Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Sapinho – O que é, Sintomas e Tratamentos

Sapinho – O que é, Sintomas e Tratamentos desta infeção que causa bastante irritação. Além disso, O Sapinho (ou candidíase oral) pode ser de extremo incômodo, além de esteticamente reprovável. Trata-se de uma infeção por fungos na região da boca, mas não é contagioso. Muito comumente o tratamento é rápido e feito através de medicamentos antifúngicos, porém, é saudável que se evite a qualquer custo, especialmente quando se trata de bebê recém-nascido. Veremos as causas do Sapinho, sintomas, tratamentos e prevenção.

A candidíase oral, chamada também de monilíase oral ou Sapinho, é uma infecção da orofaringe provocada pelo fungo Candida albicans.Ao contrário do que muita gente pensa, a candidíase na boca não é uma problema exclusivo de pacientes com HIV ou com outra doença grave. A monilíase oral realmente pode ser um dos sinais de AIDS, mas ela também costuma surgir com frequência em crianças, idosos e pessoas com alguma alteração do sistema imunológico.

Causas do Sapinho: Há diversos fatores que podem desencadear o Sapinho, sendo então causa da candidíase oral. As causas do Sapinho são frequentemente associadas a situações que alteram a composição química interna da boca, favorecendo o desenvolvimento do fungo. As causas mais comuns de Sapinho são:

  • Tabagismo
  • Pouco asseio ou higiene oral ruim
  • Próteses ou dentaduras mal encaixadas
  • Medicação corticosteroide
  • Tratamento de radioterapia ou quimioterapia
  • Uso de alguns antibióticos

É recorrente que o Sapinho seja diagnosticado em determinados grupos, como bebês recém-nascidos, pessoas em tratamento com antibióticos, usuários de drogas, pessoas com alimentação inadequada, pessoas que utilizam dentaduras, pessoas com sistema imunológico fraco e obviamente tabagistas ou fumantes de qualquer gênero.

Sintomas do Sapinho: No geral os sintomas são as lesões provocadas pelo fundo que deixam placas brancas na língua, palato, gengivas, amígdalas e parte interna das bochechas.

  • No início elas não costumam ser grandes o que faz o seu diagnóstico ser um tanto difícil, com o tempo, porém, elas irão evoluindo e além do tamanho elas vem com sintomas como dor e dificuldade de distinguir gosto.
  • Outro sintoma de candidíase oral é a sensação de estar com algodão na boca.

Sintomas dos casos mais graves: Quando o Sapinho na boca está de uma forma mais agressiva os sintomas são diferentes. É possível evoluir e passar para o esôfago e para a laringe, causando dor, dificuldade de engolir e rouquidão frequente. No caso da candidíase no esôfago é preciso estar alerta, já que pode ser o indício da AIDS.

Sintomas nos idosos: Nos idosos não é comum aparecer as lesões brancas, ainda mais se eles usarem dentaduras. O que aparece nesse caso é uma vermelhidão intensa e aparente na gengiva logo abaixo da prótese dentária. Também é possível haver presença de boqueira.

Sintomas nos bebês: Nos bebês os sintomas são frequentemente confundidos com resto de leite na boca. Para confirmar o problema é só passar uma gaze na boca da criança. O leite irá sair completamente, já o Sapinho na boca fica preso e pode haver sangramentos caso tente raspá-lo

Tratamentos do Sapinho: O Sapinho é facilmente tratado com remédios antifúngicos em forma de creme ou gel ou mesmo pílulas. O tratamento tópico por gel em geral leva duas semanas e deve ser aplicado várias vezes ao dia. As pílulas muito normalmente serão indicadas duas vezes ao dia.

Se há desconfiança médica que o Sapinho está sendo causado por antibióticos ou outras interações medicamentosas, então o médico poderá recomendar outras dosagens ou medicamentos. Muito frequentemente o tratamento para Sapinho não terá efeitos colaterais, a não ser possíveis casos de enjoo para organismos mais sensíveis.

Prevenção do Sapinho:
Há muitas formas de prevenir o Sapinho, mas em sua maioria são baseadas em asseio e higiene adequada. As dicas mais comuns para evitar o Sapinho incluem:

  • Visitar um dentista sempre que possível (pelo menos duas vezes ao ano)
  • Escovar os dentes pelo menos duas vezes ao dia e enxaguar a boca após as refeições
  • Escovar também as gengivas e utilizar fio dental, certificando-se que nenhum resíduo de alimento esteja pela boca
  • Caso fume, é recomendado que o vício seja abandonado
  • Caso use dentaduras ou próteses removíveis, removê-las antes de se deitar para dormir

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.