Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde Doenças

As 7 Dicas Para Baixar a Febre em Casa

As Dicas Para Baixar a Febre em Casa para obter uma melhora rápida e segura. Além disso, a febre é um aumento temporário da temperatura do seu corpo, muitas vezes devido a uma doença. Ter febre é um sinal de que algo fora do normal está acontecendo em seu corpo. A febre é um fenômeno de defesa do organismo, quando sofre qualquer tipo de agressão. Tem como função, através do aumento da temperatura, melhorar o tempo de resposta das células do organismo, no sentido de destruir os invasores, geralmente vírus e bactérias.

Ter febre é um sinal de que algo fora do normal está acontecendo em seu corpo e isto pode ocorrer em qualquer indivíduo, adulto ou criança. A febre é sempre um motivo de preocupação, por ser um alerta de que alguma infecção pode estar se iniciando em nosso organismo. Febre não é uma doença, e sim um sintoma. O essencial é não perder o sintoma e procurar um médico, pois nosso corpo não faz uma febre sem causa específica.

Causas da Febre: Febre ocorre quando uma área em seu cérebro chamada hipotálamo percebe uma invasão de microorganismos, reage deslocando a temperatura corporal normal. A temperatura corporal normal varia ao longo do dia, é mais baixa na parte da manhã e mais alta no final da tarde e início da noite. A maioria das pessoas considera 37°C uma temperatura normal, mas ela pode variar um pouco a menos, ficando entre 36,6° e 37,8°C. Fatores como ciclo menstrual ou exercícios pesados podem afetar a temperatura corporal.

Febre pode ser causada por:

  • Vírus;
  • Infecção bacteriana;
  • Insolação;
  • Queimadura de sol;
  • Certas condições inflamatórias, como artrite reumatoide;
  • Tumor maligno;
  • Alguns medicamentos e drogas, como antibióticos utilizados para tratar a pressão alta ou convulsão;
  • Reação adversa a algumas vacinas;
  • Desidratação.

Por vezes, a causa de uma febre não pode ser identificada. Se o paciente é adulto e tem uma temperatura corporal de 38,3°C ou mais durante três semanas e o médico não é capaz de encontrar a causa após extensa avaliação, o diagnóstico pode ser febre de origem desconhecida.

Sintomas de Febre: Em adultos, a febre acontece quando a temperatura sobe acima de sua faixa normal. O que é normal para você pode ser um pouco maior ou menor do que a temperatura média de 37°C.

Dependendo do que está causando a febre, sintomas adicionais podem incluir:

  • Suor;
  • Tremedeira;
  • Dor de cabeça;
  • Dores musculares;
  • Perda de apetite;
  • Desidratação;
  • Fraqueza geral.

Febres altas entre 39,4°C e 41,1°C podem causar:

  • Alucinação;
  • Confusão;
  • Irritabilidade;
  • Convulsão;
  • Desidratação;
  • Em crianças e bebês;

Uma criança tem febre quando a temperatura é igual ou superior a um destes níveis:

  • Temperatura anal maior que 38 °C;
  • Temperatura bucal maior do que 37,5 °C;
  • Temperatura axilar maior do que 37,3 °C;
  • Temperado no ouvido maior do que 38 °C;
  • Um sinal comum de febre em bebês é uma testa quente – mas isso não suficiente para diagnosticar febre. Bebês e crianças também podem sentir mais preguiça do que o normal.

Outros sintomas associados à febre em bebês e crianças incluem:

  • Má alimentação;
  • Falta de sono;
  • Falta de interesse em jogos;
  • Convulsão;
  • Letargia.

Tratamento Para Baixar a Febre em Casa: A febre pode ter diversas causas, de modo que o tratamento varia de acordo com o diagnóstico estabelecido pelo médico. Por isso, somente um especialista capacitado pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Então, confira agora As 7 Dicas Para Baixar a Febre em Casa.

1. Dica Para Baixar a Febre em Casa com Compressas Frias no Tronco e Membros: Usar uma toalha úmida ou com uma bolsa térmica em temperatura mais fria no tronco e nos membros pode ajudar a diminuir a temperatura do corpo. Não há uma temperatura ideal, e geralmente a temperatura da água fria de uma torneira basta. Um bom indicador é colocar a mão na água e ver se você tolera aquela temperatura, essa é a temperatura ideal para resfriar a pele sem machucá-la. A medida só não é indicada quando o paciente se queixa de muito frio e poderia se sentir mal em contato com a umidade. É importante lembrar também que a aplicação prolongada de uma temperatura muito baixa, em seu ponto de congelamento, pode acabar resultando em queimadura da pele e até necrose do local

2. Dica Para Baixar a Febre em Casa Ficando em Repouso: A febre acelera os batimentos cardíacos, por isso o repouso é indicado, evitando sobrecarregar o organismo. O repouso é importante também por que a movimentação durante um processo febril pode ser extremamente desconfortável e pouco produtiva. Se o paciente não está no melhor de sua habilidade, pode acidentalmente sofrer uma queda ou acabar se machucando. Por isso, evite atividades que exigem muita força durante a febre e aguarde o quadro melhorar para retomar aos poucos a sua rotina. “Nos primeiros dias após a febre você cansará muito fácil, mas isto melhora.”

3. Dica Para Baixar a Febre em Casa Tomando um Banho Morno: Uma boa ducha de água morna pode ajudar o paciente a recuperar a temperatura ideal. Mas porque não água muito fria? Segundo o clínico geral Antonio, o banho muito gelado pode levar a um aumento da frequência cardíaca, que já está elevada por causa da febre. A duração do banho é determinada pelo paciente, ficando a ressalva apenas para crianças que tiveram uma convulsão febril, para essas, segundo o especialista, a ducha não é indicada.

4. Dica Para Baixar a Febre em Casa se agasalhando com Tecidos de Algodão: Vale um moletom ou uma camiseta de algodão. O importante é vestir peças confortáveis. O algodão costuma ventilar melhor e reduz a sensação de desconforto, principalmente durante o sono quando o paciente pode suar excessivamente. Se você estiver usando peças sintéticas, o suor não será absorvido e sua pele pode ficar irritada, causando desconforto.

5. Dica Para Baixar a Febre em Casa Mantendo-se Hidratado: Tomar muita água e líquidos em geral, é essencial para baixar a temperatura do corpo e prevenir casos de desidratação. Isso porque o calor da febre faz você suar demais, havendo necessidade de repor os líquidos perdidos neste processo. Não é necessário ingerir mais água do que o recomendado normalmente – a pessoa deve beber segundo sua sede. No caso de crianças pequenas e bebês, líquidos devem ser ofertados com frequência. Observe se eles mantem fluxo urinário regular para certificar a hidratação.

6. Dica Para Baixar a Febre em Casa Comendo Adequadamente: Faça uma dieta leve, de digestão simples e adequada às suas preferências. Se for um paciente adulto ou jovem, não há grandes preocupações com a quantidade de alimento que será ingerida durante a febre. No entanto, se for uma pessoa com a saúde mais debilitada, como um idoso que tenha algum tipo de doenças, uma alimentação mais equilibrada pode ser determinante do curso da doença. No geral, o gasto calórico aumenta durante a febre, e por isso uma dieta um pouco mais rica em calorias pode beneficiar essas pessoas com a saúde mais comprometida.

7. Dica Para Baixar a Febre em Casa Observando quanto ao uso de Medicamentos: Para tratar da febre, é preciso entendê-la e entender a sua origem. Se a causa da febre for simples, como uma gripe, e não muito alta (até 38 graus), não há razão para tratar de forma medicamentosa. No entanto, se ela estiver com dores pelo corpo, mal estar e outros sintomas, o uso de um antitérmico pode ajudar. Febres acima de 38,5 ou 39 graus costumam cursar com maior desconforto e são frequentemente medicadas, mas mesmo nestas temperaturas, se o paciente não referir desconforto, uma boa opção é observar sem medicar.

Uma exceção deve ser feita no caso de crianças pequenas no qual a febre deve ser tratada para evitar a convulsão febril. Antitérmicos não são água e usá-los indiscriminadamente pode danificar seriamente a saúde de uma pessoa, por isso, antes de tomá-los, procure auxilio especializado. Se o medicamento já foi indicado anteriormente pelo médico em outra ocasião e a febre está incomodando, o paciente pode ser medicado, desde que encaminhado ao médico assim que possível para que a causa da febre seja investigada.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.