Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde Doenças Doenças e Tratamentos

Síncope – O que é, Causas, Sintomas e Tratamento

Síncope – O que é, Causas, Sintomas e Tratamento
Gostou do post? Avalie!

Síncope – O que é, Causas, Sintomas e Tratamento mais adequado para lidar com essa condição. Além disso, a Síncope ou desmaio é definido como a perda súbita da consciência associada a déficit de tônus postural com recuperação espontânea e completa. A maioria dos episódios resulta da redução transitória do fluxo sanguíneo cerebral por queda temporária súbita da pressão arterial (PA).

O desmaio é cientificamente chamado de Síncope e pode ser descrito como uma abrupta perda da consciência, associada à perda do tônus postural (perda da capacidade de permanecer em pé), seguida de uma rápida e completa recuperação.A Síncope pode ser o único sintoma que precede a morte súbita. Mesmo se a causa da Síncope em si for benigna, as consequências de uma queda abrupta podem não ser, principalmente em uma população idosa, mais susceptível à formação de hematoma subdural e fratura de crânio ou extremidades.

Ou seja, a pessoa perde a consciência e cai, acordando logo a seguir sem sequelas. A Síncope não é uma doença, é um sintoma de alguma doença. A causa mais comum é a chamada reação vagal ou Síncope vasovagal, relacionada à ativação inapropriada do nervo vago.

Sintomas Síncope: A forma típica de Síncope é caracterizada por uma breve perda de consciência, de início súbito, sem quaisquer sintomas anteriores. Ela provoca uma queda instantânea do paciente com o risco de ferimentos.

Pode ser acompanhada de palidez, parada respiratória e desaceleração ou aceleração do batimento cardíaco. Os sinais e sintomas da Síncope incluem fraqueza muscular generalizada, incapacidade de se manter em pé, palidez, pulsação fraca, transpiração e perda da consciência.

A vítima se recupera espontaneamente e de repente dentro de segundos ou minutos, sem lembrar o que aconteceu com ele. Formas atípicas de Síncope são precedidas de sintoma como tonturas, sudorese ou distúrbios visuais. Além disso, a ocorrência de convulsões durante a Síncope pode ser um sinal de origem neurológica.

Causas da Síncope: A Síncope pode ser causada por problemas cardiovasculares, não-cardiovasculares ou ser inexplicada (causa indeterminada). As causas cardiovasculares são as mais freqüentes, sendo elas: estruturais (alterações na anatomia do coração – válvulas, coronárias, músculo cardíaco, etc), arritmias, mediadas por reflexos (Síncope vaso-vagal) ou postural.

As causas não-cardiovasculares subdividem-se em: problemas neurológicos, metabólicas (anemia, baixa da glicose, etc) e psicogênicas. Não se consegue determinar a causa em aproximadamente 15% das Síncopes.

Síncope vaso-vagal: É o tipo mais comum de Síncope. É uma condição em que há uma alteração no centro regulador da pressão arterial (sistema nervoso autônomo) com resposta exagerada do organismo a uma situação de estresse (ver sangue, ambientes aglomerados e quentes, dor, medo), desidratação ou postura em pé, levando a uma súbita diminuição da pressão arterial e lentificação da frequência cardíaca. Esse tipo de desmaio avisa quando vai chegar, pois é precedido por: turvação visual, suor frio, náuseas, tontura. Ao deitar-se no início destes sintomas a pessoa pode não desmaiar.

Síncope postural: Também chamado de hipotensão postural. Ocorre quando a pressão sanguínea cai devido a mudança na posição (deitado para em pé). Pode estar relacionado a certas medicações, diabetes ou desidratação.

Síncope cardíaca: Perda da consciência causada por diminuição do fluxo sanguíneo cerebral secundário à alterações cardíacas que impedem que o sangue flua normalmente. Exemplos: arritmias, doenças nas valvas, coágulos sanguíneos ou insuficiência cardíaca.

Síncope Neurológica: Perda da consciência devido problemas neurológicos. Exemplos: convulsão, acidente vascular cerebral (AVC), ataque isquêmico transitório, hidrocefalia. Nestes casos, a Síncope geralmente, está associada com alterações na força muscular, marcha, fala ou visão. A recuperação da consciência é mais lenta.

Tratamento Para Síncope: Síncope é a manifestação clínica de um grande número de doenças subjacentes, cujo prognóstico pode ser extremamente variável, incluindo desde situações benignas, como a Síncope vasovagal, até situações de alto risco cardiovascular, onde pode ser o marcador de um evento cardíaco fatal, como nos pacientes com doenças cardíacas estruturais graves.

Sendo assim, o tratamento é bem variável e direcionado à doença de base. Em algumas situações, o tratamento visa à melhora da qualidade de vida e à diminuição das recorrências; em outras, deve ser agressivo, para prevenir a morte cardíaca.

Este artigo foi útil?
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie este post)
Loading...

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie este post)
Loading...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.