Dicas de Saúde Dicas Variadas Medicamentos

Haloperidol – Para que Serve, Como Usar e Efeitos Colaterais

Haloperidol – Para que Serve, Como Usar e Efeitos Colaterais

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Especialista do Dicas de Saúde

Haloperidol – Para que Serve, Como Usar e Efeitos Colaterais que precisamos ficar atentos. Além disso, o Haloperidol é um antipsicótico que pode ajudar a aliviar perturbações como, delírios ou alucinações em casos de esquizofrenia, ou em idosos com agitação ou agressividade, por exemplo.

HaloperidolPara que Serve Haloperidol: Haloperidol solução injetável é indicado para delírios e alucinações na esquizofrenia aguda e crônica; na paranoia, na confusão mental aguda e no alcoolismo; mania, demência, alcoolismo, oligofrenia; agitação e agressividade no idoso; distúrbios graves do comportamento e nas psicoses infantis acompanhadas de excitação psicomotora; movimentos coreiformes; soluços; tiques, disartria; estados impulsivos e agressivos; síndrome de Gilles de la Tourette.

Haloperidol Como Usar : O Haloperidol, sendo uma medicação terapeuticamente potente, deverá ter sua dose média diária ajustada segundo a gravidade de cada caso e a sensibilidade individual do paciente, conforme critério médico.

Os estudos clínicos preconizam as seguintes doses de Haloperidol:

Administração Parenteral: Indicada nos estados agudos de agitação psicomotora ou quando a via oral é impraticável.

Injetar de 2,5 a 5 mg de Haloperidol por via intramuscular ou endovenosa lenta.

Repetir após cada hora, se necessário, embora intervalos de 4 a 8 horas sejam satisfatórios.

Efeitos colaterais do Haloperidol: Haloperidol pode provocar efeitos como alteração do tônus muscular, provocando movimentos lentos, rígidos ou espasmódicos dos membros do pescoço, face, olhos ou boca e língua, por exemplo.

O Haloperidol também pode provocar dor de cabeça, agitação, dificuldade em dormir ou permanecer dormindo, além de poder provocar tristeza ou depressão, tontura, anormalidades na visão, constipação, náusea, vômito, aumento na produção de saliva, boca seca e hipotensão.

Contra-indicações de Haloperidol: Estados comatosos, depressão do SNC devido a bebidas alcoólicas ou outras drogas depressoras, Doença de Parkinson, hipersensibilidade ao Haloperidol ou aos outros excipientes da formula, lesão nos gânglios de base.

  • Afecções neurológicas acompanhadas de sintomas piramidais ou extrapiramidais.
  • Encefalopatia orgânica grave.
  • Formas graves de nefro e cardiopatia.
  • Depressão endógena.
  • Primeiro trimestre de gestação.

Interações do Haloperidol: A utilização do Haloperidol potencializa o efeito de bebidas ou medicamentos à base de álcool, assim pode ocorrer hipotensão exagerada. Com a metildopa produz reações mentais indesejadas. A levodopa tem seus efeitos reduzidos em uso conjunto. O fármaco também aumenta as concentrações séricas de prolactina produzida pela glândula pituitária anterior.

Superdosagem do Haloperidol: Se você ingeriu acidentalmente uma quantidade maior de Haloperidol, contacte seu médico imediatamente. Os possíveis sinais de uma superdose são:

  • Diminuição do estado de alerta;
  • Tremor severo e contração muscular importante;

Nestes casos, procure seu médico.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.