Doenças e Tratamentos

AIDS – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos!

O que é AIDS? quais as Causas da AIDS? quais os Sintomas da AIDS? quais são os Tratamentos? como corre o Contágio? perguntas como essas são bem frequentes no mundo de hoje, por isso nós do Dicas de Saúde resolvemos falar sobre essa condição.

Após a realização de pesquisas e coletas de dados sobre o assunto, chegamos à conclusão de que a AIDS (Síndrome da imunodeficiência Deficiência Adquirida) é sim a mais perigosa e pior DST (Doença Sexualmente Transmissível), pois ela é a única doença que ataca e compromete todo o sistema imunológico, deixando o corpo humano totalmente, sem defesa e propenso a infecções. Então, conheça Tudo sobre a AIDS – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos:

O que são HIV e AIDS: O HIV é o vírus, que ataca as células T (células CD-4) no sistema imunológico. A AIDS é a síndrome que aparece no estágio avançado da infecção pelo HIV.

  • O HIV é um vírus.
  • AIDS é uma condição médica.

A infecção pelo HIV pode fazer com que a AIDS se desenvolva. No entanto, é possível estar infectado com HIV sem desenvolver AIDS. Sem tratamento, a infecção pelo HIV pode progredir e, eventualmente, se desenvolverá em AIDS na grande maioria dos casos. Uma vez que alguém tenha recebido um diagnóstico da doença, ele sempre irá acompanhá-los em sua história médica.

O que é AIDS: É a sigla usada no Brasil para uma doença chamada Síndrome de Imunodeficiência Adquirida. Esta é uma grave doença causada pelo vírus HIV que, ao entrar no organismo, gera sintomas iniciais inespecíficos, que após alguns dias desaparecem.

Principais Causas: É uma doença causada pelo vírus da Imunodeficiência Humana, o HIV. O vírus entra na corrente sanguínea durante o contato com sangue ou secreções de um indivíduo contaminado. Atualmente, não existe nenhum medicamento específico que consiga combater definitivamente o vírus HIV, nem uma vacina contra a AIDS.

Principais Sintomas: Os primeiros sintomas da infecção com o HIV, que é a infecção aguda da AIDS, são observados variavelmente entre 5 a 30 dias após a contaminação. São eles:

  • Febre;
  • Irritação na garganta;
  • Dor de cabeça;
  • Cansaço;
  • Mal estar;
  • Pequenas manchas vermelhas na pele e dor nos músculos.

Estes sintomas são semelhantes a uma gripe forte e passam em média em 14 dias, dando início a fase assintomática da doença que dura em média 10 anos, até que surgem os principais sintomas relacionados à AIDS:

  • Enjoo, vômito, diarreia;
  • Suor noturno;
  • fadiga;
  • Sinusite;
  • Candidíase oral e vaginal;
  • Inchaço dos gânglios linfáticos,
  • Emagrecimento evidente.

A partir daí o sistema imune estará cada vez mais comprometido, dando surgimento à doenças oportunistas como toxoplasmose, sarcoma de Kaposi, hepatite, herpes e candidíase, por exemplo.

Como Ocorre o Contágio da AIDS: É uma doença altamente contagiosa e as principais formas de transmissão do vírus HIV são por via sexual, contato sanguíneo ou de mãe para filho, durante a gravidez, parto ou aleitamento. Alguns exemplos de como se pega AIDS são:

  • Contato íntimo sem preservativo;
  • Contato direto com o sangue infectado;
  • Usar agulha ou seringa que já tenha sido usada por outra pessoa infectada com o vírus;
  • Transmissão de mãe para filho na gravidez, parto ou amamentação.

Além disso, também pode ocorrer a transmissão do vírus HIV por acidente de trabalho, em profissionais da área da saúde, que se contaminam com o sangue de pacientes infectados, quando utilizam instrumentos como seringas com agulhas, bisturi ou tesoura.

Não se pega esta doença através do contato casual, picadas de insetos, banheiros sujos ou secreções como saliva, urina, lágrimas e por isso não é necessário restringir o contato com o paciente infectado dessa forma.

O diagnóstico é feito através do teste de HIV, que é um exame de sangue que mostra a presença de anticorpos contra o vírus HIV. O teste pode ser feito de 40 a 60 dias após o comportamento de risco gratuitamente pelo SUS.

Tratamentos da AIDS: O tratamentos é feito com a Terapia Antirretroviral que é a toma de um coquetel de medicamentos diariamente por toda a vida, no intuito de fortalecer o sistema imunológico e combater o vírus.

Todo os tratamentos da AIDS é fornecido gratuitamente pelo SUS. A sua prevenção pode ser feita através de medidas como:

  • Usar preservativo masculino ou feminino em todo contato sexual;
  • Usar além o preservativo, espermicida em spray à base de nonoxinol-9 para aumentar a proteção, se tiver contato sexual com paciente HIV positivo;
  • Não partilhar seringas;
  • Evitar o contato com sangue ou secreções de um indivíduo contaminado;
  • Identificar e tratar qualquer doença sexualmente transmissível porque elas aumentam o risco de contaminação com o vírus HIV.

Pacientes HIV+ também devem ter estes cuidados para evitar serem novamente contaminados com o vírus HIV, porque existem diversos subtipos de vírus, que podem dificultar seu controle através dos medicamentos existentes.

Gostou do post? Avalie!
[Total: 0 votos: ]

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

4 comentários

  • […] é um câncer raro do tecido conjuntivo, e é frequentemente associado com AIDS. O câncer tem crescimento lento e pode envolver a pele, pulmões, trato gastrointestinal e outros […]

  • […] que a Pílula Anticoncepcional não protege você de doenças sexualmente transmissíveis, como AIDS ou infecção por vírus do papiloma; a pílula retardariam a circulação de sangue nas veias das […]

  • […] seja, pessoas com sistema imunológico fraco, como mulheres grávidas, bebês, idosos, pessoas com AIDS ou pessoas que passaram por quimioterapia. Pode ser fatal para […]

  • […] infectocontagiosa causada pelo vírus Orthopoxvirus Variolae. Ao lado da peste negra, tuberculose e AIDS, a Varíola é considerada uma das doenças mais mortais do planeta. A varíola afeta o sistema […]

Deixe um comentário