Início » Doenças » Diabetes Tipo 2 – O que é, Causas e Tratamentos!

Diabetes Tipo 2 – O que é, Causas e Tratamentos!

O que é Diabetes Tipo 2: Diabetes tipo 2 é uma doença crônica que afeta a maneira como o corpo metaboliza o açúcar (glicose), principal fonte de energia do corpo. Com diabetes tipo 2, o corpo resiste tanto os efeitos da insulina, um hormônio que regula a circulação do açúcar em suas células ou não produz insulina suficiente para manter um nível normal de glicose.Diabetes Tipo 2Causas da Diabetes Tipo 2: A glicose é um carboidrato, que tem a função de dar energia ao corpo. Encontramos a glicose em diversos alimentos. A insulina é um hormônio sintetizado pelo pâncreas, e ele tem a função de facilitar a absorção da glicose pelo organismo, o que leva a uma diminuição da quantidade de glicose em nosso sangue. Com isso, podemos concluir que se não houver insulina, não há absorção de glicose e, consequentemente, o nível de glicose em nosso sangue se elevará, provocando uma doença que conhecemos como diabetes.

A Diabetes tipo 2 afeta milhares de pessoas em todo o mundo e cerca de 15 milhões de Brasileiros, e isso se dá por inúmeros motivos. Esse problema de saúde é crônico, e mexe com todo o funcionamento do corpo, logo, se o paciente não procura tratamento ele começa a lidar com muitas situações ruins, principalmente quanto ao má funcionamento do organismo.

Como funciona a insulina: A insulina é uma hormônio que vem da glândula situado por trás e por baixo do estômago (pâncreas).

  • O pâncreas produz insulina na corrente sanguínea.
  • A insulina diminui a quantidade de açúcar em sua corrente sanguínea.
  • À medida que seu nível de açúcar no sangue cai, o mesmo acontece com a secreção de insulina a partir do seu pâncreas.

A real causa do diabetes tipo 2 ainda é desconhecida, mas acredita-se que hereditariedade, envelhecimento e obesidade estejam associados a ela, pois à medida que as pessoas vão envelhecendo, o pâncreas pode não funcionar adequadamente, como também as células podem se tornar incapazes de absorver o hormônio produzido por ele.DiabetesTratamentos Para Diabetes Tipo 2: O tratamento do diabetes tipo 2 visa baixar os níveis de glicose no sangue do paciente e cuidar para que ele não sofra nenhum tipo de complicação. Os principais cuidados para tratar o diabetes tipo 2 incluem:

  • A atividade física é essencial no tratamento do diabetes tipo 2, pois ela ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue controlados e no emagrecimento.
  • O consumo de álcool não é proibido para quem tem diabetes tipo 2, mas deve ser moderado e sempre acompanhado de um alimento, pois o consumo isolado pode causar hipoglicemia.
  • Controle o estresse, Pessoas com diabetes têm maiores chances de ter ansiedade e depressão.
  • Seguir uma Alimentação saudável.
  • Comer sempre em horários regulares.
  • Beber muita água ou outras bebidas que não sejam calóricas.

Estas medidas irão ajudar a manter o seu nível de açúcar no sangue mais perto do normal, o que pode atrasar ou evitar complicações.

Alimentação saudável: Ao contrário da percepção popular, não há nenhuma dieta específica para diabéticos. No entanto, é importante certificar se sua dieta contém alimentos ricos em fibras e alimentos de baixo teor de gordura como:

Você também vai precisar para de comer menos produtos animais, carboidratos refinados e doces. Além disso, Os Alimentos com baixo índice glicêmico, também pode ser útil. O índice glicêmico é uma medida em que um alimento provoca um aumento em seu nível de açúcar no sangue. Alimentos com alto índice glicêmico elevar o açúcar no sangue rapidamente. Alimentos de baixo índice glicêmico pode ajudar você a atingir um açúcar no sangue mais estáveis. Os alimentos com baixo índice glicêmico normalmente são alimentos que são mais ricos em fibra. portanto, sendo uma boa alternativa para paciente com diabetes tipo 2.

Prevenção da Diabetes Tipo 2: Pacientes com história familiar de diabetes tipo 2 ou fatores de risco devem ser orientados a:

  • Manter o peso normal.
  • Não fumar.
  • Controlar a pressão arterial.
  • Evitar medicamentos que potencialmente possam agredir o pâncreas.
  • Praticar atividade física regular.

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.