contraindicado em pacientes com hipersensibilidade aos Ácido Acetilsalicílico, a salicilatos ou a outro componente do remédio, em pacientes com tendência para sangramentos, crise de asma induzida pela administração de salicilatos ou outras substâncias semelhantes, úlceras do estômago ou do intestino, insuficiência renal grave, insuficiência hepática grave, insuficiência cardíaca grave, durante o tratamento com metotrexato em doses iguais ou superiores a 15 mg por semana e no último trimestre de gravidez.

É necessário consultar o médico antes do uso de Ácido Acetilsalicílico em caso de gravidez ou suspeita de gravidez, hipersensibilidade a analgésicos, anti-inflamatórios ou antirreumáticos, história de úlceras no estômago ou intestino, história de sangramentos gastrointestinais, problemas dos rins, coração ou fígado, doenças respiratórias como asma e se estiver tomando anticoagulantes.

Interações do Ácido Acetilsalicílico: Os salicilatos deslocam de sua ligação proteica a sulfolinureia, penicilina, tiroxina, tri-iodotironina, fenitoína e naproxeno, potencializando seus efeitos. Os salicilatos potencializam o efeito dos anticoagulantes orais e de probenecida. Não é recomendado o uso prolongado e simultâneo de paracetamol, pois aumenta o risco de nefropatia. Os acidificantes urinários (ácido ascórbico, fosfato sódico ou potássico, cloreto de amônio) dão lugar a maiores concentrações plasmáticas de salicilato, por diminuir sua excreção.

Os glicocorticoides aumentam a excreção de salicilato e, portanto, a dose deverá ser adequada. O uso simultâneo com outros analgésicos e outros anti-inflamatórios não esteroides pode aumentar o risco de hemorragias devido à inibição adicional da agregação plaquetária.

Interações Alimentares: A ingestão concomitante de álcool pode aumentar a hemorragia gastrintestinal devido à irritação pelo Ácido Acetilsalicílico. O álcool também pode potencializar o aumento do tempo de sangramento, induzido pelo Ácido Acetilsalicílico.

Super Dosagem do Ácido Acetilsalicílico: Se alguém tomar uma dose muito grande do Ácido Acetilsalicílico, poderão ocorrer efeitos indesejáveis, como tontura e zumbido, sobretudo em crianças em idosos. Esses sintomas podem indicar envenenamento grave. No caso de superdose, contate seu médico, que decidirá sobre as medidas necessárias de acordo com a gravidade da intoxicação. Se possível, leve a embalagem com os comprimidos.

Média de Preço do Ácido Acetilsalicílico: O preço do Ácido Acetilsalicílico varia de 1 a 45 reais dependendo da quantidade de comprimidos em cada embalagem e do laboratório responsável.

Nomes Comerciais do Ácido Acetilsalicílico: O Ácido Acetilsalicílico é medicamento que é produzido por vários laboratórios como EMS, Hipermarcas ou Bayer, por exemplo, e pode ser comercializado com os nomes Bufferin, Somalgin, AAS com versão infantil, Alidor, Tromalyt ou Melhoral.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.