Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Dicas Variadas

Os 10 Métodos Contraceptivos Mais Eficazes do Mercado

Antes de ler o Artigo, Curta-nos Abaixo!

Os 10 Métodos Contraceptivos Mais Eficazes do Mercado. Chamamos de método contraceptivo (ou método anticoncepcional) toda ação cujo objetivo é impedir ou, pelo menos, reduzir substancialmente a chance de uma mulher engravidar após uma relação sexual. Os métodos anticoncepcionais podem ser simples e gratuitos como a tabelinha ou o coitus interruptus (coito interrompido), ou mais complexos e dependentes de ajuda médica, como o DIU e os anticoncepcionais hormonais. Existem também os métodos contraceptivos definitivos, que requerem cirurgia e têm como objetivo tornar o homem ou a mulher estéreis de forma permanente, como nos casos da vasectomia ou da ligadura das trompas.

Pílula anticoncepcional: A pílula anticoncepcional é junto com a camisinha masculina o método contraceptivo mais popular em todo o mundo. A pílula é composta pelos hormônios progesterona e estrogênio e deve ser tomada diariamente, sem falhas. Se tomada de forma correta, a pílula é extremamente eficaz em inibir a ovulação, sendo um dos melhores métodos contraceptivos. Porém, se a mulher não for disciplinada e esquece-se frequentemente de tomar a sua dose diária, a pílula pode falhar, permitindo a ocorrência de uma gravidez indesejada.

Por ser um método que manipula o ciclo ovulatório feminino, a pílula só deve ser utilizada sob orientação médica. O anticoncepcional oral não tem efeitos somente contraceptivos, ele pode ser benéfico em diversos problemas, como nas cólicas menstruais, no controle do sangramento uterino, na TPM, no controle da acne, etc. A pílula também ajuda a reduzir a incidência de alguns tipos de cânceres, como o câncer de ovário e endométrio. Por outro lado, os anticoncepcionais orais podem provocar diversos efeitos colaterais, principalmente aqueles com doses mais altas de estrogênio. Trombose e complicações cardiovasculares são alguns dos problemas que, apesar de incomuns, podem ocorrer.

Camisinha: pesquisas comprovam que o preservativo tem eficácia de até 97% se for utilizada corretamente. Além de barato e eficiente método de evitar a gravidez, a camisinha ainda é a única forma de prevenir doenças sexualmente transmissíveis.

Implante subdérmico: bastante eficaz contra gravidez indesejada, trata-se de um pequeno bastonete de aproximadamente 4 centímetros de comprimento que pode ser inserido pelo médico abaixo da pele do braço. A opção tem duração de três anos e impede a ovulação, sem apresentar os efeitos colaterais.

Anel Vaginal: Este anel flexível é feito de silicone e libera lentamente a combinação de progesterona e estrogênio. A mulher pode fazer a inserção dele na vagina, onde ficará por 3 semanas e deverá ser substituído por outro após a menstruação.

Diafragma: O diafragma é um método feminino que consiste em uma cúpula flexível de silicone e é colocado na frente do colo do útero. Geralmente coloca-se espermicida antes da introdução.

Vasectomia: o método também é bastante conhecido e tem eficácia de 99,9%. A esterilização do homem é feita em um centro cirúrgico, de forma rápida e segura, e pode ser revertida no futuro, caso ele deseje ter outro filho.

Laqueadura: a ligação de trompas normalmente é feita quando a mulher dá à luz e já opta por não mais ter filho. A laqueadura é reversível em aproximadamente 80% dos casos, dependendo da forma como foi feita e do tempo após sua realização.

Adesivo trans-dérmico: trata-se de um “patch” colocado pela própria mulher sobre a pele das costas, braço ou nádegas que libera 150 microgramas de norelgestromina (uma progestina) e 20 microgramas de etinilestradiol. Deve ser trocado a cada sete dias durante três semanas consecutivas, quando, então, é feito um intervalo de uma semana. A taxa de eficácia é a mesma para quem usa pílula ou anel vaginal.

Espermicidas: são substâncias químicas usadas para recobrir a vagina e o colo do útero, impedindo a penetração dos espermatozoides no canal cervical. Bioquimicamente, imobiliza ou destrói os espermatozoides, mas o gel é eficiente em apenas 70% dos casos.

Tabelinha: apesar de comum, o método baseado na contagem do ciclo Menstrual é considerado ultrapassado por ser pouco seguro. Calcular quais serão os dias férteis e abster-se do sexo durante esse tempo oferece 25% de chances de engravidar.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.