Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Sintomas

Urticária – Causas, Sintomas e Tratamento

Urticária – Causas, Sintomas e Tratamentos que poucos sabem. Além disso, a Urticária é uma reação não contagiosa da pele que se caracteriza pelo aparecimento de manchas vermelhas, que podem inchar e coçar bastante. Algumas pessoas podem apresentar ardência e ferroadas nas lesões. É uma doença de pele frequente: 15% a 20% das pessoas já apresentaram um episódio de Urticária na vida. Quem possui histórico de alergia respiratória e de pele tem maior tendência a apresentar Urticária.

As lesões provocadas pela Urticária podem ou não ser localizadas, e são classificadas, de acordo com o tempo de sua evolução, em Urticária aguda (inferior a seis semanas) ou Urticária crônica (superior a seis semanas). A Urticária aguda pode ser provocada por intolerâncias alimentares ou medicamentos, enquanto que as causas da Urticária crônica são bem mais difíceis de serem definidas e podem causar algumas consequências para o paciente, como fadiga, insônia, isolamento social, dificuldades emocionais e sexuais.
Causas da Urticária: A Urticária é uma reação alérgica que manifesta-se na pele através de vermelhidão, coceira local e, em alguns casos, podem surgir pequenas bolinhas rosadas com as bordas brancas. As causas mais comuns de Urticária são:

  • Contato direto com substâncias nocivas, como produtos tóxicos ou produtos de limpeza.
  • Contato com plantas tóxicas ou venenosas.
  • Uso de medicamentos.
  • Sistema emocional abalado (estresse).
  • Variações acentuadas de temperatura.
  • Alimentos.

Identificar que produto gera a reação alérgica é fundamental para o sucesso do tratamento. Fazer um teste de alergia é uma das formas de descobrir a que substâncias o indivíduo é alérgico e recomenda-se manter-se longe delas.

Fatores de Risco: Você tem mais chances de adquirir Urticária se:

  • Você já teve Urticária antes.
  • Você já teve ou tem outras reações alérgicas.
  • Você tem algum outro problema que pode estar relacionado à Urticária, como lúpus, linfoma ou alguma condição na tireoide.
  • Você tenha algum parente com histórico de Urticária ou outra reação alérgica comum.

Sintomas da Urticária: As lesões de pele da Urticária coçam muito, são avermelhadas, têm relevo, possuem tamanho e formas variadas, mas tendem a ser circulares. As lesões podem ter forma de anel, com o centro mais claro e as bordas elevadas e avermelhadas.

A coceira pode ser tão intensa que impede o paciente de dormir. Em alguns casos, as manchas podem ser extensas e se aglutinarem, formando grandes placas por todo o corpo. Quando se pressiona a lesão com o dedo, ela tende a clarear, mas rapidamente assume a cor avermelhada novamente.

Lesões novas vão surgindo ao longo do dia, enquanto as mais antigas vão desaparecendo, criando um padrão transitório e migratório. Cada lesão individualmente costuma desaparecer em no máximo 24 a 36 horas. Às vezes, uma mesma lesão surge de manhã e já foi embora à noite.

O local do corpo mais acometido pode variar ao longo dos dias. Por exemplo, no primeiro dia, o abdômen pode ser o local com mais lesões, no dia seguinte as costas e no terceiro dia os membros. Nos casos mais severos, o paciente pode ter inúmeras lesões por todo o corpo de uma só vez.

Tratamento de Urticária: O tratamento pode não ser necessário se a Urticária for leve, pois, nesses casos, ela pode desaparecer sozinha. No entanto, caso seja necessário, o médico prescreverá alguns medicamentos específicos para tratar Urticária. Entre eles estão anti-histamínicos, corticosteroides e outras drogas.

Se a sua reação for grave, principalmente se o inchaço estiver na garganta, talvez seja preciso tomar uma injeção de emergência de epinefrina (adrenalina) ou corticoesteroides injetáveis. Um angioedema na orofaringe (garganta) pode bloquear a via respiratória, dificultando a respiração.

Prevenção: Para prevenir a Urticária, é preciso seguir algumas medidas:

  • A principal delas é evitar desencadeadores de reações alérgicas conhecidas.
  • Se você suspeitar que algum alimento esteja lhe causando sintomas similares aos de uma reação alérgica, fique atento e, se necessário, corte-o de sua dieta.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.