Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Distonia – O que é, Causas e Tratamentos

Distonia – O que é, Causas e Tratamentos que não devemos ignorar. Além disso, A distonia é uma desordem do movimento em que os músculos de uma pessoa se contraem de maneira incontrolável. A contração faz com que a parte do corpo afetada se torça involuntariamente, resultando em movimentos repetitivos ou posturas anormais. A distonia pode afetar um músculo, um grupo muscular ou todo o corpo. A distonia afeta cerca de 1% da população, e as mulheres são mais propensas a isso do que os homens. Então, confira Distonia – O que é, Causas e Tratamentos.

Causas da Distonia: A distonia pode ocorrer por diversas causas, como:

  • Congênita;
  • Genética;
  • Idiopática (sem causa aparente);
  • Adquiridas de outros problemas: AVC, encefalite, falta de oxigênio, traumatismo craniano, efeito colateral de medicamentos, lesão por esforço
  • repetitivo e intoxicação por algum metal pesado ou monóxido de carbono.

A maioria dos casos de distonia não tem uma causa específica. A distonia parece estar relacionada a um problema nos gânglios basais. Essa é a área do cérebro que é responsável por iniciar as contrações musculares. O problema envolve a forma como as células nervosas se comunicam. A distonia adquirida é causada por dano ao gânglio basal. O dano pode ser o resultado de:

  • Trauma cerebral
  • Acidente vascular encefálico
  • Tumor
  • Privação de oxigênio
  • Infecção
  • Reações medicamentosas
  • Envenenamento causado por monóxido de chumbo ou carbono

Distonia idiopática ou primária é freqüentemente herdada de um pai. Alguns portadores do transtorno podem nunca desenvolver uma distonia própria. E os sintomas da distonia podem variar amplamente entre os membros da mesma família.

Sintomas da Distonia: Os sintomas da distonia podem variar de muito leve a grave. A distonia pode afetar diferentes partes do corpo e, muitas vezes, os sintomas da distonia avançam através dos estágios. Alguns sintomas iniciais da distonia incluem:

  • Uma “perna de arrastar”
  • Cólicas do pé
  • Puxão involuntária do pescoço
  • Piscar incontrolável
  • Dificuldades de fala

O estresse ou a fadiga podem causar sintomas ou fazer com que eles pioram. Pessoas com distonia frequentemente se queixam de dor e exaustão devido às constantes contrações musculares. Se os sintomas da distonia ocorrem na infância, eles geralmente aparecem primeiro no pé ou na mão. Mas então eles rapidamente progridem para o resto do corpo. Após a adolescência, porém, a taxa de progressão tende a diminuir a velocidade.

Quando a distonia aparece no início da idade adulta, ela geralmente começa na parte superior do corpo. Depois, há uma progressão lenta dos sintomas. As distonias que começam no início da idade adulta permanecem focais ou segmentares: elas afetam uma parte do corpo ou duas ou mais partes adjacentes do corpo.

Tratamento Para Distonia: O tratamento para a distonia cervical geralmente envolve injeções regulares administradas por um neurologista. Algumas pessoas também acham que a medicação oral é útil. Truques sensoriais (por exemplo, tocar uma parte da cabeça com um dedo) e técnicas de relaxamento também podem ser úteis como estratégias de enfrentamento.

Infelizmente ainda não existe uma cura para a distonia cervical. No entanto, na grande maioria dos casos, a distonia não influencia a inteligência nem encurta a vida da pessoa. A maioria das pessoas consegue desenvolver estratégias bem sucedidas para viver com distonia combinando tratamento com controle da dor e truques sensoriais para ajudar com situações sociais

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.