Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças Doenças e Tratamentos

Raiva – O que é, Sintomas e Tratamentos

Raiva – O que é, Sintomas e Tratamentos com sabão e água. Além disso, a Raiva, também chamada hidrofobia, é uma doença infecciosa que pode afetar todos os mamíferos. O vírus da Raiva geralmente é transmitido através de uma mordida. Os animais mais propensos a transmitir a Raiva nos Estados Unidos incluem bastões, coiotes, raposas, guaxinins e gambás.

Nos países em desenvolvimento da África e do Sudeste Asiático, os cães perdidos são os mais propensos a espalhar a Raiva para as pessoas. Uma vez que uma pessoa começa a mostrar sinais e sintomas da Raiva, a doença é quase sempre fatal. Por esse motivo, qualquer pessoa que tenha risco de contrair Raiva deve receber vacinas contra a Raiva para proteção.Causas da Raiva: A infecção da Raiva é causada pelo vírus da Raiva. O vírus é espalhado através da saliva de animais infectados. Os animais infectados podem espalhar o vírus mordendo outro animal ou uma pessoa. Em casos raros, a Raiva pode ser disseminada quando a saliva infectada entra em uma ferida aberta ou nas mucosas, como a boca ou os olhos. Isso poderia ocorrer se um animal infectado lambasse um corte aberto em sua pele.

Animais que podem transmitir o vírus da Raiva. Qualquer mamífero (um animal que suga seu jovem) pode transmitir o vírus da Raiva. Os animais mais propensos a transmitir o vírus da Raiva às pessoas incluem:

Animais de estimação e animais de fazenda:

  • Gatos
  • Vacas
  • Cães
  • Ferrets
  • Cabras
  • Cavalos

Animais selvagens:

  • Castores
  • Coyotes
  • Raposas
  • Macacos
  • Guaxinim
  • gambá
  • Marmota monax

Em casos raros, o vírus foi transmitido aos receptores de transplante de tecido e órgãos de um órgão infectado.

Sintomas da Raiva: Os primeiros sintomas da Raiva podem ser muito semelhantes à gripe e podem durar dias. Os sinais e sintomas posteriores podem incluir:

  • Febre
  • Dor de cabeça
  • Náusea
  • Vômito
  • Agitação
  • Ansiedade
  • Confusão
  • Hiperatividade
  • Dificuldade em engolir
  • Salivação excessiva
  • Medo de água (hidrofobia) devido à dificuldade em deglutição
  • Alucinações
  • Insônia
  • Paralisia parcial

Tratamentos da Raiva: A ferida deve ser limpa com sabão e água antes de qualquer outra medida. Procure auxílio médico profissional logo em seguida para fazer os exames necessários. O médico deverá limpar bem a ferida novamente e remover quaisquer objetos estranhos. Na maioria das vezes, não são dados pontos nas feridas causadas pela mordida.

Se houver risco de Raiva, você receberá uma série de vacinas preventivas. Essas vacinas são dadas, geralmente, em cinco doses durante 28 dias. A maioria dos pacientes também recebe um tratamento chamado imunoglobulina humana para Raiva (HRIG). Ele é administrado no dia da mordida. A imunização e o tratamento para Raiva são recomendados por, pelo menos, 14 dias após a exposição ou mordida. Não há tratamento efetivo conhecido para pessoas com sintomas de infecção por Raiva.

Se você foi mordido por um animal que é conhecido por ter Raiva, você receberá uma série de tiros para evitar que o vírus da Raiva o infecte. Se o animal que mordeu você não pode ser encontrado, pode ser mais seguro assumir que o animal tem Raiva. Mas isso dependerá de vários fatores, como o tipo de animal e a situação em que a mordida ocorreu. Os tiros da Raiva incluem:

  • Um tiro de ação rápida (imunoglobulina da Raiva) para evitar que o vírus infecte você. Parte dessa injeção é dada perto da área onde o animal morda você, se possível, o mais rápido possível após a mordida.
  • Uma série de vacinas contra a Raiva para ajudar seu corpo a aprender a identificar e combater o vírus da Raiva. As vacinas contra a Raiva são administradas como injeções no braço. Você recebe quatro injeções durante 14 dias.

Determinando se o Animal que o Mordeu tem Raiva: Em alguns casos, é possível determinar se o animal que morreu tem Raiva antes de começar a série de tiros de Raiva. Dessa forma, se for determinado que o animal é saudável, você não precisará dos tiros. Os procedimentos para determinar se um animal tem Raiva variam de acordo com a situação. Por exemplo:

  • Animais de estimação e animais de fazenda: Gatos, cães e furões que mordem podem ser observados durante 10 dias para ver se eles apresentam sinais e sintomas da Raiva. Se o animal que mordeu você permanece saudável durante o período de observação, então não tem raiva e você não precisará de tiros de Raiva. Outros animais de estimação e animais de fazenda são considerados caso a caso. Converse com seu médico e funcionários locais da saúde pública para determinar se você deve receber tiros de Raiva.
  • Animais selvagens que podem ser capturados: Animais selvagens que podem ser encontrados e capturados, como um morcego que entrou em sua casa, podem ser mortos e testados por Raiva. Testes no cérebro do animal podem revelar o vírus da Raiva. Se o animal não tiver Raiva, você não precisará dos tiros.
  • Animais que não podem ser encontrados: Se o animal que mordeu você não pode ser encontrado, discuta a situação com seu médico e com o departamento de saúde local. Em certos casos, pode ser mais seguro assumir que o animal tinha Raiva e prosseguir com os tiros da Raiva. Em outros casos, pode ser improvável que o animal que morra você tenha Raiva e pode ser determinado que os tiros da raiva não são necessários.

Prevenção da Raiva: Para reduzir o risco de entrar em contato com animais raivosos:

  • Vacine seus animais de estimação: Gatos, cães e furões podem ser vacinados contra a Raiva. Pergunte ao seu veterinário com que frequência seus animais de estimação devem ser vacinados.
  • Mantenha seus animais confinados: Mantenha seus animais dentro e supervisione-os quando estiverem lá fora. Isso ajudará a manter seus animais de estimação em contato com animais selvagens.
  • Proteja animais pequenos de predadores: Mantenha coelhos e outros pequenos animais de estimação, como cobaias, dentro ou em gaiolas protegidas para que estejam a salvo de animais selvagens. Esses pequenos animais de estimação não podem ser vacinados contra a Raiva.
  • Informe os animais perdidos para as autoridades locais: Chame seus funcionários locais de controle de animais ou outras autoridades policiais locais para denunciar cães e gatos vadios.
  • Não se aproximem de animais selvagens: Animais selvagens com Raiva podem parecer sem medo das pessoas. Não é normal que um animal selvagem seja amigável com as pessoas, então fique longe de qualquer animal que parece sem medo.
  • Mantenha os morcegos fora de sua casa: Selar quaisquer rachaduras e lacunas onde morcegos podem entrar em sua casa. Se você sabe que você tem morcegos em sua casa, trabalhe com um especialista local para encontrar maneiras de manter morcegos.
  • Considere a vacina contra a Raiva se estiver viajando: Se você estiver viajando para um país onde a Raiva é comum e você estará lá por um longo período de tempo, pergunte ao seu médico se deve receber a vacina contra a Raiva. Isso inclui viajar para áreas remotas onde o atendimento médico é difícil de encontrar.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.