Os 8 Principais Sintomas da Ceratite

Revisado por

Formado em Medicina pela USP!

Especialista do Dicas de Saúde

Os Principais Sintomas da Ceratite que não devem ser ignorado pois é preciso estar atento. Além disso, Ceratite é a inflamação da parte mais externa dos olhos, conhecida como córnea, que surge, especialmente, quando se utiliza incorretamente lentes de contato, causando uma infecção por micro-organismos.

Sintomas da CeratiteO que é Ceratite: A Ceratite é a inflamação da córnea que pode ser provocada por uma lesão ou infeção originada por vírus, bactérias, fungos ou parasitas, onde os sinais e sintomas mais frequentes são a dor nos olhos que pode ir de moderada a forte, a fotofobia (sensibilidade à luz), a vermelhidão e o ardor nos olhos, a visão turva, entre outros. Os termos “ceratomalacia” e “queratite” são também utilizados, por vezes, para nos referirmos à Ceratite.

Sintomas de Ceratite: Os sintomas de ceratite surgem, principalmente, em indivíduos que utilizam constantemente lentes de contato, com sistema imune enfraquecido ou que foram submetidos a cirurgias oculares. É recomendado consultar o oftalmologista o mais rápido possível após surgimento dos sintomas, para evitar complicações graves como perda de visão.

Os Principais Sintomas de Ceratite Incluem:

  • Vermelhidão no olho;
  • Dor intensa ou queimação no olho;
  • Produção excessiva de lágrimas;
  • Dificuldade em abrir os olhos;
  • Visão embaçada ou piora de visão;
  • Hipersensibilidade à luz.

Causas de Ceratite:

As Principais Causas da Ceratite Incluem:

Lesões: Se um objeto esfrega sobre a superfície do olho ou penetra na córnea pode causar ceratite sem uma infecção.
Além disso, uma lesão permite que as bactérias ou os fungos penetram na córnea através da superfície danificada, causando uma infecção.

Lentes de Contato Contaminadas: Bactérias, fungos ou parasitas que habitam a superfície de uma lente de contato podem contaminar a córnea quando a lente está no olho, causando a ceratite infecciosa.

Água Contaminada: Os produtos químicos na água, como os usados nas piscinas, podem irritar a córnea e causar danos ao tecido delicado da córnea (epitélio corneano), resultando de uma ceratite química.

Isso geralmente é transitório e pode durar de alguns minutos a algumas horas.
No entanto, mesmo se ele entra em contato com essas bactérias, fungos ou parasitas, dificilmente uma córnea saudável torna-se infectada quando não existe uma lesão

Epitelial Anterior: Por exemplo, a exaustão corneana após usar uma lente de contato por muito tempo pode tornar a córnea vulnerável a infecções. Exposição aos raios ultravioletas sem proteção:A exposição aos raios UV (lâmpadas solares, luz solar, soldagem), sem proteção adequada pode queimar a córnea causando a ceratite actínica. A ceratite actínica e a herpética são entre as causas mais frequentes de ceratite em crianças.

Como Tratar a Ceratite: O tratamento para Ceratite deve ser orientado por um oftalmologista e, geralmente, é feito com a aplicação diária de pomadas oftálmicas ou colírios, que variam de acordo com a causa da Ceratite.

Assim, no caso de Ceratite bacteriana pode ser usada uma pomada oftálmica antibiótica ou colírio enquanto no caso de Ceratite herpética ou viral, o médico, pode recomendar o uso de colírios antivirais, como Aciclovir. Já na Ceratite fúngica, o tratamento é feito com colírios antifúngicos.

Durante o tratamento é aconselhado que o paciente use óculos de sol quando sair na rua, para evitar irritação do olho, e evite utilizar lentes de contato.
Nos casos mais graves, em que a Ceratite não desaparece com o uso de remédios ou é causada por Acanthamoeba, o problema pode provocar alterações graves na visão e, por isso, pode ser necessário fazer uma cirurgia de transplante de córnea.

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Osmar da Costa Junior

Sou formado em medicina pela USP no ano de 2012. Atuo na área de estudo e orientação inicial de doentes; Coordenação de exames de saúde regular; Diagnóstico e tratamento de grande parte das doenças de adultos; Acompanhamento e tratamento de doentes crônicos; Orientação de pacientes que apresentam quadros complexos, com patologias raras e múltiplas, juntamente com a participação de outros especialistas, quando for necessário; Integração final de dados clínicos e exames complementares, decorrentes da observação dos pacientes por outro especialista.

Atualmente sou Clinico Geral residente no Hospital Regional de Cotia e Editor no site "Dicas de Saúde" onde tenho participação com comentários, e criação de artigos relacionados a saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Os 12 Sintomas mais Comuns da Labirintite!

Hemorroidas 2

Os 20 Remédios Caseiros Para Hemorroidas!