Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Sintomas

Intolerância Alimentar – Causas, Sintomas e Tratamentos

Intolerância Alimentar – Causas, Sintomas e Tratamentos que poucos sabem. Além disso, a Intolerância Alimentar, também conhecida como hipersensibilidade alimentar não mediada ou hipersensibilidade alimentar não alérgica, refere-se a dificuldade em digerir certos alimentos. É importante notar que a Intolerância Alimentar é diferente da alergia alimentar.

Alergias alimentares desencadeiam o sistema imunológico, enquanto a Intolerância Alimentar não. Algumas pessoas sofrem problemas digestivos depois de comer determinados alimentos, mesmo que seu sistema imune não tenha reagido, não há resposta de histamina.

Os alimentos mais comumente associados à Intolerância Alimentar incluem produtos lácteos, grãos que contêm glúten e alimentos que causam acumulação de gás intestinal, como feijão e repolho.

Causas de Intolerância Alimentar: A função de nosso sistema imunológico é defender o corpo de substâncias possivelmente nocivas, como bactérias, vírus e toxinas. Em algumas pessoas, a resposta imunológico é desencadeada por uma substância que costuma ser inofensiva, como um alimento específico. Quando isso acontece, ocorre uma reação indesejável no corpo que chamamos de Intolerância Alimentar.

A causa das Intolerância Alimentar está relacionada à produção de um tipo de substância pelo organismo, chamada de anticorpos imunoglobulina, que provoca alergias a um alimento específico.

Embora muitas pessoas apresentem intolerância a alimentos, as alergias alimentares são bem menos comuns. Em uma Intolerância Alimentar real, o sistema imunológico produz anticorpos e histamina em resposta a um alimento específico. Isso não acontece com pessoas intolerantes, por exemplo, que despertam sintomas em decorrência da ingestão de determinado alimento, mas não correm risco de vida por causa disso. Qualquer alimento pode causar uma reação alérgica, mas alguns são os principais vilões. Nas crianças, as Intolerâncias Alimentares mais comuns são:

  • Ovo.
  • Leite.
  • Amendoim.
  • Frutos do mar (camarão, caranguejo, lagosta).
  • Soja.
  • Frutas secas.
  • Glúten (doença celíaca).

A Intolerância Alimentar geralmente começa na infância, mas pode ocorrer em qualquer idade. Muitas crianças se livram das alergias conforme envelhecem, mas algumas alergias podem durar a vida toda. Em crianças mais velhas e adultos, as alergias alimentares mais comuns são:

  • Peixe.
  • Amendoim.
  • Frutos do mar.
  • Frutas secas.

Muitas pessoas acreditam ter Intolerância Alimentar, mas, na realidade, menos de 1% deles possui alergias reais. A maioria dos sintomas é causado por intolerância a alimentos.

Sintomas de Intolerância Alimentar: Os sintomas da Intolerância Alimentar surgem algum tempo depois da ingestão do alimento em que o indivíduo possui dificuldade em digerir corretamente. Os sintomas mais comuns de Intolerância Alimentar são:

Mas além destes sintomas a Intolerância Alimentar pode com o passar do tempo gerar outros sintomas tais como:

A Intolerância Alimentar é causada pela deficiência ou ausências de alguma enzima digestiva. Apesar da alergia alimentar e da Intolerância Alimentares possuírem causas diferentes os sintomas apresentados são muito semelhantes e há casos onde o indivíduo apresenta alergia a um determinado alimento e intolerância a outro alimento, e isto pode vir a dificultar um pouco o diagnóstico das doenças e a sua forma de tratamento, mas um alergologista experiente deve ser capaz de identificar esta situação com relativa facilidade.

Tratamento de Alergia alimentar: O único tratamento comprovadamente eficaz para uma Intolerância Alimentar é evitar o alimento desencadeador da reação. Se a pessoa apresenta sintomas em apenas uma região do corpo (por exemplo, uma urticária no queixo após comer o alimento específico), talvez ela não precise de tratamento, pois, neste caso, os sintomas provavelmente desaparecerão em pouco tempo. Os anti-histamínicos podem ajudar a aliviar o desconforto e pomadas suaves podem oferecer um pouco de alívio aos sintomas. Consulte seu médico se achar que apresentou uma reação alérgica a algum alimento, mesmo que tenha sido apenas uma reação local.Qualquer pessoa diagnosticada com alergia alimentar deve sempre carregar consigo (e saber como usar) a epinefrina injetável. Se você apresentar qualquer tipo de reação grave ou distribuída por todo o corpo logo depois de comer o alimento que causa alergia, injete a epinefrina. Em seguida, vá para o hospital ou pronto-socorro mais próximo.

Prevenção: A amamentação pode ajudar a evitar alergias. Fora isso, não existe nenhuma forma conhecida de evitar as Intolerâncias Alimentares, exceto esperar mais tempo para introduzir na dieta dos bebês os alimentos que causam alergia, até que o trato gastrointestinal deles esteja mais desenvolvido. O momento certo para isso varia de acordo com o alimento e com o indivíduo. Depois que uma alergia se manifesta pela primeira vez, ficar atento e evitar o alimento nocivo geralmente impede a ocorrência de novos problemas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.