Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Fibroadenoma da Mama – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Fibroadenoma da Mama – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos e muito mais é o que você vai aprender a partir de agora, então continue conosco e desvende tudo sobre o Fibroadenoma da Mama, doença essa que é tão perigosa. Além disso, encontrar um nódulo na mama pode ser uma experiência assustadora, mas nem todos os nódulos são tumores cancerígenos.

Um tipo de tumor benigno (não cancerosos) é chamado de um Fibroadenoma da Mama. Apesar de não ser uma ameaça à vida, um Fibroadenoma da Mama ainda podem necessitar de tratamento. O Fibroadenoma da Mama é um tumor benigno na mama que são comumente encontrados em mulheres com menos de 30. De acordo com Mammotome, Fibroadenoma da Mama são diagnosticados em cerca de 10 por cento das mulheres nos Estados Unidos (Mammotome). Mulheres afro-americanas são mais propensos a desenvolver esses tumores.

O tumor compreende tecido da mama e conectivo (Estroma) tecido. De acordo com o Dr. David Zieve PubMed, enquanto a maioria das mulheres têm um tumor de apenas 10 a 15 por cento das mulheres têm múltiplos tumores (PubMed). Fibroadenoma da Mama pode ocorrer em um ou ambos os seios.

O que é o Fibroadenoma da Mama: O Fibroadenoma da Mama é o tumor benigno da mama mais comuns. Estima-se que milhões de mulheres sejam anualmente diagnosticadas com este tipo de tumor em todo o mundo. O Fibroadenoma da Mama é frequentemente diagnosticado nos exames de rotina e os médicos têm muitas vezes de distinguir entre um Fibroadenoma da Mama e um cancro da mama, uma distinção que por vezes pode ser difícil.

De forma a tentar facilitar este tipo de diagnóstico, os investigadores do Centro de Cancro Nacional de Singapura, da Escola de Medicina de Singapura e do Hospital Geral de Singapura tentaram identificar se havia alguma anormalidade genética no Fibroadenoma da Mama que poderiam ser utilizadas para o diferenciar.

Causas do Fibroadenoma da Mama: A causa exata do Fibroadenoma da Mama não é conhecida. Hormônios como o estrogênio podem desempenhar um papel importante no crescimento e desenvolvimento dos tumores. Tomar anticoncepcionais orais antes dos 20 anos tem sido associado a maior risco de desenvolvimento de Fibroadenoma da Mama. Esses tumores podem crescer, principalmente durante a gravidez. Durante a menopausa, muitas vezes, eles se reduzem. Também é possível que o Fibroadenoma da Mama desapareça sozinho.

Tipos de Fibroadenoma da Mama: Existem dois tipos de Fibroadenoma da Mama:

  • 1. Fibroadenoma da Mama simples. Os tumores simples não aumentam o risco de carcinoma na mama (câncer) e tem o mesmo aspecto quando são vistos ao microscópio.
  • 2. Fibroadenoma da Mama complexo. Os tumores complexos contêm outros componentes, tais como macrocistos (sacos cheios de líquido grandes o suficiente para ser sentidos e vistos sem um microscópio), lóbulos alargados, calcificações (depósitos de cálcio), papiloma ou hiperplasia.

Os tumores complexos podem aumentar ligeiramente o risco de câncer de mama. A American Cancer Society diz que mulheres com Fibroadenoma da Mama têm um risco de aproximadamente 1-1,5 vezes maior de desenvolver câncer de mama do que mulheres que não apresentam nódulos.

Sintomas do Fibroadenoma da Mama: Fibroadenoma da Mama é geralmente nódulo individual, mas cerca de 10-15% das mulheres têm várias protuberâncias que podem afetar ambas as mamas. O nódulo pode ser:

  • Facilmente móvel sob a pele, ao contrário do câncer de mama que é fixo;
  • Sólido;
  • Indolor;
  • Elástico;

Os nódulos têm limites bem definidos e lisos. Eles podem crescer em tamanho, especialmente durante a gravidez. Muitas vezes, o Fibroadenoma da Mama fica menor após a menopausa (se uma mulher não está fazendo a terapia de reposição hormonal). Como você pode ver, os sintomas do câncer de mama são diferentes do Fibroadenoma da Mama. Um Fibroadenoma da Mama é sentido como uma bola de gude dentro do peito durante o auto-exame. Você pode ter um ou mais Fibroadenoma da Mama.

O cisto na mama e o Fibroadenoma da Mama podem ser dolorosos, mas o câncer de mama é raro, mesmo se a dor não exclui a possibilidade de câncer de mama.

dor  no peito acompanhada de vermelhidão, calor ou secreção do mamilo pode indicar uma infecção (as secreções também podem indicar um câncer de mama ou tumor benigno).
Outras causas de dor no peito podem ser lesões ou inchaços. Deve-se lembrar que a dor no seio que não origina na mama inclui várias causas, tais como:

  • Síndrome de Tietze ( dor intercostal debaixo do seio que pode estar relacionado à tensão muscular excessiva),
  • Hérnia de disco cervical
  • Fratura das costelas,
  • Doença de Mondor (dor na parte inferior da mama por uma inflamação de uma veia dentro do tecido mamário),
  • Angina,
  • Inflamação da vesícula biliar,
  • Hérnia de hiato,
  • Úlcera péptica.

Fibroadenoma da Mama que ocorre durante a adolescência é chamado do Fibroadenoma da Mama juvenil. Pode inchar rapidamente até tornar-se cerca de 10 cm de diâmetro.

Tratamentos Para Fibroadenoma da Mama: Em diversos casos o Fibroadenoma da Mama não demanda nenhum tratamento, entretanto, pode ser necessário removê-lo cirurgicamente, ou o próprio paciente acaba optando pela cirurgia por uma questão estética.

Método não cirúrgico: A cirurgia normalmente não é recomendada quando o médico não acredita que o Fibroadenoma da Mama possa representar qualquer risco ou incômodo para o paciente – até porque, em muitos casos, ele tende a desaparecer sem a necessidade de tratamento. Neste caso, o ideal é que a pessoa faça um monitoramento constante do tamanho e formato do Fibroadenoma da Mama através de consulta de rotina e realização de exames periódicos. No caso de alterações, pode ser necessário realizar a cirurgia.

Método cirúrgico: O médico pode recomendar remover o Fibroadenoma da Mama cirurgicamente se um dos testes – clínico, de imagem ou biópsia – apresentar algum resultado anormal. Neste caso, o procedimento costuma incluir lumpectomia ou biópsia excisional, ou seja, o cirurgião remove o tecido do seio e o envia para análise laboratorial. Mas, atenção, depois que um Fibroadenoma da Mama é removido é possível que outros venham a se desenvolver. Novos nódulos sempre devem ser analisados pelo médico através dos resultados dos exames de imagem e possível biópsia. A biópsia tira a dúvida se é um Fibroadenoma da Mama ou câncer de mama.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.