Ataxia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Ataxia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
4.8 (95.98%) 189 voto[s]

Ataxia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos que muitas pessoas ainda desconhecem. Além disso, Ataxia é um transtorno neurológico caracterizado pela falta de coordenação dos movimentos musculares voluntários e do equilíbrio, dificultando a execução de tarefas ordinárias da vida e o andar. Afinal, movimentos suaves, eficazes e graciosos requerem uma coordenação fina entre os diferentes mecanismos e grupos musculares.

Ataxia
Ataxia

Essa coordenação é controlada principalmente pelo cerebelo, com a participação também de outras áreas do cérebro e de vias nervosas. A Ataxia não é uma doença, mas um sintoma que pode ocorrer em várias condições mórbidas.

Tipos de Ataxia: Existem muitos tipos diferentes de Ataxia, mas podem ser divididos em três grandes categorias:

  • Ataxia Adquirida: A Ataxia Adquirida em que os sintomas se desenvolvem como resultado de um trauma, um acidente vascular cerebral, esclerose múltipla, um tumor cerebral, deficiências nutricionais ou outros problemas que danificam o cérebro ou o sistema nervoso.
  • Ataxia Hereditária: A Ataxia Hereditária é onde os sintomas se desenvolvem lentamente ao longo de muitos anos e são causadas por genes defeituosos que uma pessoa herda de seus pais, em que o tipo mais comum é a Ataxia de Friedreich.
  • Ataxia Idiopática Cerebelar: Ataxia Idiopática Cerebelar é onde o cérebro recebe dano progressivo ao longo do tempo por razões que não são claras.

Causas de Ataxia: Geralmente, a Ataxia resulta de danos para uma parte do cérebro chamada cerebelo, mas a Ataxia também pode ser causada por danos noutras partes do sistema nervoso.

Este dano pode ser parte de uma doença subjacente tais como esclerose múltipla, mas também pode ser causada por uma lesão na cabeça, falta de oxigênio para o cérebro ou consumo excessivo de álcool por um longo período de tempo.

Ataxia Hereditária é causada por um gene defeituoso transmitido por membros da família, que podem ou não ser afetados.

Sintomas de Ataxia: A Ataxia pode desenvolver-se ao longo do tempo ou surgir subitamente. Ataxia, que é um sinal de um grande número de distúrbios neurológicos, pode causar:

  • Má coordenação;
  • Andar cambaleante e uma tendência para tropeçar;
  • Dificuldade com tarefas motoras finas, como comer, escrever ou abotoar uma camisa;
  • Mudança no discurso;
  • Movimentos de vai-e-vem involuntários dos olhos (nistagmo);
  • Dificuldade de deglutição.
Ataxia
Ataxia

Diagnóstico de Ataxia: O diagnóstico da Ataxia é baseado no histórico médico pessoal, histórico familiar, descrição dos sintomas da Ataxia e uma avaliação neurológica completa, incluindo uma ressonância magnética do cérebro. Vários exames de sangue podem ser realizados para descartar outras doenças que podem apresentar sintomas semelhantes.

Exames de sangue genéticos podem diagnosticar alguns tipos de Ataxia hereditária ou para determinar se alguém herdou um gene responsável por causar Ataxia.

Também pode ser necessária uma punção lombar para coletar líquido cefalorraquidiano. Esse fluido é enviado para um laboratório para análise.

Tratamento Para Ataxia: O tratamento para Ataxia, normalmente, é feito com exercícios de fisioterapia que diminuem os movimentos descoordenados do paciente, ao mesmo tempo que impedem o enfraquecimento dos músculos ou a rigidez muscular.

Além disso, é recomendado que o indivíduo com Ataxia realize terapia ocupacional que procura manter a maior independência possível, ensinando o paciente a viver com a perda gradual de movimentos, através da aquisição de novas habilidades para fazer as atividades diárias.

Obs: A Ataxia pode afetar os dedos, mãos, braços, pernas, movimentos do corpo, da fala e oculares. A Ataxia pode se desenvolver ao longo do tempo ou surgir subitamente.

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Erliquiose – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Os 20 Benefícios do Cacau Para Saúde