Doenças e Tratamentos

Filariose – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos!

Filariose

Filariose – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos desta condição. Além disso, A Filariose é uma doença infecciosa, causada por um parasita de nome científico Wuchereria bancrofti. O parasita bloqueia os vasos linfáticos afetando a circulação do indivíduo. O membro infectado fica extremamente inchado, as pernas, por exemplo, quando são afetadas são comparadas com as patas de um elefante.

Filariose

A Filariose ocorre através da picada de um mosquito infectado, que transmite as larvas do parasita para o ser humano. Indivíduos de todas as idades podem ser infectados.

Causas: A principal causa da Filariose é um parasita chamado Wuchereria bancrofti e ocorre só na espécie humana. Ele tem como transmissores da doença as fêmeas dos mosquitos dos gêneros Culex, Anopheles, Mansonia ou Aedes, hospedeiros intermediários típicos de clima úmido e quente.

O mosquito é infectado quando pica um ser humano doente e as formas infectantes se alojam, principalmente, para a cabeça do animal.

Sintomas: Os principais sintomas da Filariose são: febre recorrente aguda, astenia, dores musculares, fotofobia, urticárias, pericardite, cefaleia, infecção dos gânglios linfáticos. Em casos mais graves os indivíduos apresentam hidrocele (acúmulo de água nos testículos), quiluria (aparecimento de gordura na urina), aumento exagerado de membros (daí o nome elefantíase), mamas, órgãos genitais e asma.

Diagnósticos: O diagnóstico da Filariose geralmente é feito pela observação dos sintomas, posteriormente um exame de sangue, análise de fluidos corporais ou parte do tecido infectado podem detectar a presença das larvas do parasita.

Tratamentos: Os indivíduos com Filariose são tratados através de orientações higiênico-dietéticas e de medicamentos anti-parasitas, como o dietilcarbamazina.

Em casos específicos em que o tratamento medicamentoso não é eficaz é necessário uma intervenção cirúrgica reparadora.

Prevenção: Há um programa da OMS que procura eliminar a Filariose com fármacos administrados como prevenção e inseticidas. Da mesma forma que para a prevenção da dengue. É útil usar roupas que cubram o máximo possível da pele, repelentes de insetos, evitar deixar fontes de água parada e instalar telas nas janelas e portas das casas.

Gostou do post? Avalie!
[Total: 0 votos: ]

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

Deixe um comentário