Polidactilia – O que é, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Polidactilia – O que é, Sintomas e Tratamentos. Além disso a Polidactilia é uma condição em que a pessoa tem mais do que cinco dedos nas mãos e/ou nos pés. A Polidactilia varia bastante na apresentação, a Polidactilia pode ter a presença de um ou mais dedos extras totalmente desenvolvidos, como pode apresentar apenas uma simples protrusão de pele.

Polidactilia
Polidactilia

Existem dois tipos de Polidactilia:

  • Polidactilia Pós-Axial: A Polidactilia Pós-Axial acomete o lado culbinar (ulnar) da mão ou o lado peroneal (lateral) do pé. O gene anormal apresenta herança autossômica com penetrância incompleta, porém alta, sendo aproximadamente 10 vezes mais comuns em indivíduos negros do que em caucasoides.
  • Polidactilia Pré-Axial: A Polidactilia Pré-Axial acomete o lado radial da mão ou tibial (medial) do pé. Compreende diversos tipos de defeitos, como Polidactilia do polegar, Polidactilia do dedo indicador, polissindactilia, entre outros.

Causas da Polidactilia: A Polidactilia ocorre quando o corpo segue um caminho diferente do usual enquanto está formando as mãos ou os pés durante o desenvolvimento fetal. A característica da Polidactilia pode ter um traço familiar ou ser um caso isolado, a Polidactilia também pode ser uma condição benigna, como ter um polegar rombudo.

A Polidactilia é considerada uma anomalia não-sindrômica. No entanto, a característica da Polidactilia pode acontecer como parte de uma síndrome, um grupo de características clínicas reconhecíveis que muitas vezes ocorrem em conjunto.

Sintomas da Polidactilia: O sintoma mais evidente da Polidactilia é a presença de dedos em número superior a cinco em cada mão ou pé. A Polidactilia pós-axial é aproximadamente dez vezes mais comum em indivíduos negros do que em caucasianos.

A Polidactilia pré-axial compreende diversos tipos de defeitos, como Polidactilia do polegar, Polidactilia do dedo indicador, associação com a sindactilia (dedos unidos), entre outros. A Polidactilia geralmente ocorre sem quaisquer outros sintomas ou doenças.

Dedos extras podem funcionar bem ou apresentarem desenvolvimento e funcionamento ruim. A Polidactilia pode vir acompanhada de uma doença genética mais grave.

Polidactilia
Polidactilia

Fatores de Risco da Polidactilia: A Polidactilia pode acontecer devido a uma mutação genética causada por um alelo autossômico dominante. As chances de herança familiar são de 50%, quando um dos pais tem o problema, ou de 100% caso ambos os pais tenham. A polidactilia envolve apenas um gene que pode causar diversas variações.

Tratamento da Polidactilia: A Polidactilia não costuma causar problemas a quem a possui, mas como a anomalia a Polidactilia traz certo espanto, aconselha-se fazer a cirurgia para a retirada do(s) dedo(s) extranumerário(s).

A remoção cirúrgica é fácil e geralmente sem complicações, quando os dedos extras são rudimentares, muitas vezes sem osso, e pediculados, podem ser removidos no momento do nascimento. Muitas vezes, simplesmente amarrar um fio apertado em torno da base pode fazer com que o dedo caia. Dedos maiores e mais completamente formados requerem uma cirurgia mais delicada, realizada por um especialista em cirurgia de mão em data posterior, geralmente a partir de três anos de idade.

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Queimadura Solar

Queimadura Solar – O que é, Causas e Tratamentos

Tratamentos da Intermação

Intermação – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos