Doenças e Tratamentos

Disfonia (Rouquidão) – O que é, Sintomas e Tratamentos!

Disfonia (Rouquidão) – O que é, Causas e Tratamentos desta condição que altera as características naturais da voz. Além disso, O som da nossa voz é produzido pela vibração das cordas vocais quando o ar que expelimos do pulmão passa entre elas. Este som é amplificado pelas cavidades de ressonância (que são a faringe, boca e nariz). Depois de amplificado, o som será articulado na cavidade oral, por meio dos lábios, bochechas, língua, palato e mandíbula.

Disfonia (Rouquidão)
Disfonia (Rouquidão)

O som emitido depende de vários fatores como sexo, idade, inervação, tônus muscular, qualidade da mucosa e ligamentos e aporte sangüíneo. O nome mais correto para rouquidão é Disfonia. A Disfonia é um distúrbio de comunicação caracterizado pela dificuldade na emissão vocal, apresentando um impedimento na produção natural da voz.

Esse impedimento pode estar relacionado com a altura, a intensidade e/ou a qualidade da voz. Pode ser ocasionada por uma disfunção orgânica, abuso vocal ou uso incorreto da voz, alterações psicoemocionais ou também por falta de higiene vocal. A ausência total da voz recebe o nome da Afonia.

Causas da Disfonia (Rouquidão): Disfonia representa toda e qualquer dificuldade ou alteração na emissão natural da voz e é o principal sintoma de distúrbio da comunicação oral. As alterações na qualidade da voz limitam a função básica de transmissão da mensagem verbal e emocional do indivíduo e podem afetar crianças, adultos e idosos em qualquer momento da vida. Diversos sinais e sintomas indicam a presença de alterações.

Algumas causas de disfonia:

  • Alergias respiratórias;
  • Câncer de laringe;
  • Cisto vocal;
  • Fenda nas pregas vocais;
  • Edema de Reinke;
  • Granuloma;
  • Gripes ou resfriados;
  • Inflamação de garganta;
  • Nódulo Vocal (popularmente conhecido por calo vocal);
  • Paralisia de prega vocal ou laringe;
  • Doenças neurológicas como Parkinson;
  • Pólipo;
  • Radioterapia;
  • Refluxo gastroesofágico.

O indivíduo que apresenta disfonia deve passar por uma avaliação otorrinolaringológica, a fim de definir o diagnóstico médico laríngeo, e uma avaliação fonoaudiológica, que irá descrever a função vocal. Dependendo do diagnóstico pode ser indicado tratamento medicamentoso e/ou cirúrgico, e o tratamento médico pode ser associado a fonoterapia pré ou pós intervenção. Psicoterapia também pode ser indicada em alguns casos.

Sintomas da Disfonia (Rouquidão): Diversos sinais e sintomas indicam a presença de alterações.
Os principais são:

  • Afonia (perda da voz);
  • Rouquidão;
  • Cansaço e esforço ao falar;
  • Dificuldade de projetar a voz;
  • Falhas na emissão da voz;
  • Variações descontroladas da frequência (agudo/grave) da voz;
  • Sensações desagradáveis à emissão.
O que é Disfonia (Rouquidão)
O que é Disfonia (Rouquidão)

Tratamentos da Disfonia (Rouquidão): O tratamento fonoaudiológico visa melhorar o uso da voz, reduzir e eliminar ajustes musculares inadequados, absorver lesões da laringe (diminuindo a necessidade do uso de técnicas cirúrgicas invasivas) e prevenir futuras lesões da laringe.

Cuidados com a voz:

  • Hidrata-se: beba água diariamente, de preferência em temperatura ambiente
  • Enquanto estiver falando beba alguns goles de água para umidificar a garganta
  • Evite falar ou cantar competindo com ruídos sonoros
  • Evite bebidas alcoólicas
  • Evite gritar, tossir ou pigarrear
  • Não fume
  • Durma bem
  • Evite o ar condicionado. Se não for possível evitá-lo, procure sempre beber água, durante todo o tempo que estiver exposto a ele.
  • Evite o consumo de leite, chocolate e seus derivados antes de intensa atividade vocal, pois esses alimentos aumentam a secreção de muco no trato vocal.
  • Consuma alimentos fibrosos, como maçã, que é um adstringente, ou seja, agem limpando a boca e faringe
  • Use roupas confortáveis que o seu vestuário não atrapalhe o fluxo respiratório
  • Mantenha a cabeça ereta durante a fonação com os dois pés apoiados no chão, pois assim permite a passagem do ar sem dificuldades e o diafragma trabalha melhor.

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

3 comentários

  • […] nas afecções das vias respiratórias. Em casos de: Tosses, Bronquites, Resfriados, catarro, rouquidão, Asmas e coqueluches e estados febris também pode ser feito um xarope da […]

  • […] Elas possuem propriedades analgésicas, antimicrobiana, antioxidante, anti-inflamatória, expectorante, depurativas, digestivas e diuréticas. Por ser expectorante, também é indicada no tratamento de quem possui problemas respiratórios como gripes, tosse, Bronquite, asmas etc. Mas, além desta propriedade, a planta também carrega consigo a ação anti-inflamatória, sendo capaz de tratar dores na garganta, na cabeça e a rouquidão. […]

  • […] Rouquidão, dor de garganta e mau hálito pode representar o quadro de amigdalite, uma inflamação das amígdalas quase sempre nos momentos mais inoportunos. Muito frequentemente, esta inflamação será causada por bactérias, mas não deve gerar grande preocupação além dos incômodos físicos. […]

Deixe um comentário

Responder a → Perpétua - Origem, Benefícios e Como Usar! 【ATUALIZADO】 Cancelar resposta