Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças Doenças e Tratamentos Sintomas

Linfadenite Mesentérica – O que é, Causas e Tratamentos

Linfadenite Mesentérica – O que é, Causas e Tratamentos dessa condição. Além disso, o Linfadenite Mesentérica refere-se a inflamação dos linfonodos mesentéricos e é considerada presente se um grupo de três ou mais gânglios linfáticos, cada um com 5 mm ou mais, for detectado no mesentério do quadrante inferior direito. Este processo pode ser agudo ou crônico, dependendo do agente causador, e causa uma apresentação clínica que é frequentemente difícil de se diferenciar da apendicite aguda, particularmente em crianças. Então, confira agora Linfadenite Mesentérica – O que é, Causas e Tratamentos:

O que é Linfadenite Mesentérica: A Linfadenite Mesentérica é uma condição em que seus linfonodos se inflamam. Quando o Linfadenite Mesentérica afeta os linfonodos na membrana que conecta seu intestino à parede abdominal (mesenteria), é chamada de Linfadenite Mesentérica (mez-un-TER-ik lim-fad-uh-NIE-tis).

A Linfadenite Mesentérica, que também é chamada de adenite mesentérica, geralmente resulta de uma infecção intestinal. Ela afeta principalmente crianças e adolescentes. A Linfadenite Mesentérica é dolorosa pode imitar os sinais de alerta da apendicite. Ao contrário da apendicite, a Linfadenite Mesentérica raramente é séria e geralmente limpa sozinha.

Causas da Linfadenite Mesentérica: A causa mais comum da Linfadenite Mesentérica inchada é uma infecção viral, como a gastroenterite – muitas vezes chamada de gripe estomacal. Esta infecção causa que os nódulos linfáticos na mesenteria – o tecido fino que atribui o intestino à parte de trás da parede abdominal – se inflamem. Seus nódulos linfáticos desempenham um papel vital na capacidade do seu corpo para combater a doença.

Eles estão espalhados por todo o corpo para capturar e destruir vírus, bactérias e outros organismos prejudiciais. No processo, os nós mais próximos da infecção podem ficar doloridos e inchados – por exemplo, os nódulos linfáticos em seu pescoço podem inchar quando você tem dor de garganta.

Outros nós que comumente incham estão localizados sob o queixo e nas axilas e na virilha. Algumas crianças desenvolvem uma infecção respiratória superior antes ou durante um ataque da Linfadenite Mesentérica. Os especialistas acham que pode haver uma ligação entre os dois.

Sintomas da Linfadenite Mesentérica: Os sinais e sintomas da Linfadenite Mesentérica podem incluir:

  • Dores abdominais, muitas vezes centradas no lado inferior, direito, mas a dor às vezes pode ser mais generalizada
  • Sensibilidade abdominal geral
  • Febre

Dependendo do que está causando a doença, outros sinais e sintomas podem incluir:

Quando Consultar um Médico: A dor abdominal é comum em crianças e adolescentes, e pode ser difícil saber quando é um problema que necessita de atenção médica. Em geral, ligue para o seu médico imediatamente se o seu filho tiver episódios de:

  • Dor abdominal repentina e severa
  • Dor abdominal com febre
  • Dor abdominal com diarreia ou vômito

Além disso, ligue para o seu médico se o seu filho tiver episódios dos seguintes sinais e sintomas que não ficam melhores durante um curto período de tempo:

  • Dores abdominais com alteração nos hábitos intestinais
  • Dor abdominal com perda de apetite (anorexia)
  • Dor abdominal que interfere com o sono

Complicações da Linfadenite Mesentérica: Se os gânglios linfáticos inchados são causados ​​por uma infecção bacteriana grave que não é tratada, a bactéria pode se espalhar para a corrente sanguínea, causando uma infecção potencialmente fatal (sepsis).

Diagnóstico da Linfadenite Mesentérica: Para diagnosticar a Linfadenite Mesentérica, é provável que o seu médico:

  • Faça um exame e leve o histórico médico do seu filho. O seu médico dará a sua criança um exame físico e reunirá detalhes sobre seus sinais e sintomas. O seu médico provavelmente irá perguntar sobre quaisquer outras condições médicas para as quais seu filho tenha sido tratado.
  • Solicite testes laboratoriais. Determinados exames de sangue podem ajudar a determinar se o seu filho tem uma infecção e que tipo de infecção é.
  • Solicite estudos de imagem. Uma tomografia computadorizada (TC) do abdômen do seu filho pode ajudar a diferenciar entre apendicite e Linfadenite Mesentérica. O ultra-som abdominal também pode ser usado.

Tratamentos da Linfadenite Mesentérica: Os casos leves e sem complicações da Linfadenite Mesentérica e aqueles causados ​​por um vírus geralmente desaparecem por conta própria. Os medicamentos utilizados para tratar a Linfadenite Mesentérica podem incluir:

  • Os analgésicos sem receita médica e os redutores de febre podem ajudar a aliviar o desconforto. Tenha cuidado ao dar aspirina a crianças ou adolescentes. Embora a aspirina seja aprovada para uso em crianças com idade superior a 3 anos, crianças e adolescentes que se recuperem de varicela ou sintomas gripais nunca devem tomar aspirina. Isso ocorre porque a aspirina tem sido associada à síndrome de Reye, uma condição rara, mas potencialmente fatal, em tais crianças.
  • Os antibióticos podem ser prescritos para uma infecção bacteriana moderada a grave.

Prevenção da Linfadenite Mesentérica: Para prevenir a Linfadenite Mesentérica:

  • Descanse bastante. Um descanso adequado pode ajudar seu filho a se recuperar.
  • Beba líquidos. Os líquidos ajudam a prevenir a desidratação de febre, vômitos e diarreia.
  • Aplique calor úmido. Um pano úmido e úmido aplicado no abdômen pode ajudar a aliviar o desconforto.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.