Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Diabetes Dicas de Saúde

Os 10 Principais Sintomas de Diabetes Infantil

 Os Principais Sintomas de Diabetes Infantil que muitas mães ignoram. Além disso, engana-se quem pensa que Diabetes afeta somente adultos. A doença também podem manifestar-se ainda quando criança, devido a fatores genéticos e ao fato de que cada vez mais, os pequenos estão se alimentando de forma errada, o que tem aumentado o numero de casos de obesidade infantil no país.“Em crianças, ambas as formas de Diabetes mellitus podem ocorrer, sendo ainda mais frequente o tipo 1. Contudo, com o crescimento da incidência de obesidade na infância, a ocorrência do tipo 2 vem aumentando progressivamente”. Então, confira agora Os 10 Principais Sintomas de Diabetes Infantil:

Identificando Diabetes: Nem sempre é fácil descobrir que a criança tem Diabetes, por isso é importante os pais ficarem atentos à saúde do filho e procurar um médico assim que notarem algo diferente. os primeiros sintomas são: emagrecimento, sede, fome e aumento da diurese. Em casos mais graves, o Diabetes é identificado quando a criança já está com um quadro de complicação diabética, que é o aumento dos níveis de açúcar no sangue do paciente, o que pode causar a morte.

Sintomas de Diabetes Infantil: Os sintomas de Diabetes infantil podem ser:

  • Ter muita fome e comer muito;
  • Sensação constante de sede;
  • Urinar muitas vezes, mesmo durante a noite;
  • Visão embaçada;
  • Cansaço excessivo e falta de vontade para brincar;
  • Náuseas e vômitos;
  • Perda de peso;
  • Desiquilíbrio fácil;
  • Dificuldade para compreender e aprender.

Quando a criança apresenta estes sintomas, deve-se consultar o pediatra para diagnosticar a doença e iniciar o tratamento adequado.

Tratamento de Diabetes Infantil: No Diabetes tipo 1, o tratamento é feito com insulina e são realizadas varias aplicações durante o dia a fim de manter o nível de glicose controlado. A bomba de insulina é um dos dispositivos para aplicar a substância durante o dia e a dose é ajustada – ela pode diminuir ou aumentar conforme necessidade do paciente.

Porém, quando a criança é muito pequena cabe aos pais o tratamento, a aplicação de insulina, controlar a dieta e monitorar a glicemia do pequeno. Segundo Flávia, o pior momento no tratamento é a adolescência, quando o paciente costumar ficar mais resistente e, por isso, um acompanhamento com psicólogo pode ajudar bastante.

A criança com Diabetes tipo 1 deve manter uma alimentação saudável, como qualquer outra criança. “Existe método de contagem de carboidratos, em que a criança aplica a quantidade de insulina conforme o que ela come, impedindo que a glicemia aumente nas refeições. Para isso é importante também um acompanhamento conjunto com o nutricionista, pois a criança costuma ser magra já que há um déficit de insulina”.

Cuidados Básicos: Receber o diagnóstico de Diabetes não é uma sentença, porém, algumas mudanças ser feitas para melhorar o dia a dia da criança que convive com a doença. Por isso, os pais devem participar de forma ativa e alguns detalhes devem ser levados em consideração. Confira:

Conversar com professores e diretores na escola: Quando não estão em casa, os pequenos passam grande parte do tempo na escola, por isso, é importante que a escola esteja ciente da situação da criança. “Os pais têm que alertar a todos sobre as providencias que devem ser tomadas em caso de hiperglicemia (elevação da glicose) ou de hipoglicemia (queda da glicose)”.

  • Ficar de Olho na Merenda e na Lancheira: Ainda no que se refere ao ambiente escolar, nem sempre o cardápio oferecido na merenda pode ser consumido pela criança com Diabetes. Desse forma, é melhor que os próprios pais providenciem o que os filhos vão comer. O mesmo vale para o lanche que será consumido no intervalo.
  • Identificar Através de um Cartão que a Criança tem Diabetes: Caso alguma coisa aconteça ao pequeno e ele esteja longe dos pais, desconhecido precisam saber que cuidados precisarão ter para ajudar. Além de telefones de contato dos pais, algumas breves informações a respeito do Diabetes podem fazer diferença no socorro.
  • Conversar com os Outros Pais: Crianças estão sempre frequentando uma as casas da outra e indo a festinhas de aniversario, o que pode representar um perigo para a dieta. Nesse caso, vale uma conversa com os outros pais para saber se haverá opções no cardápio para quem tem Diabetes. Assim, tanto os amigos de escola quanto os respectivos pais terão conhecimento da doença e ajudarão nesse controle quando seu filho estiver com os amiguinhos.

“Independentemente da forma de Diabetes, algumas medidas são essenciais para um bom controle dos níveis de glicose, também para as crianças: manter a dieta prescrita, fazer atividade física regulamente, seguir a prescrição médica de insulina ou comprimidos e verificar a glicemia em casa”.

Atenção! É na infância que boa parte de nossa base alimentar irá se formar. Já que, por não saber montar seu prato a criança depende dos adultos para se alimentar e, essa alimentação, é um reflexo do que os pais estão acostumados. Em uma casa, onde há o consumo de alimentos que não fazem bem para a saúde, como industrializados e gorduras, há um risco maior da criança desenvolver algum tipo de problema no futuro. Por isso, é preciso ficar atentos no prato diário do seu filho. Isso porque, estudos comprovam que, o desenvolvimento da Diabetes 2 esta diretamente relacionado á obesidade.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.