Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças Degenerativas

Os 10 Sinais da Doença de Alzheimer que Muitos Ignoram

Os Sinais da Doença de Alzheimer que Muitos Ignoram são simples e de fácil percepção. Além disso, como a Doença de Alzheimer é a principal causa de demência no mundo, e a demência é a principal caraterística clínica da Doença de Alzheimer, vale a pena gastarmos algumas linhas explicando o conceito de demência.

A demência é um conjunto de sinais e sintomas relacionados à deterioração das capacidades intelectuais do paciente, que pode estar sofrendo da Doença de Alzheimer. Além da Doença de Alzheimer, é também comum a ocorrência de demência em pacientes com múltiplos AVC, doença de Parkinson, alcoolismo crônico, traumas cranianos, deficiência de vitaminas, hipotireoidismo grave, tumor cerebral e algumas outras doenças neurológicas.

Sinais de Doença de AlzheimerCausas da Doença de Alzheimer: Estima-se que a causa da Doença de Alzheimer seja o acúmulo das proteínas beta-amiloide e tau no cérebro associada à diminuição do neurotransmissor acetilcolina. Entretanto suas causas ainda não são totalmente esclarecidas, mas sabe-se que ela pode estar relacionada a alguns fatores de risco tais como:

  • Influência genética;
  • Contaminação com metais como mercúrio e alumínio;
  • Traumatismo craniano;
  • Aterosclerose;
  • Idade.

Alguns pacientes com a Doença de Alzheimer em fases mais avançadas podem apresentar apatia, depressão ou até mesmo agressividade, podem também ler coisas e não conseguirem interpretá-las, são incapazes de fazer cálculos, não conseguem nomear objetos e não reconhecem pessoas familiares. Com o tempo, essas pessoas com a Doença de Alzheimer passam a ser incapazes de realizar tarefas básicas, como se vestir e tomar banho. Então, não deixe de conferir a seguir Os 10 Sinais da Doença de Alzheimer que Muitos Ignoram:

Alterações no Humor e na Personalidade: As pessoas que sobrem com a Doença de Alzheimer podem ter uma leve ou grave alteração no humor e na sua personalidade. Podendo tornar-se confusos, desconfiados, deprimidos, com medo ou ansiosos. E podem começar a irritar-se com facilidade em casa ou em locais onde eles se sintam fora da sua zona de conforto. Pessoas diagnosticadas com a Doença de Alzheimer podem apresentar súbitas alterações de humor, da serenidade ao choro ou à angústia, sem que haja qualquer razão para isso.

Comprometimento da Memória: O esquecimento de informações recentes é um dos sinais mais comuns da Doença de Alzheimer, especialmente nas fases iniciais. Alguns exemplos incluem também o esquecimento de datas importantes ou eventos, fazer a mesma pergunta várias vezes, usar auxiliares de memória (por exemplo, notas, lembretes ou dispositivos eletrônicos) ou mesmo membros da família para as coisas que normalmente se lembrava sem ajuda.

Surgimento da Agnosia: A agnosia é caracterizada por uma alteração da percepção, que faz com que o paciente deixe de reconhecer a utilidade de objetos ou o significado de símbolos ou comportamentos. Isso significa, por exemplo, que o paciente que sofra com a Doença de Alzheimer pode deixa de saber para que serve uma caneta ou um sapato. Ele também pode se assustar com sons comuns, como o tocar do telefone ou da campainha de casa. Urinar na pia ou evacuar no sofá podem ser situações decorrentes da agnosia.

Problemas de Comunicação: Pessoas com a Doença de Alzheimer podem ter dificuldades em acompanhar ou iniciar-se numa conversa comum. Podem parar a meio da conversa e não saber como continuar ou repetir várias vezes a mesma frase. Podem também ter dificuldades em encontrar palavras adequadas para se expressarem ou dar nomes errados às pessoas ou coisas.

Alterações na Visão: Outro sinal da Doença de Alzheimer, é o paciente ter a capacidade de ver o objeto, mas não saber interpretar a sua utilidade. Além disso, pacientes com a Doença de Alzheimer, podem ter também problemas visuais que os impeçam de ver adequadamente. Dificuldades em distinguir cores, reconhecer contrastes e identificar distâncias podem ser tarefas difíceis, na vida de pessoas com a Doença de Alzheimer.

Dificuldade em Realizar Tarefas: Os pacientes com a Doença de Alzheimer podem notar progressiva dificuldade para concluir tarefas mais complexas, como manter as contas em dia, aprender as regras de um jogo novo, aprender a mexer em um novo software de computador ou seguir instruções para chegar a um local e executar muitas tarefas ao mesmo tempo. Pacientes com a Doença de Alzheimer, em posição de chefia podem ter dificuldade de montar planejamentos, criar estratégias ou organizar eventos.

Como o passar do tempo, as dificuldades vão se tornando mais comuns, e tarefas mais simples, tais como dirigir carros, ligar a televisão ou exercer as tarefas habituais do seu emprego podem se tornar complicadas. Os pacientes que apresentam a Doença de Alzheimer podem notar que as dificuldades estão aumentando, mas eles, em geral, criam álibis para tentar justificar essas novas dificuldades. Muitas vezes, o paciente começa a evitar determinadas situações sociais de forma a esconder as suas limitações.

Insônia: A insônia não é um sintoma típico ou exclusivo da Doença de Alzheimer, mas é mais comuns neste grupo do que na população em geral. A insônia pode ser um dos sintomas mais precoces, estando presente naqueles pacientes que já possuem os biomarcadores de deposição cerebral de beta-amiloide positivos, mas ainda não apresentam sintomas clínicos da demência.

A insônia pode ser manifestar como uma dificuldade para começar a dormir, fazendo com que o paciente fique acordado na cama durante muito tempo, ou uma incapacidade de manter um sono contínuo, levando ao sono fragmentado e não restaurador.

Doença de Alzheimer 2Perda da Noção de Tempo: As pessoas diagnosticadas com a Doença de Alzheimer podem perder a noção de datas, estações do ano e da passagem do tempo. Podem ter dificuldades em entender alguma coisa, que não esteja a acontecer naquele preciso momento. Às vezes podem até esquecer-se de onde estão ou como chegaram até lá.

 

Discernimento e Julgamento Comprometidos: Pacientes com demência começam a ter sua capacidade de julgamento afetada, como sinal da Doença de Alzheimer. Isso inclui situações como, sair de casa com roupas e combinações extravagantes, sair de casa com roupas completamente amarrotadas, deixar de tomar banho, distribuir dinheiro de forma inconsequente, usar roupas de verão no inverno ou vice-versa, ficar de cuecas quando há visita em casa e até não ter discernimento em relação às coisas que diz.

Perder Objetos Pessoais: Alguns pacientes com a Doença de Alzheimer perde objetos pessoais com muita facilidade, não só porque ele não se lembra onde os guardou, mas também porque é comum que objetos seja guardados em locais bizarros, como, por exemplo, deixar a chave do carro dentro da geladeira.

Pessoas sadias podem perder objetos e, às vezes, até deixá-los em locais não usuais por engano. A diferença é que a pessoa sadia consegue reconstruir mentalmente os caminhos e locais recentes onde esteve, acabando por descobrir onde o objeto perdido está, mesmo que este esteja em um local não apropriado, como quando esquecemos as chaves de casa dentro do banheiro.

O paciente com a Doença de Alzheimer não só não consegue refazer mentalmente o percurso recente, como ele não coloca os objetos em locais bizarros apenas por engano, ele coloca as chaves dentro da geladeira porque encontra-se confuso em relação à real utilidade da geladeira ou das chaves. Em fases mais avançadas da doença, o paciente com a Doença de Alzheimer perde a capacidade de possuir dinheiro, pois ele o perde facilmente e já não dá mais o seu devido valor.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.