Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças Degenerativas Doenças e Tratamentos

Lábio Leporino – O que é, Causas e Tratamento

Antes de ler o Artigo, Curta-nos Abaixo!

Lábio Leporino – O que é, Causas e Tratamento. Além disso,  lábio leporino é uma abertura no lábio ou no palato, podendo ser completa ou não. Essas aberturas resultam do desenvolvimento incompleto do lábio e/ou do palato (céu da boca ), enquanto o bebê está se formando, antes de nascer. O lábio e o céu da boca desenvolvem-se separadamente durante os três primeiros meses de gestação.

Nas fissuras mais comuns o lado esquerdo e o direito do lábio leporino não se juntam, ficando uma linha vertical aberta. A mesma situação pode acontecer com o céu da boca  ou palato. Em casos mais raros pode haver duas fissuras no palato, uma do lado direito e outra do lado esquerdo. Então, confira Lábio Leporino – O que é, Causas e Tratamento.

Causas e Fatores de Risco Para o lábio Leporino: As causas do lábio leporino não são uma certeza, se sabe que alguns fatores na hora da formação podem ser levados em conta e medidas como uso de ácido fólico podem ajudar a impedir essa “má formação” porém, não se sabe ao certo o motivo de não acontecer a junção da face dando origem ao lábio leporino na hora da formação fetal. Uma hipótese das causas do lábio leporino é a genética ou seja, se um membro da família tem o gene do lábio leporino, esse pode acontecer no feto, mas também é uma hipótese.

Pessoas que tem familiares próximos ou que elas mesmas tiveram o lábio leporino tem maiores chances dos filhos desenvolverem a condição. Porém, mesmo nestes casos, a condição ainda é rara. Algumas das atitudes na gravidez que já se sabe que podem favorecer o lábio leporino são:

  • Fumar e/ou consumir bebidas alcoólicas durante a gestação;
  • A mãe ter diabetes antes de engravidar;
  • Uso de certos medicamentos para tratar epilepsia ou enxaqueca, como topamax e valproic e também o uso de tabletes de esteroides;
  • Não tomar suplemento de ácido fólico durante a gestação;
  • A mãe estar com obesidade durante a gestação.

Problemas Secundários ao Lábio Leporino: Além de saber as causas do lábio leporino, deve ter em conta que esta condição não afeta apenas a aparência física, mas também apresenta outros problemas relacionados ou secundários:

  • Dentes desalinhados.
  • Infecções do ouvido frequentes.
  • Fissura labial que pode chegar até à base do nariz.
  • Forma do nariz alterada.
  • Úvula dividida em duas ou bífida.
  • Fenda palatina.
  • Problemas para se alimentar bem.
  • Dificuldades para aumentar de peso.
  • Fluxo de leite através do nariz ao mamar.
  • Atrasos no crescimento.
  • Complicações no desenvolvimento da fala.
  • Problemas para ouvir bem.

Tratamento de Lábio Leporino: O lábio leporino pode ser reparado nos primeiros meses de vida. O céu da boca leva mais tempo. As datas exatas dessas intervenções cirúrgicas dependem do desenvolvimento do bebê e é determinado pela equipe técnica. Haverá sempre uma avaliação do médico pediatra.

Convivendo/ Prognóstico: Lembre-se que a Fissura Lábio-Palatal não passa de uma malformação dos lábios, não atrapalhando a capacidade mental. Por isso, o fissurado deve ser tratado com respeito, carinho e compreensão, assim como qualquer outra pessoa.
Os bebês que têm Fissura Lábio-Palatal merecem uma atenção especial, principalmente na hora da alimentação. O leite materno é o melhor alimento para a criança; os bebês fissurados devem ser amamentados no peito; quando não for possível, coloque o leite do seio na mamadeira e dê ao bebê.

  • Tenha cuidado para evitar que a criança se afogue quando estiver sendo alimentada.
  • Na hora de dar de mamar, coloque o bebê quase de pé. Caso o bebê engasgue, basta incliná-lo de cabeça para baixo para desengasgar.
  • Use calços nos pés da cabeceira do berço, assim você pode deitar o bebê de bruços sem usar travesseiros.
  • Procure no seu Posto de Saúde por bicos e mamadeiras especiais que facilitam a alimentação de crianças fissuradas.
  • Sempre deve ser feita a limpeza na região da fissura. Lave as mãos sempre que for alimentar o bebê.
  • Depois de toda alimentação, faça a limpeza da boca com um cotonete úmido e água limpa. Se a criança já tiver dente, um adulto deve ajudá-la com a escova de dente.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.