Os 5 Principais Sintomas da Fobia!

Revisado por

Formado em Medicina pela USP!

Especialista do Dicas de Saúde

Os Principais Sintomas da Fobia que não devem ser ignorado. Além disso, a Fobia é um medo persistente e irracional de um determinado termo que provém do grego e a sua aplicação está vinculada ao medo. Para estar em presença de um quadro clínico de Fobia, deve-se registar um temor irracional compulsivo ou sentir uma aversão obsessiva, seja perante um objecto, uma situação, um insecto ou uma pessoa, entre outros. Então, confira Os 5 Principais Sintomas da Fobia:

fobia

O que e Fobia: De maneira geral as Fobias têm raízes em alguma experiência extremamente negativa no passado. Atendi um paciente que quando tinha três anos de idade ficou acidentalmente trancado em uma geladeira antiga que estava no quintal de sua casa, depois de algum tempo ele foi encontrado por sua mãe, mas desde então ele desenvolveu medo de permanecer em locais fechados (claustrofobia).

Uma amiga minha possui medo de borboletas, e segundo ela isso começou um dia em uma borboleta muito grande sobrevoou o pai dela, e no seu imaginário infantil a borboleta poderia levar para longe o seu genitor. Algum psicanalista diria que essa borboleta simboliza alguma outra coisa, porém não vamos entrar nesse mérito aqui.

Sintomas de Fobia: Os sinais e sintomas dependem muito do tipo de Fobia que você tem. No entanto, independentemente do tipo, algumas características são notadas em todos os indivíduos que apresentam Fobias:

  • Medo acentuado e persistente
  • Medo irracional quando se encontra na presença ou na expectativa de estar próximo ao objeto / situação fóbica
  • Ansiedade
  • Evitação de situações para não se expor ao medo
  • Sensação de não conseguir se controlar, mesmo sabendo que aquele medo está acima do normal
  • Incapacidade de participar naturalmente de atividades que envolvam o tema fóbico

Causas da Fobia:

  • Ainda não são conhecidas todas as causas que levam ao desenvolvimento das Fobias, mas alguns fatores já são sabidamente correlacionados ao seu surgimento:
  • Histórico Familiar – Fatores Genéticos
  • Histórico de vida do paciente – Experiências passadas que possam ter sido traumáticas

Curiosidades Sobre a Fobia:

  • Num estudo feito por 2 anos com 9 mil participantes, 8,7% dos participantes haviam sofrido com alguma Fobia nos últimos doze meses.
  • É comum ter mais de uma Fobia.
  • Leva em média 9 anos para que um medo se transforme em uma Fobia.
  • Grande parte das Fobias começa na Infância e na Adolescência.

Diagnóstico: O diagnóstico da Fobia é relativamente simples e está relacionado não somente ao medo em si, mas ao impacto, nível de sofrimento e limitações que este medo traz às atividades de vida diárias do paciente. Estão habilitados para realizar este diagnóstico: Psiquiatras, Neurologistas, Pediatras e Psicólogos Especializados.

Tratamento da Fobia: O tratamento para Fobia mais eficaz é através da Terapia Cognitiva Comportamental, isso porque se trata de um um tratamento específico e focado no resultado. Desta forma com o acompanhamento psicológico o paciente irá superar a Fobia, deixando de conviver com as limitações trazidas por ela.

  • Ajudar o paciente a Controlar o Medo
  • Técnicas de Diminuição da Ansiedade
  • Estratégias para aprender a Controlar os Sintomas
  • Técnicas de Enfrentamento da Situação Fóbica
  • Técnicas de Prevenção de Crises e Exposição Gradativa
  • Técnicas de Autocontrole e Domínio de Pensamentos Disfuncionais
  • Mudanças Comportamentais

OBS: O acompanhamento comportamental para Fobia alcança um resultado efetivo e relativamente rápido de acordo com o paciente e o nível fóbico.
Conviver com uma Fobia é extremamente doloroso e limitante, especialmente se a pessoa precisa muito ter contato com aquilo que lhe traz medo. Se você vivencia alguma situação que lhe dificulta o dia a dia, entre em contato e vamos começar agora mesmo a mudar este cenário!

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Osmar da Costa Junior

Sou formado em medicina pela USP no ano de 2012. Atuo na área de estudo e orientação inicial de doentes; Coordenação de exames de saúde regular; Diagnóstico e tratamento de grande parte das doenças de adultos; Acompanhamento e tratamento de doentes crônicos; Orientação de pacientes que apresentam quadros complexos, com patologias raras e múltiplas, juntamente com a participação de outros especialistas, quando for necessário; Integração final de dados clínicos e exames complementares, decorrentes da observação dos pacientes por outro especialista.

Atualmente sou Clinico Geral residente no Hospital Regional de Cotia e Editor no site "Dicas de Saúde" onde tenho participação com comentários, e criação de artigos relacionados a saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Chá Para Acabar com a Tosse Seca em 7 Minutos

Chá Para Acabar com a Tosse Seca em 7 Minutos

A Importância da Vitamina B12 Para Saúde