Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças

Vaginose Bacteriana – O que é, Sintomas e Prevenção

Antes de ler o Artigo, Curta-nos Abaixo!

A Vaginose Bacteriana é uma das Doenças Mais Comuns Entre as Mulheres. Além disso,  a Vaginose Bacteriana é uma infecção genital causada por bactérias, principalmente pela Gardnerella Vaginalis(imagem abaixo). A Vaginose Bacteriana Não é considerada uma doença sexualmente transmissível(DST) para alguns especialistas, uma vez que algumas dessas bactérias podem ser encontradas Naturalmente no ser humano. No entanto, a transmissão acontece também pelo contato íntimo ou relação sexual. A Vaginose Bacteriana é a causa mais comum do corrimento genital e a segunda causa da candidíase.

Vaginose Bacteriana - O que é, Sintomas e Prevenção-2Essa infecção desencadeia um desequilíbrio da flora vaginal fazendo com que a concentração de bactérias aumente. Atualmente, a Vaginose Bacteriana é considerada uma proliferação maciça de uma flora mista, que inclui Gardnella Vaginallis, Peptoestreptococcus e Micoplasma hominis. Durante a menstruação, a Vaginose Bacteriana causa um odor desagradável e forte, pois nesse período a ação das bactérias aumenta. Essa doença ocorre principalmente em mulheres na idade reprodutiva, que usam DIU ou são fumantes.

Sintomas da Vaginose Bacteriana: A Vaginose Bacteriana não apresenta uma reação inflamatória, por isso o reconhecimento da doença só pode ser percebido através dos seguintes sintomas(imagem abaixo):

  • Odor desagradável;
  • Corrimento branco ou acinzentado;
  • Pequenas bolhas.

O descuido e não tratamento da Vaginose Bacteriana pode ocasionar problemas mais sérios, como: endometrites e salpingites (inflamação das trompas). No homem, não há sintomas da doença.

Vaginose Bacteriana - O que é, Sintomas e Prevenção-1Prevenção da Vaginose Bacteriana: A Vaginose Bacteriana é uma doença ginecológica que ocorre quando há o desequilíbrio da flora vaginal. Esse desequilíbrio normalmente se dá pela diminuição do número de lactobacilos e aumento de alguma bactéria própria da vagina. vamos ver agora como prevenir a Vaginose Bacteriana.

Apesar de não ser definida como uma DST – Doença Sexualmente Transmissível, a Vaginose Bacteriana pode ser transmitida via relação sexual. Por isso, é importante o uso da camisinha, seja masculina ou feminina, em todas as relações. Também é preciso que o parceiro realize uma consulta com o urologista para verificar se realmente não apresenta nenhum sintoma da doença, prevenindo assim uma reinfecção da mulher.

É essencial dar uma atenção especial na hora da higiene íntima para não relaxar e nem exagerar na limpeza. Quando for ao banheiro sempre limpe a vagina da frente para trás a fim de não trazer as bactérias do ânus para o genital. Na hora do banho, evite fazer duchas vaginais e utilizar bidês, pois nesses locais podem existir bactérias que desequilibram o trato vaginal. Assim, a Vaginose Bacteriana ficará mais longe de você e sua saúde ginecológica ficará mais prevenida.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.