Medicamentos

Brilinta – para que serve, como usar e efeitos colaterais!

brilinta

A brilinta pertence ao grupo de medicamentos chamados inibidores da agregação plaquetária ou agentes antiplaquetários é um medicamento prescrito. É geralmente usado junto com ácido acetilsalicílico (AAS) após um ataque cardíaco ou se você tiver angina (dor no peito) para ajudar a prevenir um derrame, outro ataque cardíaco ou morrer de doença cardíaca.

Funciona impedindo o acúmulo de plaquetas no sangue. As plaquetas são pequenos fragmentos no sangue que se aglutinam para parar o sangramento quando há dano a um vaso sanguíneo. Coágulos também podem se desenvolver dentro de um vaso sanguíneo danificado e causar um derrame ou ataque cardíaco.

brilinta
brilinta

O que é brilinta?

Impede que as plaquetas no sangue se colem para formar um coágulo sanguíneo indesejado que pode bloquear uma artéria. Ela é utilizada em conjunto com a aspirina para diminuir o risco de sofrer um acidente vascular cerebral ou problemas cardíacos graves depois de ter tido um ataque cardíaco ou dor no peito grave (angina).

Também pode ser usada para fins não listados neste guia de medicação.

Informação importante:

Não deve utilizar brilinta caso tenha doença hepática grave, qualquer hemorragia ativa (incluindo uma hemorragia na barriga) ou histórico de hemorragia no cérebro. Não use este medicamento antes da cirurgia de revascularização miocárdica.

Você pode precisar parar de usar este medicamento por um curto período de tempo antes de fazer uma cirurgia ou tratamento dentário, para evitar sangramento excessivo. Não pare de tomar brilinta sem falar primeiro com o seu médico, mesmo que tenha sinais de hemorragia. Parar este medicamento pode aumentar o risco de ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral.

Pode fazer com que sangre mais facilmente, o que pode ser grave ou ameaçar a vida. Evite atividades que possam aumentar o risco de sangramento ou lesão.

Ligue para o seu médico ou procure atendimento médico de emergência caso tenha sangramento que não irá parar. Você também pode ter sangramento no interior do corpo, como no estômago ou nos intestinos. Chame seu médico imediatamente caso tenha fezes pretas ou com sangue, urina vermelha ou rosa, ou se tossir sangue ou vômito que se parece com borra de café. Estes podem ser sinais de sangramento no trato digestivo.

Muitos medicamentos (incluindo alguns remédios vendidos sem receita médica e produtos fitoterápicos) podem causar sérios problemas médicos caso seja tomado com a brilinta. É muito importante informar à seu médico sobre todos os medicamentos que tenha usado recentemente.

Antes de tomar este medicamento:

Não deve utilizar brilinta se tiver alergia ao ticagrelor ou se tem:

  • Qualquer sangramento ativo;
  • Histórico de sangramento no cérebro (como de uma lesão na cabeça).

Informe o seu médico caso já tenha tido:

  • Derrame;
  • Problemas cardíacos;
  • Além disso, cirurgia ou sangramento de lesão;
  • Problemas de sangramento;
  • Úlcera estomacal ou pólipos do cólon;
  • Além disso, doença hepática; ou
  • Asma, doença pulmonar obstrutiva crônica ou outro problema respiratório.
  • Não se conhece se este medicamento irá prejudicar o feto. Informe o seu médico caso esteja grávida ou planeja engravidar.
  • Além disso, você não deve amamentar enquanto estiver usando brilinta.

Como devo tomar brilinta?

Tome brilinta exatamente como prescrito pelo seu médico. Siga todas as instruções do seu rótulo de prescrição e leia todos os guias de medicação ou instruções. Brilinta é tomada em conjunto com aspirina. Use estes medicamentos exatamente como indicado.

  • Não tome mais aspirina do que o seu médico prescreveu. Tomar muita aspirina pode tornar menos eficaz.
  • Tome este medicamento à mesma hora todos os dias, com ou sem alimentos.
  • Caso não consiga engolir um comprimido inteiro, esmague a pílula e misture com água. Mexa e beba essa mistura imediatamente. Adicione mais água ao copo, mexa e beba imediatamente.

Evita que o seu sangue coagule (coagulação) e pode tornar a hemorragia mais fácil, mesmo com uma pequena lesão. Contate o seu médico ou procure assistência médica de emergência caso tenha algum sangramento que não pare.

Para evitar sangramento excessivo, pode ser necessário parar de usar brilinta por um curto período de tempo antes de uma cirurgia, procedimento médico ou trabalho odontológico. Qualquer profissional de saúde que estiver lhe tratando deve saber que você está tomando este medicamento.

Não pare de tomar brilinta sem falar primeiro com o seu médico, mesmo que tenha sinais de hemorragia. Parar o medicamento pode aumentar o risco de ataque cardíaco ou Derrame cerebral.
Armazene em temperatura ambiente longe da umidade e calor.

Dosagem da brilinta:

Para reduzir a taxa de morte cardiovascular, infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral em pacientes com síndrome coronariana aguda (SCA) ou história de infarto do miocárdio.
Dose adulta para a prevenção de problemas aterotrombóticos:

Após um evento de síndrome coronariana aguda (SCA):

  • Além disso, dose de carga: 180 mg por via oral uma vez;
  • Manutenção: 90 mg por via oral duas vezes ao dia por 1 ano;
  • Além disso, dose de manutenção após 1 ano: 60 mg por via oral duas vezes ao dia.

Usos da brilinta:

Para reduzir a taxa de morte cardiovascular, infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral em pacientes com síndrome coronariana aguda (SCA) ou histórico de infarto do miocárdio.

Efeitos colaterais da brilinta:

Procure ajuda médica de emergência caso tenha sinais de uma reação alérgica a brilinta: urticária; dificuldade respiratória; inchaço do rosto, lábios, língua ou garganta.
Ligue para o seu médico imediatamente caso tenha:

  • Além disso, batimentos cardíacos lentos;
  • Hemorragias nasais, ou qualquer sangramento que não pare;
  • Além disso, falta de ar mesmo com esforço leve ou deitado;
  • Hematomas, sangramento incomum, manchas roxas ou vermelhas sob a pele;
  • Além disso, urina vermelha, rosa ou marrom;
  • Fezes negras ou sanguinolentas;
  • Além disso, tossir sangue ou vômito que se assemelha a borra de café.

Os efeitos colaterais comuns da brilinta podem incluir:

  • Sangramento;
  • Falta de ar.

Que outros remédios podem afetar brilinta?

Às vezes não é seguro usar certos medicamentos ao mesmo tempo. Alguns remédios podem afetar seus níveis sanguíneos de outros remédios que tiver tomando, o que pode aumentar os efeitos colaterais ou tornar os medicamentos menos eficazes.
Informe à seu médico sobre todos os medicamentos atuais. Muitos remédios podem interagir com o brilinta, especialmente:

  • Além disso, medicamento antifúngico;
  • Medicamento antiviral para tratar o HIV ou AIDS;
  • Além disso, medicação para colesterol;
  • Para o coração ou pressão arterial;
  • Além disso, medicação opioide;
  • Medicamento de apreensão;
  • Além disso, remédio para tuberculose.

Overdose de brilinta:

Os sintomas de uma overdose de brilinta podem incluir:

Procure atendimento médico de emergência ou ligue para o serviço de emergência. Overdose pode causar sangramento excessivo. Além disso, deixar este e todos os outros medicamentos fora do alcance das crianças, nunca compartilhe os seus medicamentos com outras pessoas e utilize brilinta apenas para a indicação prescrita.

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

Deixe um comentário