Febre Amarela – Oque é Sintomas e Tratamento

Revisado por

Formado em Medicina pela USP!

Especialista do Dicas de Saúde

Febre Amarela – Oque é Sintomas e Tratamento
4.8 (95.86%) 256 votos

Febre Amarela – Oque é Sintomas e Tratamento A Febre Amarela é uma doença grave, potencialmente mortal, semelhante à gripe, disseminada por mosquitos. É caracterizada por uma febre alta e icterícia. A icterícia é amarelamento da pele e dos olhos, e é por isso que esta doença se chama Febre Amarela. Esta doença é mais prevalente em certas partes da África e da América do Sul. Não é curável, mas você pode evitá-lo com a vacina da Febre Amarela. Então, confira sobre a Febre Amarela – Oque é Sintomas e Tratamento:

Febre Amarela

Reconhecendo os Sintomas da Febre Amarela: A Febre Amarela se desenvolve rapidamente, sendo que os sintomas ocorrem três a seis dias após a exposição. Os sintomas iniciais da infecção são parecidos aos do vírus influenza. Eles incluem:

Esta fase Geralmente Dura Três a Quatro Dias. Os sintomas comuns incluem:

Após o término da fase aguda, os sintomas começarão a desaparecer. Muitas pessoas se recuperam da Febre Amarela nesta fase, mas algumas pessoas desenvolverão uma versão mais séria desse problema.

  • Fase tóxica

Os sintomas experimentado na fase aguda podem desaparecer por até 24 horas. No entanto, esses sintomas retornarão, juntamente com sintomas novos e mais sérios. Esses incluem:

  • Diminuição da micção
  • Dor abdominal
  • Vômito (às vezes com sangue)
  • Problemas com ritmo cardíaco
  • Apreensões
  • Delírio
  • Sangramento do nariz, da boca e dos olhos

Esta fase da doença é muitas vezes fatal, mas apenas 15% das pessoas com Febre Amarela entram nesta fase.

O que Causa a Febre Amarela? O Flavivírus causa a Febre Amarela e é transmitido quando um mosquito infectado o morde. Os mosquitos ficam infectados com o vírus quando mordem um humano ou um macaco infectado. A doença não pode ser disseminada de uma pessoa para outra.

Os mosquitos se reproduzem em florestas tropicais, ambientes húmidos e semiúmidos, bem como em água parada. O aumento do contato entre humanos e mosquitos infectados, particularmente nas áreas onde as pessoas não foram vacinadas contra a Febre Amarela, pode criar epidemias em pequena escala.

Quem Está em Risco de ter Febre Amarela? Aqueles que não foram vacinados contra a Febre Amarela e que vivem em áreas povoadas por mosquitos infectados estão em risco. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, cerca de 200 mil pessoas são infectadas a cada ano. A maioria dos casos ocorre em 32 países da África, incluindo Ruanda e Serra Leoa, e em 13 países da América Latina, incluindo:

  • Bolívia
  • Brasil
  • Colômbia
  • Equador
  • Peru

Tratamento de Febre Amarela: Não existem tratamentos médicos específicos contra o vírus da febre amarela. Normalmente o tratamento visa a melhora dos sintomas e em casos mais graves é realizado o atendimento em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), para reposição do sangue perdido nas hemorragias, diálise para os rins afetados e controle geral das complicações. Devido ao risco da doença se desenvolver de forma hemorrágica, é importante evitar o uso de aspirina.

0/5 (0 Reviews)

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Osmar da Costa Junior

Sou formado em medicina pela USP no ano de 2012. Atuo na área de estudo e orientação inicial de doentes; Coordenação de exames de saúde regular; Diagnóstico e tratamento de grande parte das doenças de adultos; Acompanhamento e tratamento de doentes crônicos; Orientação de pacientes que apresentam quadros complexos, com patologias raras e múltiplas, juntamente com a participação de outros especialistas, quando for necessário; Integração final de dados clínicos e exames complementares, decorrentes da observação dos pacientes por outro especialista. Atualmente sou Clinico Geral residente no Hospital Regional de Cotia e Editor no site "Dicas de Saúde" onde tenho participação com comentários, e criação de artigos relacionados a saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *