Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Infecções Vaginais – Causas, Sintomas e Tratamento

Infecções Vaginais – Causas, Sintomas e Tratamento que todos devemos saber. Além disso, as infecções vaginais ou vaginite é uma condição comum que quase todas as mulheres sofrem pelo menos uma vez na vida. Coceira, descarga e odor são os três sintomas de infecções vaginais. Além disso, as infecções vaginais afetam as mulheres de todas as idades. O bem-estar íntimo das mulheres ainda é um tabu e, às vezes, não é algo tratado como naturalmente merece, e isso resulta em muitas circunstâncias que geram algumas dúvidas sobre como evitar problemas na área vaginal.

Principais Causas de Infecções Vaginais: Normalmente, sua vagina tem pequenas quantidades de levedura. Este equilíbrio saudável é controlado pelas bactérias “boas”. Mas quando a bactéria “ruim” toma conta, a levedura pode crescer. As principais causas são:

Antibióticos: Uma das principais causas das infecções vaginais por levedura é tomar antibióticos para uma infecção diferente. Às vezes, os antibióticos acabam matando as bactérias ruins e boas. Isso torna mais fácil para os fungos Candida albicans se multiplicarem, levando a uma infecção por fungos.

A infecção inicial não tem nada a ver com a vagina. Pode ser qualquer coisa, desde bronquite até estafilheira. Todos os tipos de antibióticos representam um risco para infecções vaginais.

Sistema Imunitário Fraco: Quando você está doente, o sistema imunológico combate as infecções dificilmente. Os equilíbrios normais do corpo também são descartados, incluindo a proporção de bactérias boas e más. Portanto, não é incomum ver infecções fúngicas em pessoas com imunidades fracas.

Pacientes em quimioterapia e pessoas com HIV apresentam alto risco. Alguns indivíduos nascem com um sistema imunológico fraco ou distúrbios autoimunes. Em alguns casos, estar doente durante muito tempo pode prejudicar o sistema imunológico.

Péssimos Hábitos Alimentares: A levedura vive do açúcar. Então, se você comer um monte de alimentos açucarados, ajudará no crescimento de levedura em sua vagina. Não surpreendentemente, os diabéticos com nível de açúcar descontrolado têm infecções recorrentes por leveduras. Até mesmo os não-diabéticos que sofrem de tolerância à glicose podem ter esse problema.

Falta de Sono: Seu corpo precisa dormir para se manter saudável. Até mesmo suas células precisam descansar! Mas a falta de sono pode interromper sua flora vaginal. Isso prejudica suas células T, as células imunes que trabalham para protegê-lo. A levedura terá um crescimento rápido, então descanse o suficiente.

Estresse: O estresse não é uma das causas diretas de infecção vaginal por levedura, mas pode levar a alguns dos problemas acima. Quando você está estressado, é mais provável que coma alimentos não saudáveis.

Estar estressado também confunde com o seu ciclo de sono. Esses hábitos suprimem a imunidade, tornando mais fácil para as bactérias ruins assumirem. Você será mais suscetível a todos os tipos de infecções, incluindo as leveduras.

Aprender a controlar o estresse crônico pode reduzir o risco. Encontre apoio emocional de seus entes queridos e tenha tempo para o autocuidado. O exercício regular também pode ajudar.

Diabetes Não Controlada: Diabetes com níveis de açúcar descontrolados criam um ambiente perfeito. Felizmente, controlar os níveis de açúcar pode diminuir a frequência de infecções fúngicas. É outro motivo para acompanhar a medicação, dieta e um estilo de vida saudável.

Gravidez: A gravidez traz modificações hormonais significativas, levando a mudanças na parede vaginal. Também altera o equilíbrio dos fungos, dando lugar a uma infecção por fungos. Uma mulher grávida é, na verdade, mais propensa a contrair uma infecção por levedura do que qualquer outra vez em sua vida.
Se você está grávida e está com uma infecção por levedura, fale com seu médico sobre a melhor opção de tratamento. A infecção não prejudicará o bebê.

Período Menstrual: A mudança de hormonais podem levar a um desequilíbrio de fungos e, portanto, a uma infecção por fungos. Os sintomas da síndrome pré-menstrual, como estresse, problemas de sono e maus hábitos alimentares também são comuns até certo períodos.

Principais Sintomas de Infecções Vaginais:

Comichão: Os sintomas da infecção vaginal por bactérias geralmente incluem prurido intenso dentro e ao redor da vagina. Geralmente, ele começa como um formigueiro. No entanto, tente evitar a coceira na área, pois isso só aumentará a irritação e o risco de sangramento. Para o alívio, aplique um creme de aloe vera ou óleo de coco. Use também roupas soltas durante esse período.

Queimação: Uma sensação de queimação também é comum. Isso pode surgir quando você está fazendo xixi, andando ou simplesmente saindo! Também pode ser doloroso e distrativo.

Descarga Grossa: As infecções fúngicas geralmente produzem uma descarga espessa e inodora que se parece com queijo cottage. No entanto, tenha em mente que nem todas as infecções fúngicas causam muita descarga. Alguns podem ser bastante suaves e quase não visíveis.

Dor: Sua vagina provavelmente vai estar dolorida. A pele externa pode parecer vermelha e sentir-se “crua”. O inchaço da pele também pode ocorrer, por isso, use roupas de algodão e não muito apertadas. As roupas íntimas apertadas e jeans vão piorar.

Dor Durante o Sexo: Como a vagina já está irritada, o sexo será doloroso. As infecções fúngicas também podem ser passadas durante o sexo.

Remédios Caseiros Para Tratar Infecções Vaginais:

Óleo da Árvore do Chá: Para tratar infecções vaginais, use o óleo da árvore do chá devido suas propriedades antifúngicas. Para fazer um banho relaxante, encha uma banheira com 1 xícara de bicarbonato de sódio ou 2 xícaras de vinagre de maçã. Adicione 5 a 10 gotas de óleo da árvore do chá. Mergulhe por no mínimo 15 minutos, repetindo diariamente até a infecção desaparecer.

Um tampão também pode ser embebido em um creme de óleo da árvore do chá caseiro. Combine 5 gotas de óleo da árvore do chá com 1 colher de sopa de aloe vera, ½ xícara de água ou 1 colher de sopa de óleo de coco. Mergulhe o tampão na mistura e insira pelo menos 3 horas por dia.

Alho: O Alho é considerado um forte antifúngico. Para fazer um supositório, corte um dente de Alho pela metade. Quanto mais exposto, mais forte será. Você pode inseri-lo normalmente ou enrolá-lo numa gaze para fácil remoção. Deixe-o durante a noite e repita durante várias noites.

Supositório de Ácido Bórico: Se você tem infecções crônicas por levedura, tente o ácido bórico. Você pode fazer um supositório preenchendo uma cápsula de gelatina com ácido bórico, que pode ser comprada sem receita médica. Coloque em sua vagina por sete noites. Esteja ciente de que isso pode causar ainda mais irritação da pele.

Iogurte: Iogurte está cheio de bactérias boas chamadas probióticos, tornando-se um bom remédio para uma infecção vaginal. Elas podem reequilibrar a flora bacteriana na vagina. Para usá-lo, mergulhe um tampão no Iogurte não aromatizado e não pasteurizado e insira na região vaginal. Você também pode usar uma pequena colher para aplicá-la diretamente. Deixe durante a noite e repita por sete noites.

Óleo de Coco: O óleo de coco tem fortes propriedades antifúngicas. Uma colher de sopa pode ser misturada com cinco gotas de óleo da árvore do chá, lavanda ou óleo de canela para uma cura rápida. Insira-o com uma pequena colher ou tampão. Você também pode acalmar a pele irritada com óleo de coco.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.