Beleza e Estética

3 exercícios simples para reduzir a celulite no bumbum!

Exercícios simples para reduzir a celulite no bumbum

Exercícios simples para reduzir a celulite no bumbum de forma eficaz, este artigo ajuda a reduzir a aparência desta condição na sua pele naturalmente. Se você tem celulite, não precisa mais se preocupar com isso. Mais de 80% das mulheres com mais de 20 anos têm celulite e todas elas não querem.

Exercícios simples para reduzir a celulite no bumbum
Exercícios simples para reduzir a celulite no bumbum

Vou lhe mostrar o que é a celulite, por que aparece em seu corpo e lhe mostrar algumas maneiras de reduzir a celulite no bumbum com exercícios simples.

O que exatamente é a celulite?

A celulite é uma pele com covinhas que aparece ao redor das coxas e bumbum. A celulite resulta de pacotes aumentados de gordura corporal depositados profundamente sob a pele. Quando as células adiposas subjacentes crescem sob a pele, força a gordura contra as camadas superiores da pele. Empurra tudo para cima e cria uma aparência visivelmente covinha na superfície.

O que causa a celulite?

A celulite se forma em áreas com menor circulação sanguínea. Essa gordura é relativamente hipóxica, o que significa que está sedenta de oxigênio. Com a diminuição da circulação sanguínea, você obtém menos oxigênio e nutrição nessa área.

Além disso, com isso, vemos uma diminuição na produção de colágeno, de modo que as células de gordura começam a ficar maiores. Eles começam a se projetar através do colágeno e se tornam a gordura esburacada conhecida como celulite.

Exercícios simples para reduzir a celulite no bumbum:

1. Intensificar:

Exercícios simples para reduzir a celulite no bumbum

Como fazer isso:

  1. Pegue um par de halteres e segure-os ao lado do braço. Fique na frente de um banco ou degrau que tenha a altura do joelho e coloque o pé esquerdo firmemente no degrau.
  2. Pressione o calcanhar esquerdo no degrau e empurre o corpo para cima até que a perna esquerda esteja reta e você esteja em uma perna no banco, mantendo o pé direito elevado.
  3. Abaixe o corpo novamente até o pé direito tocar o chão. Essa é uma repetição. Faça todas as repetições com a perna esquerda e, em seguida, faça o mesmo número com a perna direita.

2. Elevação do quadril de uma perna:

Exercícios simples para reduzir a celulite no bumbum

Como fazer isso:

  1. Deite-se de costas no chão, com o joelho esquerdo dobrado e a perna direita reta. (Sua perna direita deve estar alinhada com a coxa esquerda.) Agora tente deixar seu estômago o mais magro possível e segure-o dessa maneira.
  2. Aperte os glúteos e levante os quadris até o corpo formar uma linha reta dos ombros aos joelhos. (Sua perna esquerda deve permanecer elevada o tempo todo.)
  3. Faça uma pausa por 2 segundos, enquanto mantém a barriga firme e continua a apertar os glúteos. Depois, volte para a posição inicial e repita.
  4. Ponteiro das teclas: o tronco e os quadris devem se mover como uma unidade. Portanto, o arco na região lombar deve permanecer o mesmo do início ao fim.
  5. Dessa forma, você está fazendo o trabalho principalmente com os glúteos, não com a região lombar e os isquiotibiais.

3. Inversão:

Exercícios simples para reduzir a celulite no bumbum

Como fazer isso:

  1. Pegue um par de halteres e segure-os ao lado do braço, com as palmas voltadas uma para a outra.
  2. Dê um passo para trás com a perna direita e abaixe o corpo até que o joelho esquerdo esteja dobrado pelo menos 90 graus e o joelho direito quase toque o chão.
  3. Empurre-se de volta à posição inicial pressionando o chão com o calcanhar esquerdo.
    Isso é 1 repetição. Faça todos os seus representantes e repita com a perna direita.
Gostou do post? Avalie!
[Total: 0 votos: ]

Drª. Wanessa Matos Dermatologista formou-se em Medicina na Unicamp e na mesma instituição realizou sua residência em Dermatologia, obtendo o título de especialista. Atua nas áreas de dermatologia clínica, cirúrgica e estética. Além disso, é sócio titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, com registro no Conselho Regional de Medicina e Associação Médica Brasileira.

Deixe um comentário