Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças Hormonais

Os 10 Perigos Das Pílulas Anticoncepcionais

Os Perigos Das Pílulas Anticoncepcionais que você deve ficar atentos. Além disso, Os Perigos Das Pílulas Anticoncepcionais poucas mulheres não conhecem. Você sabia que cerca de 150 milhões de mulheres no mundo tomam pílulas anticoncepcionais? Este uso generalizado de pílulas anticoncepcionais preocupa médicos, pois muitas mulheres não estão conscientes das implicações graves para a saúde destas drogas. Os Perigos das pílulas anticoncepcionais são frequentemente prescritas sem controle dos sintomas ou acompanhamento médico, oferecendo riscos à mulher.Os Perigos Das Pílulas Anticoncepcionais São:

  • Surgimento de Câncer:
  • Hipertensão:
  • Doenças Hepáticas:
  • Varizes:
  • Doenças Cardiovasculares:
  • Trombose:
  • Amenorreia – Ausência de Menstruação:
  • Redução do Desejo Sexual:

A cada vez que você ingere aquele pequeno comprido, está jogando no seu corpo uma combinação de hormônios que vão inibir a sua ovulação: o estrogênio e a progesterona – lembrando que cada Pílulas Anticoncepcionais tem uma composição diferente, há até opções sem estrogênio.

O estrogênio é responsável pelas chamadas “características femininas”, tais como seios e outras curvas, além de preparar o útero para a reprodução. A progesterona também tem um papel fundamental na gravidez: ela prepara a base na qual o óvulo fecundado vai passar com segurança, fazendo com que ele seja implantado no útero.

O estrogênio é responsável pelas chamadas “características femininas”, tais como seios e outras curvas, além de preparar o útero para a reprodução.
A progesterona também tem um papel fundamental na gravidez, ela prepara a base na qual o óvulo fecundado vai passar com segurança, fazendo com que ele seja implantado no útero. Então, confira Os 10 Perigos Das Pílulas Anticoncepcionais.

Como o Anticoncepcional Funciona: Normalmente o corpo ovula uma vez por mês com o amadurecimento de um novo óvulo que irá viajar pela trompa de Falópio. Este eventualmente atinge o útero, onde seria implantado se fertilizado. Se não for fertilizado por um espermatozoide, o revestimento do útero construído em preparação para o ovo fertilizado é desnecessário. Ambos, óvulo e revestimento, uterino deixam o seu corpo, limpando o seu sistema e se preparando para um novo mês.

Câncer: Alguns cânceres têm receptores hormonais, ou seja, podem ser desenvolvidos de acordo com os níveis hormonais. Assim, o uso da pílula anticoncepcional pode agravar esse quadro.Glaucoma: Pesquisas mostraram que usar Pílulas Anticoncepcionais por mais de três anos dobra o risco de desenvolver glaucoma, que danifica o nervo ótico e é uma das principais causas de cegueira irreversível. Através da análise de dados de mais de 3 mil mulheres, os pesquisadores notaram que os baixos níveis de estrogênio em uma idade avançada podem causar glaucoma em mulheres. Assim, com o uso prolongado da Pílulas Anticoncepcionais e a consequente redução de estrogênio no organismo, as chances de ter a doença aumentam.

Hipertensão:  Hipertensão e pílula anticoncepcional podem não ser uma boa combinação: se você sofre com essa doença, é preciso procurar auxílio médico e fazer exames antes de usar o medicamento. Os riscos são similares aos do tópico anterior: AVC, trombose e outros problemas relacionados aos vasos sanguíneos.

Doenças Hepáticas: Quem sofre com doenças no fígado, como hepatite e cirrose, precisa deixar a pílula anticoncepcional de lado, já que o medicamento será processado no órgão, podendo causar sobrecarga.

Varizes: Se as varizes são causadas pela má circulação sanguínea, não é de se estranhar que associar os perigos da pílula anticoncepcional. não é uma boa opção.

Doenças Cardiovasculares: Se você faz uso de pílula anticoncepcional e é fumante, é preciso estar atenta: as substâncias do cigarro favorecem o acúmulo de placas de gordura nas artérias, e a Pílulas Anticoncepcionais pode causar a coagulação do sangue. Essa perigosa combinação pode ser a responsável por trombose, AVC ou infarto.

Trombose: Esse problema ocorre quando há a formação de um coágulo sanguíneo que bloqueia o fluxo de sangue em uma ou mais veias. O coágulo pode ficar parado em um lugar, causando inchaço e dor, ou se movimentar e causar uma embolia. A trombose cerebral, que é um tipo de acidente vascular cerebral (AVC), pode levar à morte ou causar diversas sequelas graves, como paralisia, cegueira e dificuldades na fala. Como a Pílulas Anticoncepcionais favorece a formação de coágulos, mulheres que sofrem com o problema ou têm casos na família devem evitar o uso do medicamento.

Amenorreia – Ausência de Menstruação: Amenorreia é o nome dado à ausência de menstruação. A amenorreia nas mulheres que usam pílula anticoncepcional. pode ser intencional ou não. Nas formas de uso contínuo do anticoncepcional, sem intervalos, a ausência de menstruação é uma fato esperado e programado. Porém, a amenorreia também pode surgir nas mulheres que fazem o uso das pílula anticoncepcional. clássicas, aquelas com 4 ou 7 dias de pausa no final de cada cartela. Nesta situação, a ausência de menstruação não é algo esperado, pois a pausa serve exatamente para que os níveis de hormônios caiam e a menstruação desça normalmente.

Redução do Desejo Sexual: Este é outro tema controverso dos Perigos das pílula anticoncepcional. Popularmente, existe a crença de que o uso da pílula anticoncepcional provoca redução da libido nas mulheres. Porém, os resultados dos estudos são contraditórios, pois enquanto alguns trabalhos mostram diminuição do desejo sexual, outros mostraram aumento da libido e da frequência de atos sexuais entre o casas

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.