Estrabismo – Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Estrabismo – Causas, Sintomas e Tratamentos vale apena conhecer. Além disso, o Estrabismo é uma patologia oftalmológica que consiste no desalinhamento dos olhos. A maioria dos casos de Estrabismo tem início na infância, mas também pode ocorrer durante a vida adulta.

EstrabismoObserva-se que pacientes com Estrabismo podem ter problemas psicológicos, sociais e econômicos relacionados ao desvio ocular. Mais do que nunca a sociedade dá importância à aparência, influenciando nosso comportamento e auto-estima.

Existem três formas de Estrabismo:

  • Estrabismo Convergente: desvio de um dos olhos para dentro.
  • Estrabismo Divergente: desvio de um dos olhos para fora.
  • Estrabismo Vertical: um olho fica mais alto ou mais baixo do que o outro.

Causas do Estrabismo: O Estrabismo pode ser causado por defeitos em 3 locais diferentes:

  • Nos músculos que movimentam os olhos;
  • Nos nervos que transmitem a informação do cérebro para os músculos se movimentarem para direita, para esquerda e para cima ou para baixo;
  • Na porção do cérebro que comanda o movimento dos olhos.

Por isso, o Estrabismo pode aparecer na criança, quando o Estrabismo está relacionado com a falta de desenvolvimento de um destes locais, que acontece com frequência em casos de síndrome de Down ou paralisia cerebral, por exemplo.

Já no adulto o Estrabismo, pode ficar vesgo de repente devido a problemas como Acidente Vascular Cerebral, traumatismo craniano, ou até uma pancada no olho.

Sintomas do Estrabismo: Os sintomas do Estrabismo para a visão dependem da idade em que ele aparece e da maneira como se manifesta. A queixa principal do Estrabismo, no adulto, é a visão dupla.

No entanto, se ocorre antes dos seis anos de idade, a criança suprime a imagem que cai no olho desviado e não apresenta visão dupla, tendo, como consequência, uma ambliopia. As pessoas com Estrabismo latentes terão queixas de cefaleia, devido ao esforço que fazem imperceptivelmente para manter os olhos alinhados, porque, do contrário, têm visão dupla.

Outra consequência do Estrabismo é o chamado torcicolo ocular, em que a criança, para usar melhor os dois olhos, tem de girar ou inclinar a cabeça para uma posição não usual. A diplopia é uma queixa sempre presente em casos de Estrabismo nas crianças maiores e nos adultos.

Estrabismo CausasTratamento do Estrabismo: O Estrabismo, dependendo do seu tipo e grau, pode ser corrigido com óculos ou com cirurgia. Muitas vezes se aconselha ocluir o olho desviado como prevenção da ambliopia, mas isso não interfere no desvio.

A operação visa corrigir o Estrabismo que não é corrigido com óculos. Os desvios latentes e intermitentes pequenos podem receber importante auxílio do ortoptista, com exercícios chamados ortópticos. A fisioterapia ocular tem-se mostrado um auxílio importante no tratamento dos músculos afetados pelo Estrabismo.

O uso de colírios pode estar indicado para aliviar alguns sintomas do Estrabismo. A aplicação de toxina botulínica pode, em alguns casos especiais, ser uma alternativa para a correção do desvio.

Como Prevenir o Estrabismo: Todo o recém-nascido deve ser observado e/ou acompanhado pelo oftalmologista desde o seu nascimento. A função visual e o seu desenvolvimento vão ser determinadas nos primeiros meses da vida de uma criança.

Uma criança com Estrabismo, seja evidente ou não, deve de ser diagnosticado e tratado precocemente, o que irá oferecer maiores garantias de ser resolvido com melhores prognósticos de futuro.

O atendimento precoce, permitirá avaliar as causas associadas ao Estrabismo, evitar ou tratar a ambliopia e investigar possíveis patologias oculares associadas (como cataratas, lesões inflamatórias na retina ou lesões tumorais), bem como patologias gerais, principalmente do sistema nervoso central.

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Os 12 Benefícios da Alfazema Para Saúde

chá de abacaxi-chá de abacaxi

Os 12 Benefícios do Chá de Abacaxi Para Saúde