Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Dicas para emagrecer

Reeducação Alimentar: Entenda Como Funciona

Reeducação Alimentar: Entenda Como Funciona, pois é através da Reeducação Alimentar que o emagrecimento é realmente eficaz e sem o tão famoso efeito “sanfona”, que é a volta do ganho de peso depois uma perda de gordura corporal. Além disso, segundo o dicionário, reeducar é educar novamente, reabilitar por meio da educação.

Quando aplicamos o termo no universo da nutrição, isso significa alterar hábitos, estabelecer um novo patrão de comportamento e de pensamentos, mudar a rotina. Enfim, é substituir os costumes inadequados por outros mais saudáveis.

reeducação alimentarAntes de iniciar essa grande transformação que é a Reeducação Alimentar, é importante lembrar que toda mudança acontece no dia a dia e a cada escolha. Ao decidir modificar a maneira de se alimentar, vários pensamentos, emoções e situações surgem, pois fazer uma refeição está além de ingerir comida, um substrato para o bom funcionamento do organismo. O alimento não fornece apenas nutrientes, mas também o prazer de saborear uma receita gostosa.

A grande verdade é que os sentimentos estão diretamente relacionados ao ato de se alimentar, o que nos torna tão “dependentes” da comida. Por isso, quando se trata de ingestão de mantimentos, esse processo de mudança pode gerar reações diferentes em cada paciente, já que cada um conseguirá lidar de um jeito com os novos hábitos. As pessoas mais flexíveis passarão pelo processo de forma mais tranquila, mas outras terão mais dificuldade para lidar com um estilo de diferentes.

As vantagens da Reeducação Alimentar são inúmeras. Ela é fundamental para mantermos nosso corpo funcionando adequadamente. Além disso, é baseada em um plano alimentar individualizado- considerando gostos pessoais e restrições alimentares. Para elaborar o cardápio personalizado, também são levados em conta a idade, o sexo e o gasto calórico, priorizando sempre a saúde e as necessidades nutricionais de cada um. Reaprender não priva a pessoa de comer consumir de tudo dentro de uma dieta equilibrada. Basta deixar de lado o prazer de comer.

Para que Realmente serve a Reeducação Alimentar: Quando pensamos na Reeducação Alimentar, a primeira coisa que vem á mente é perder peso, não é verdade? Porém, emagrecer não é o único e principal intuito dessa mudança no cardápio. A Reeducação Alimentar é necessária sempre que o hábito alimentar da pessoa não está correto, e isso não significa dieta ou restrição calórica. Altear o cardápio consiste em tornar sua alimentação mais saudável, e isso é muito mais do que reduzir o consumo de calorias.

É importante saber que o conceito de saúde não pode ser resumido apenas em controle do peso e emagrecimento. Muitas pessoas têm o IMC (Índice de Massa Corporal) dentro dos parâmetros de “normalidade”, mas não necessariamente são saudáveis, já que possuem péssimos hábitos pode ter colesterol alto, diabetes triglicerídeos, hipertensão arterial, entre tantas outras Doenças relacionadas á má alimentação.

Baseada nisso, a Reeducação Alimentar tem como objetivo trocar os hábitos alimentares errados por condutas mais saudáveis, de forma gradativa. Porém, para que os resultados sejam favoráveis, é indispensável haver motivação por parte do paciente. A redução do peso será a melhoria uma conseqüência, mas a principal conquista será a melhoria da saúde em longo prazo.

No plano alimentar, o nutricionista busca agregar, em quantidade adequada a cada indivíduo, todos os grupos alimentares que irão oferecer os nutrientes para o bom funcionamento do organismo associado ao emagrecimento saudável. Portanto, frutas, legumes, verduras, carboidratos, proteínas e as gorduras boas devem fazer parte do dia a dia da alimentação.

Para desenvolver um cardápio relevante na Reeducação Alimentar, o profissional da nutrição leva em consideração a individualidade de cada paciente, além de suas necessidades orgânicas e emocionais. Ou seja, ele procurará conhecer as facilidades e dificuldades alimentares do cotidiano e buscará soluções para fazer as mudanças de forma gradual e eficaz.

Na grande maioria das vezes, o acompanhamento nutricional será suficiente para diferenciar as ações adequadas de acordo com o comportamento de cada pessoa. Entretanto, como nem sempre o paciente está completamente aberto ás mudanças propostas na Reeducação Alimentar, é importante que o nutricionista tenha conhecimento e saiba aplicar a abordagem adequada para que cada pessoa entenda as próprias necessidades e tenha interesse e vontade de colocar os novos hábitos em prática.

Uma maneira de saber “dosar” os alimentos é conhecer seus valores nutricionais e calóricos. Criar o hábito de olhar o rótulo é uma das coisas que se aprende na Reeducação Alimentar. Assim, você aprende a fazer trocas inteligentes sem prejudicar a luta contra a balança.

reeducação alimentar 2Como por em Pratica o Reeducação Alimentar: O alimento é o combustível do corpo todo, porém, muitas vezes, não estamos ingerindo o tipo de “energia” correta. E aí é que entra a Reeducação Alimentar que irá orientar sobre o critério das escolhas qualitativas e quantitativas, os horários corretos e a elaboração de um cardápio saudável.

Quando falamos de prática, vale reforçar que os hábitos alimentares são adquiridos na infância. Apesar de parecer ser fácil, adaptar-se a Reeducação Alimentar é bem mais complicado do que se imagina, já que envolve costumes, rotinas familiares e influências culturais, sociais e econômicas. Como a comida tem um sentido diferente para cada pessoa, as modificações propostas pelo nutricionista nem sempre parecem “executáveis”.

A primeira dificuldade é a pessoa realmente querer mudar e colocar isso como uma verdadeira prioridade em sua vida, abrindo mão dos “prazeres momentâneos “ adquiridos com doces, sobremesas, bebidas alcoólicas, frituras, petiscos etc.

Sendo assim, para dar o primeiro passo no processo de Reeducação Alimentar, é essencial entender a importância dessas mudanças no dia a dia e os benefícios que elas trarão para o organismo. Uma forma de facilitar a “aceitação” é focar no seu objetivo. Assim, você se sentirá motivada a fazer uma “mudança real”. Depois de estabelecer metas possíveis, conte com as orientação, que dará sugestões adequadas para o seu modo de vida e facilitará a sua adesão aos novos hábitos saudáveis. Uma grande mudança de hábito é não ter estoques de besteiras em casa. Mudar o estilo de compras no supermercado é fundamental para quem quer evitar a tentação.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.