Doenças e Tratamentos

Gordura no Fígado: Sintomas e Tratamentos Naturais!

Gordura no Fígado: Sintomas e Tratamentos Naturais veja agora tudo sobre essa doença, e aprenda como fazer tratamento de forma natural. Além disso, para que possamos falar sobre gordura no fígado e seus possíveis tratamentos. É preciso que antes se entenda as funções que este órgão assume no nosso corpo.

Em nosso organismo não existe aquilo de um órgão ser mais importante do que outro. Todos eles trabalham em conjunto para um bom funcionamento do nosso sistema, e se um está com defeito, ou prejudicado de alguma maneira logo, os outros serão sobrecarregados e isso irá gerar uma decadência, de forma lenta, mas geral.

Saiba Mais Sobre Gordura no Fígado: Sintomas e Tratamentos Naturais!

O fígado é o órgão do corpo humano responsável pela nossa desintoxicação, quando consumimos medicamentos, drogas ou comidas pesadas é ele que atua para eliminar estas substâncias do nosso corpo. Ele também metaboliza o colesterol presente no nosso sistema e é produtor da bile responsável por digerir os alimentos no estômago.

O que é Gordura no Fígado?

Na verdade a doença se chama esteatose hepática, mas é popularmente conhecida como gordura no fígado, nada mais é que um acúmulo da gordura no interior das células do órgão, podemos chamar também de doença gordurosa do fígado ou até mesmo de infiltração gordurosa.

O fígado é responsável por executar mais de 500 funções dentro do nosso organismo, os problemas no fígado podem ser de origem alcoólica ou não alcoólica, dependendo se ouve ou não a ingestão de bebidas alcoólicas pelo paciente.

Qual Tratamento Natural?

O tratamento natural da gordura no fígado (esteatose hepática) é feito com dieta e exercícios físicos para emagrecer. Como não existe um medicamento capaz de curar a gordura no fígado, perder peso e evitar bebidas alcoólicas acabam por ser o tratamento mais eficaz e indicado.

Dieta para Gordura no Fígado:

Diminuir a ingestão de carboidratos:

Pães, massas, batata e arroz devem ser ingeridos em pequenas quantidades. Já os doces, bolachas, bolos e refrigerantes devem ser evitados. Os carboidratos são o combustível do corpo, mas se forem consumidos em excesso ficam armazenados sob a forma de gordura corporal, que também se acumula no fígado;

Cortar nas gorduras saturadas:

Embutidos, frituras, carne vermelha, bolachas, queijos amarelos, chocolate. São exemplos de alimentos ricos em gordura saturada que devem ser evitados na dieta para gordura no fígado; Aumentar o consumo de verduras, frutas e legumes: São ricos em fibras, que contribuem para baixar os níveis de colesterol. Sabe-se que o colesterol alto está relacionado com o acúmulo de gordura no fígado;

Não beber álcool:

O consumo regular de bebidas alcoólicas, mesmo que seja apenas aos fins de semana, está entre as principais causas de fígado gordo, mesmo em pessoas magras; Comer várias vezes ao dia: Fazer pequenos lanches entre as refeições ajuda a controlar o apetite e mantém o metabolismo elevado, favorecendo o emagrecimento;

Apostar nas “gorduras boas”: 

Alimentos como abacate, castanhas, amêndoas, nozes, sardinha, atum, salmão e azeite. São excelentes fontes de gorduras saudáveis que ajudam a diminuir os níveis do mau colesterol e aumentar o bom. Porém, apesar de serem saudáveis, esses alimentos são bastante calóricos e devem ser consumidos com moderação.

Saiba Mais Sobre Gordura no Fígado: Sintomas e Tratamentos Naturais!

Gordura no Fígado tem Cura?

Gordura no fígado tem cura. Mesmo nos casos mais graves, em que o fígado está inflamado, é possível reverter o quadro. Contudo, o acúmulo de gordura no fígado é muito perigoso para a saúde. Quando atinge estágios mais avançados (esteatose hepática tipo II). Pois pode evoluir para doenças graves como cirrose hepática, diabetes tipo 2 e até mesmo câncer de fígado.

Tratamento com Ervas para Gordura no Fígado:

O chá verde é uma erva que pode ajudar a reduzir a gordura no fígado porque tem propriedades termogênicas. Ou seja, acelera o metabolismo e potencializa a perda de gordura naturalmente. Porém, o consumo de chá verde deve estar associado à dieta e aos exercícios físicos para surtir efeitos no emagrecimento. A ingestão diária não deve ultrapassar 1 litro.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.