Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Uncategorized

Os 8 Remédios mais Usados Para Tratar Fibromialgia

Os Remédios mais Usados Para Tratar Fibromialgia que não engorda. Além disso, a Fibromialgia é uma síndrome comum em que a pessoa sente dores por todo o corpo durante longos períodos, com sensibilidade nas articulações, nos músculos, tendões e em outros tecidos moles. A fibromialgia está diretamente ligada também à fadiga, distúrbios do sono, dores de cabeça, depressão e ansiedade. De difícil diagnóstico, a Fibromialgia ainda é um desafio para os médicos.Uma dor persistente e muito incômoda que é sentida não em um, mas em vários lugares do corpo. Assim é a Fibromialgia, uma das principais doenças reumáticas. O problema de saúde é crônico e acomete cerca de 5 milhões de brasileiros, sendo maioria mulheres. Qualquer pessoa está sujeita à enfermidade, porém, os casos ocorrem mais frequentemente há 30 anos, mas poucos se sobre suas causas e tratamentos.

A Fibromialgia está diretamente ligada ao funcionamento anormal do sistema nervoso, que reflete em diversas dores pelo corpo. “É uma síndrome caracterizada por uma dor difusa associada com outros sintomas frequentes como distúrbios de sono e do humor, dor de cabeça, dificuldade de concentração, entre outros”.

Dores persistentes em músculos, articulações, ligamentos e tendões , gerando a sensação de peso, fisgada, aperto e queimação, também estão entre os principais sintomas. O desconforto tende a piorar em dias frios, no período pré-menstrual e durante situações de estresse. A doença pode, ainda, provocar distúrbios cognitivos, como depressão e ansiedade.

Ainda não se sabe os motivos certos que levam ao desencadeamento do distúrbios, no entanto, alguns aspectos já foram notados, como fatores genéticos, que têm um papel importante. Mas além disso, outros fatores ambientais participam no desenvolvimento da doença, como traumas emocionais e mudanças hormonais.

A doença não apresenta grande riscos ao individuo, no entanto a maior consequência pode ser o comprometimento da qualidade de vida, já que a dor constante afeta a realização de tarefas diárias.

Sintomas de Fibromialgia: Eis os principais Sintomas de Fibromialgia:

  • Dor generalizada: a dor associada à Fibromialgia é constantemente descrita como uma dor presente em diversas partes do corpo e que demoram pelo menos três meses para passar
  • Fadiga: pessoas portadores dessa síndrome frequentemente acordam já se sentindo cansadas, mesmo que tenham dormido por muitas horas. O sono também é constantemente interrompido por causa da dor, e muitos pacientes apresentam outros problemas relativos ao sono, a exemplo da apneia e insônia.
  • Dificuldades cognitivas: para os portadores de Fibromialgia, é mais difícil se concentrar, prestar atenção e focar em atividades que demandem esforço mental.
  • Dor de cabeça recorrente ou enxaqueca clássica, dor pélvica e dor abdominal sem causa identificada (Síndrome do intestino irritável).
  • Problemas de memória e de concentração.
  • Dormência e formigamento nas mãos e nos pés.
  • Palpitações.
  • Redução na capacidade de se exercitar.

Diagnóstico de Fibromialgia: O diagnóstico da Fibromialgia é feito clinicamente (por meio da história dos sintomas e do exame físico) Não existem testes laboratoriais que possam realizar o diagnóstico, mas o médico pode solicitar exames de sangue para que outras doenças, com sintomas e características parecidos, sejam descartadas entre os possíveis diagnósticos.

Buscando Ajuda Médica: Os sintomas de Fibromialgia são muito similares a sintomas de outras síndromes. Geralmente ele é feito por um reumatologista. Por isso, é importante que, durante da consulta, você:

  • Descreva todos os seus sintomas e a intensidade das dores que sente
  • Fale sobre problemas médicos que teve no passado, bem como o de seus parentes
  • Relate todos os medicamentos e suplementos que toma
  • Diga ao médico se tem problemas ao dormir. Ele deverá perguntar também sobre eventuais sintomas de depressão e ansiedade

No Consultório: Um dos principais problemas da Fibromialgia é o diagnóstico, que exige muita conversa e exames complexos, o que leva tempo. Dificilmente a doença é diagnosticada logo na primeira consulta com reumatologista. Isso porque, diferentemente de outros problemas reumatológicos, a dor não se restringe às articulações.

O Conselho Brasileiro de Fibromialgia estabelece que, para o caso ser considerado Fibromialgia, o paciente deve apresentar dor generalizada por mais de três meses e sensibilidade entre 11 e 18 pontos pressionados durante a consulta. “O complicador para identificação do problema é que o paciente aparenta normalidade e seus exames apresentam resultados normais.

Pesquisas por meio de imagens também não detectam alterações. Eles só aparecem em tomografias por emissão de pósitrons, capazes de flagrar o cérebro em funcionamento em tempo real”. Antes de receber o diagnóstico preciso, muitas pessoas acabam visitando vários especialistas e até chegam a passar por tratamentos de outras doenças confundidas com a Fibromialgia, com lúpus.

Buscando Alívio Para Fibromialgia: É preciso estar por dentro do maior numero possível de informações sobre a doença para que o tratamento medicamentosos e não medicamentosos, no entanto, não existe cura, o que configura a Fibromialgia como uma doença crônica. “Até o momento, não existe tratamentos considerados muito eficazes.

Médicos podem prescrever relaxantes musculares e analgésicos, mas só medicamentos não bastam. É preciso uma abordagem multidisciplinar, mudar o estilo de vida, a começar pelo cigarro. Pesquisas apontam que ele piora os sintomas. Já a atividade física é vista como aliada”. Outro ponto importante são as terapias para alivio das dores, como alongamento, ioga e fisioterapia.Medicamentos Para Tratar Fibromialgia: Confira agora Os 8 Remédios mais Usados Para Tratar Fibromialgia:

  • Alginac
  • Ciclobenzaprina
  • Cymbalta
  • Lyrica
  • Miosan
  • Mirtax
  • Musculare
  • Nimesulida

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Em casa, você pode tomar algumas medidas para ajudar no tratamento e a conviver melhor com a doença. Veja exemplos:

  • Reduza o estresse diário
  • Durma o suficiente para estar descansado no dia seguinte
  • Exercite-se regularmente
  • Mantenha um mesmo ritmo de vida
  • Preserve um estilo de vida saudável.

É Possível Prevenir a Fibromialgia? Não há formas de prevenção para a Fibromialgia.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.