Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Transtornos Psicológicos

Os 5 Sintomas da Fobia Social que Não Deve Ignorar

Os Sintomas da Fobia Social que Não Deve Ignorar. Alem disso, muitas pessoas podem apresentar timidez, em maior ou menor grau, principalmente em ambientes novos, desconhecidos e cheios de pessoas estranhas. Encontros sociais, falar em público e começar em novo emprego, por exemplo, são situações em que a timidez costuma falar mais alto naturalmente.

Apesar de ser normal sentir-se ansioso e inseguro em lugares e situações como essas, a tendência é que as pessoas vão se familiarizando com o local e, aos poucos, entrosando com outras pessoas e fazendo novas amizades.

Assim, a ansiedade não é uma condição negativa, já que nos motiva a providenciar meios de enfrentamento para certos acontecimentos e na tentativa de reduzirmos suas conseqüências.

Porém, quando a ansiedade sai de seu grau normal e torna-se exagerada, passa a ser patológica e prejudicial, podendo originar os transtornos de ansiedade. E dentro do conjunto desses transtornos, existe o transtorno de ansiedade social, ou fobia social como é conhecido, que falaremos a seguir.

Neste transtorno, a ansiedade é intensa, levando a uma crise aguda, e se diferencia da timidez comum, já que o grau da ansiedade é maior antes e durante a situação social, e o grau de prejuízos que ocorrem na vida profissional, escolar e social da pessoa também a compromete.

Interações sociais, encontrar um conhecido, falar em público, interagir com estranhos, fazer contato visual, iniciar conversas, ir à escola ou ao trabalho, namorar.

É normal sentir-nos ansiosos e inseguros em situações como estas e normalmente nos familiarizamos com o local, entrosando com outras pessoas e fazendo amizades. Porém, com a pessoa acometida pela Fobia Social isso não ocorre, já que o medo e os sintomas da ansiedade permanecem o tempo todo só de imaginar estas situações ou de estar diante delas.

Timidez ou sensação de desconforto em certas situações sociais não são necessariamente sinais de transtorno de ansiedade social, principalmente em crianças. A forma como uma pessoa se comporta em determinada situação social depende e varia muito, de acordo com a personalidade e com as experiências de vida. Algumas pessoas são naturalmente reservadas e outras são mais extrovertidos.

Os sintomas da fobia social vão muito além desses sintomas. Além do nervosismo diário, outros sinais do distúrbio incluem medo e ansiedade acentuadas, que afetam diretamente na qualidade de vida da pessoa, comprometendo sua rotina diária, o desempenho no trabalho, na escola e em outras atividades.

Os principais sinais e sintomas de fobia social, no que diz respeito aos sentimentos e ao comportamento, incluem sensações mais acentuadas. Então, confira Os 5 Sintomas da Fobia Social que Não Deve Ignorar.

  • Medo de situações em que você pode ser julgado, de interagir com pessoas desconhecidas, de demonstrar sua ansiedade e apreensão em eventos sociais. Medo, também, de sintomas físicos que possam causar constrangimento, como rubor fácil, sudorese, tremores ou voz trêmula
  • Preocupação em passar por situações constrangedores ou humilhantes ou, ainda, em ofender alguém;
  • Evitar fazer algumas coisas ou falar com pessoas por medo de constrangimento, evitar situações em que você pode ser o centro das atenções
  • Ansiedade ao esperar por algo, como um evento ou atividade;

É comum, também, que as pessoas que sofrem deste transtorno passem algum tempo depois do fim de uma situação social analisando o seu próprio desempenho e procurando identificar falhas em suas interações ou em sua forma de agir e se comportar.

Pessoas vítimas de fobia social também tendem a ser muito pessimistas, esperando sempre o pior principalmente de situações sociais.

Os dois tipos mais comuns de tratamento para fobia social são por meio de medicamentos e psicoterapia. Essas duas abordagens podem ser utilizadas juntas, caso o médico psiquiatra acredite que uma combinação de ambas possa ser mais eficaz para o paciente.

Psicoterapia: Existem diversas formas de psicoterapia, sendo a mais estudada e com melhores resultados para a fobia social a Psicoterapia Cognitiva Comportamental. É um tipo de tratamento que costuma surtir muito efeito na qualidade de vida das pessoas com fobia social, diminuindo seus sintomas.

Na terapia cognitiva, o paciente aprende a reconhecer os pensamentos negativos que carrega consigo e, em seguida, mudá-los, desenvolvendo habilidades que o ajudem a ganhar confiança (principalmente em situações sociais.

Medicamentos: Vários tipos de medicamentos são usados para tratar o transtorno de ansiedade social. No entanto, os inibidores da receptação da serotonina (ISRS, na sigla em inglês) são, muitas vezes, o primeiro e principal tipo de medicação usado para tratas os sintomas da fobia social. Inibidores de receptação da serotonina e norepinefrina (IRSN) também podem ser uma opção para o transtorno.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.