Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Distúrbios Gastrointestinais

Os 10 Sintomas de Doenças no Fígado

Os 10 Sintomas de Doenças no Fígado são uma ótima maneira de identificar a diferença entre um simples mal estar ou uma doença, que pode ser grave. Além disso, o Fígado é um dos nossos órgão que mais sofrem com os danos externos, logo porque ele exerce muitas funções que são vitais para o bom funcionamento do corpo.

O que é o Fígado: O Fígado é um grande órgão localizado no quadrante superior direito do abdômen, logo abaixo do diafragma. O Fígado é um órgão vital, responsável por inúmeras funções no nosso organismo. Entre os papéis que o fígado exerce, podemos citar a produção de enzimas digestivas, proteínas, fatores da coagulação, colesterol, glicose e diversas outras substâncias.

O Fígado também é responsável pela metabolização de todos os nutrientes absorvidos pelo intestino, assim como pela limpeza de toxinas circulantes. Por desempenhar diversas funções no organismo, as doenças do Fígado podem apresentar uma grande variedade de sintomas.

Sintomas Gerais de Doenças no Fígado: Pacientes com lesões no Fígado costumam apresentar um variedade de sintomas gerais e inespecíficos, que incluem náuseas, perda do apetite, desânimo e emagrecimento. Nos casos de hepatite aguda, o paciente pode também apresentar febre, o que colabora ainda mais para o surgimento deste mal estar.

Um gosto amargo na boca é um dos Sintomas de Doenças no Fígado, mas é uma queixa muito inespecífica, que pode ser desencadeada por varias outras causas, como refluxo, gastrite, lesões dos dentes, lesões na gengiva, infecções na faringe ou amígdalas, desidratação, jejum prolongado, medicamentos, cigarro… Se o paciente não apresentar nenhum outro sintoma, é pouco provável que a sensação de boca amarga seja um sinal de problema hepático relevante.

Náuseas: É o primeiro dos Sintomas de Doenças no Fígado. Geralmente nos sentimos mal depois de comer ou inclusive, sentimos o estômago pesado, náuseas, enjoos, podendo culminar em vômito. Esse não é um motivo tão grande para nos alarmarmos, estes Sintomas de Doenças no Fígado podem estar associados a vários problemas e não precisamente a um hepático. Mas, se forem repetitivos, e associados a outros sintomas que citaremos mais abaixo, o ideal é procurar um médico com urgência.

Enjoo: É um dos mais evidente Sintomas de Doenças no Fígado. Geralmente, a pessoa se sente mal após as refeições, o estômago pesa, seguido por náuseas, enjoos, podendo culminar em vômito. No entanto, esse sintoma pode estar associado a vários problemas e não precisamente a um problema hepático. Mas, se forem repetitivos, o ideal é procurar um médico com urgência.

Mudanças na Pele: Além de mudanças na pele devido à icterícia, você pode notar a pele desigual e descoloração na área do pescoço (devido a glândulas inchadas) e embaixo dos braços, uma vez que a falha hepática se instala. Alterações adicionais na pele podem aparecer como vasos sanguíneos estourados no rosto, ou varicose no peito, costas e ombros. As mãos também podem ser afetadas, com as palmas se tornando vermelhas e as unhas ficando brancas com as pontas dos dedos maiores.

Fadiga e Debilidade: Quando sofremos um problema no fígado, é comum nos sentirmos mais cansados, esgotados e sem muito apetite. Em algumas ocasiões podemos associar os sintomas a outras coisas e não darmos a devida importância, já que é habitual apresentarmos cansaço ou fraqueza. Mas, quando estes Sintomas de Doenças no Fígado se tornam contínuos, quando o estado de falta de apetite e esgotamento é constante, é preciso desconfiar de um problema mais grave, e procurar um médico.

Sangramento Digestivo: A obstrução da veia porta causa um aumento de pressão por todo os sistema venoso do sistema digestivo, incluindo as veias do estômago e do esôfago. Este aumento da pressão provoca varizes nestes órgãos, facilitando a ocorrência de sangramentos. A hemorragia digestiva por sangramento de varizes do esôfago é uma manifestação típica de cirrose hepática em fases avançadas. O paciente apresenta subitamente quadro de vômitos hemorrágicos, podendo perder grande quantidade de sangue nestes episódios.O aumento da pressão no sistema digestivo também acomete as veias do intestino e do reto, provocando um aumento da incidência de hemorroidas e de sangramento anal.

Fezes Claras: Se você apresenta algum dos Sintomas de Doenças no Fígado já citados, observe a cor de suas fezes quando for ao banheiro. Se apresentarem uma cor clara, é possível associar todos os demais Sintomas de Doenças no Fígado, ou, ao cólon irritável que indiretamente está associado a problemas hepáticos.

Cor da Urina: Muitas vezes, se há desenvolvimento de icterícia, você também nota mudanças na cor da sua urina, que parece escura. Quando você defeca, você também pode notar um dos sintomas de gordura no fígado, com suas fezes se tornando esbranquiçadas ou com cor de cinzas, e emitindo um odor desagradável.

Coceira no Corpo: Este Sintomas de Doenças no Fígado surge devido ao acúmulo de bílis debaixo da pele. O corpo coça e sentimos muito incômodo, já que o sangue reage ao acúmulo de toxinas que o Fígado deixou de filtrar.

Manchas Roxas na Pele: O paciente com doença hepática pode apresentar uma maior facilidade em desenvolver equimoses (manchas roxas na pele) e sangramentos após traumas de pequena intensidade. Isto ocorre porque o Fígado é responsável pela produção de proteínas que participam do sistema de coagulação do sangue. Pacientes com doença hepática podem ter deficiência da coagulação, apresentando sangramentos com maior facilidade.

Além da deficiência dos fatores de coagulação, que pode ocorrer em qualquer situação de mal funcionamento do Fígado, os pacientes com cirrose e hipertensão portal frequentemente apresentam também uma número baixo de plaquetas, o que é mais um fator que colabora para uma maior dificuldade em coagular o sangue.

Alimentação Para Tratar o Fígado: Em caso de problemas no Fígado, recomenda-se beber pelo menos 1,5 L de água por dia e consumir alimentos de fácil digestão e com pouca gordura, como peixes, carnes brancas, frutas, legumes, sucos naturais, queijos brancos e leite e derivados desnatados.

Além disso, deve-se preferir preparações cozidas, assadas ou grelhadas, evitando frituras, refrigerantes, biscoitos recheados, manteiga, carnes vermelhadas, salsicha, linguiça, bacon, chocolate e doces em geral, sendo também importante evitar o consumo de qualquer tipo de bebidas alcoólicas. O gastroenterologista é o médico especialista mais indicado para o tratamento das doenças do Fígado, e ele deve ser consultado se os sintomas persistirem, mesmo após as alterações na dieta.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.