Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Dermatite de Estase – Causas, Sintomas e Tratamentos

Dermatite de Estase – Causas, Sintomas e Tratamentos que devemos esta atentos. Alem disso, a dermatite de estase é uma condição da pele que geralmente encontrada na perna. Ela surge a partir da insuficiência venosa crônica. Este problema de pele se desenvolve quando há a circulação sanguínea lenta nas veias das pernas. Consequentemente, existe o estase ou a estagnação do sangue na parte inferior da perna.

Construído de fluido extracelular na parte inferior da perna durante um período de tempo, que irrita a pele, causando comichão, erupções cutâneas, e outros sintomas de dermatite. Dermatite de estase ocorre comumente em pessoas de meia idade e idosos.

Causas da Dermatite de Estase: A dermatite de estase é causada pelo acúmulo de sangue e de líquidos sob a pele, por isso, geralmente aparece em mulheres adultas com problemas de varizes e inchaço nas pernas.

Sintomas da Dermatite de Estase mais Principais: Entre os principais sintomas de dermatite de estase podemos destacar:

  • Pele da região afetada quente e com presença de vermelhidão;
  • Descamação da pele, deixando-a com um aspecto mais escuro e com coloração castanha;
  • Feridas e úlceras na região afetada pela doença;
  • Coceira frequente (que pode se agravar durante a noite ou períodos de descanso);
  • Falta de circulação de sangue na região inferior das pernas, como especialmente, nos tornozelos;
  • Surgimento de infecções bacterianas;
  • Irritação;
  • Acúmulo de fluídos corporais na região;
  • Inchaço frequente (que também pode aumentar durante a noite, assim como a sensação de ardência).

O diagnóstico da dermatite de estase é feito por um dermatologista através da observação clínica dos sintomas.

Tratamento Para Dermatite de Estase: O tratamento da dermatite de estase tem como principal objetivo a diminuição do acúmulo de fluídos corporais no corpo (tais como água, sangue e demais líquidos).

Sendo assim, são utilizados cremes no tratamento, com presença de substâncias como pasta de óxido de zinco e corticosteroides, que devem ser aplicados diretamente no local que está sendo afetado (e principalmente nas úlceras, caso haja o surgimento das mesmas).

Se infecções surgirem a partir da dermatite de estase há também a necessidade de tratá-las, desta vez, por meio de medicamentos antibióticos.

Em casos mais graves, como já falamos anteriormente, o enxerto de pele também é recomendado, a fim de regenerar a parte do corpo que tenha sido lesionada.

Os pacientes devem ter cuidados como proteger as lesões com gases para evitar infecções e, quando possível, elevar as pernas para evitar o acúmulo de sangue.

Se as úlceras se apresentarem de forma muito agressiva, podem ser realizados enxertos de pele para regenerar o tecido afetado.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.