Asma – O que é, Sintomas e Tratamento!

Revisado por

Formado em Medicina pela USP!

Especialista do Dicas de Saúde

Asma – O que é, Sintomas e Tratamento. que não devem ser ignorado pois é preciso estar atento. Além disso, o principal sintoma da Asma é a falta de ar que pode surgir de forma repentina em indivíduos de qualquer idade, mas a Asma é frequentemente diagnosticada na infância embora persista até a vida adulta.

Viver com uma doença crônica como a Asma requer muita aceitação e dedicação para conviver bem com a doença, sendo muitas vezes um processo demorado e exigente. Então, saiba sobre a Asma – O que é, Sintomas e Tratamento:

Asma

Oque é Asma: A asma é uma doença que é principalmente causada por alergias que afetam determinadas pessoas e por isso, a pessoa já nasce com asma mas a doença pode se manifestar em qualquer fase da vida.

Sintomas da Asma: O mais comum é a criança apresentar sintomas como dificuldade para respirar, apresentando chiado no peito sempre que respira e está perto de animais como gato ou cachorro, fumaça de cigarro ou num local muito empoeirado.

Mas também existem casos onde a pessoa só apresenta os sintomas de asma anos mais tarde, quando precisa trabalhar num local que tenha muita poeira, pó de madeira ou tintas em spray, por exemplo:

  • Tosse com ou sem produção de escarro (muco)
  • Repuxar a pele entre as costelas durante a respiração (retrações intercostais)
  • Deficiência respiratória que piora com exercício ou atividade.

Causas da Asma: Ninguém sabe exatamente o que provoca Asma, uma vez que cada pessoa apresenta uma sensibilidade a gatilhos diferentes. Dessa forma, é importante entender o que causa seus ataques de Asma e tentar reduzir a exposição a esses agentes ou buscar tratamentos mais adequados.

Substâncias e agentes alérgenos:

Cerca de 80% das pessoas com Asma sofrem crises quando expostas a alguma substância transportada pelo ar, como ácaros e poeira, poluição, pólen, mofo, pelos de animais, fumaça de cigarro e partículas de insetos. Substâncias químicas como tinta, desinfetantes e produtos de limpeza também podem desencadear uma crise.

Quando aspirados, esses agentes podem irritar os brônquios, levando a uma crise. Infecções virais, como o resfriado comum ou a gripe, também constituem causa importante para o desencadeamento de uma crise de Asma.

Tratamento da Asma: A asma é uma doença variável, por isso o seu tratamento também precisa estar sempre de acordo com a doença, sua gravidade e sintomas. A asma pode se manifestar de formas diferentes em cada pessoa e, além disso, ela varia também ao longo do tempo. Por esse motivo, o tratamento deve ser individualizado, ou seja, o que serve para um asmático pode não ser o melhor tratamento para outro.

Além disso, um mesmo tratamento que vinha dando certo pode precisar que a sua dose seja modificada caso aconteça alguma alteração na doença (como novas crises ou sintomas mais frequentes). Portanto, é muito importante que o tratamento da asma seja sempre orientado pelo seu médico.

Atualmente, a asma pode ser tratada com duas estratégias diferentes: o tratamento de manutenção e o tratamento de crise.

No tratamento de manutenção, o objetivo é manter os sintomas controlados, evitando que eles se agravem. Para isso, a pessoa asmática toma uma medicação chamada controladora (geralmente corticosteroides inalatórios), que serve para prevenir o aparecimento dos sintomas e evitar as crises de asma. Além disso, também é importante evitar situações cotidianas que possam causar essas crises (ter contato com substâncias que provoquem alergia, por exemplo).

OBS: em caso de crise, um médico deve ser sempre consultado para avaliar a gravidade, necessidade ou não de internação e indicar o tratamento correto. As medicações de resgate podem ser utilizadas para alívio dos sintomas.

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Osmar da Costa Junior

Sou formado em medicina pela USP no ano de 2012. Atuo na área de estudo e orientação inicial de doentes; Coordenação de exames de saúde regular; Diagnóstico e tratamento de grande parte das doenças de adultos; Acompanhamento e tratamento de doentes crônicos; Orientação de pacientes que apresentam quadros complexos, com patologias raras e múltiplas, juntamente com a participação de outros especialistas, quando for necessário; Integração final de dados clínicos e exames complementares, decorrentes da observação dos pacientes por outro especialista.

Atualmente sou Clinico Geral residente no Hospital Regional de Cotia e Editor no site "Dicas de Saúde" onde tenho participação com comentários, e criação de artigos relacionados a saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

As Principais Causas da Periodontite!

Dicas Para Acabar com a Síndrome das Pernas Inquietas

As 3 Dicas Para Acabar com a Síndrome das Pernas Inquietas