Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças Doenças e Tratamentos

Ictiose – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Ictiose – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos mais indicados para tratar de vez desse transtorno. Além disso, a Ictiose é um distúrbio cutâneo (raro), transmitido de pais para filhos e que tem como consequência a pele seca e escamosa.

Esta doença pode começar na primeira infância, antes da criança completar 4 anos. A Ictiose está caracterizada pelo acúmulo de grandes quantidades de escamas ou células mortas na camada superior da pele.Na maioria dos casos, um dos pais é afetado e cada filho tem 50% de chances de desenvolver a Ictiose. Este transtorno é mais comumente desenvolvido no inverno e pode acontecer juntamente com a dermatite atópica, queratose pilar (pequenas papilas na região posterior dos braços) ou outros problemas cutâneos.

Ictiose – O que é: A Ictiose trata-se de um grupo heterogêneo de doenças que possuem em comum a presença de uma pele escamosa, em muitos casos separada por fissuras, enquanto que a pele é ao mesmo tempo frágil, podendo mesmo ferir-se com maior facilidade.

O nome Ictiose deriva do grego Ichtys, que significa peixe, numa comparação entre o aspecto da pele dos portadores desta doença e as escamas de um peixe.  A Ictiose é o resultado de uma mutação genética passada de pais para filhos. Em alguns casos raros, a mutação ocorre de forma espontânea na geração afetada.

Causas da Ictiose: As formas hereditárias de Ictiose são causadas por mutações em genes e passaram de um ou de ambos os pais de uma criança. Em alguns casos, os próprios pais não têm a doença, mas realiza as mutações genéticas.

Em outros casos, as mutações ocorrem espontaneamente durante a formação do ovo ou esperma, ou no momento, ou imediatamente após, a concepção. Quando ocorre mutações em mais de 40 genes, são agora conhecidos por causar Ictiose herdada. Em geral, as mutações em mais do que um gene pode causar diferentes tipos clínicos de Ictiose.

Sintomas da Ictiose: Este distúrbio pode ocorrer em qualquer parte do corpo, especialmente nas pernas, braços, mãos e tronco. Os sintomas de Ictiose podem variar de leve a grave, entre os quais:

  • Coceira forte ou coceira leve;
  • Espessamento e ressecamento da pele (grave);
  • Ectrópio (pálpebra invertida) e eversão (evertido lábios);
  • Grandes áreas com escalas;
  • Rachaduras na pele com formação de fissuras;
  • Em casos graves, infecções e cicatrizes da pele, porque as fricções paciente ou arranhões as escalas aparecem continuamente.

Tipos de Ictiose: Os principais tipos de Ictiose incluem:

  • Ictiose Arlequim: é o tipo mais grave de Ictiose caracterizado pelo intenso ressecamento que pode esticar a pele e virar os lábios e pálpebras do avesso. Normalmente, os bebês com este tipo de Ictiose devem ser internado na UTI logo após o nascimento;
  • Ictiose vulgar: é o tipo mais comum e leve de Ictiose que causa o surgimento de pele seca, espessa e com aspeto de escamas até aos 5 anos de idade;
  • Ictiose lamelar: normalmente o bebê nasce com uma camada amarelada que escama ao longo do tempo. Ao longo da vida o paciente apresenta ressecamento na pele semelhante à Ictiose vulgar;
  • Ictiose ligada ao cromossomo X: apenas surge nos meninos logo após o nascimento, provocando o surgimento de pele com escamas nas mãos, pés, pescoço, tronco ou bumbum.

Tratamentos Ictiose: O tratamento da Ictiose consiste em hidratação da pele, para fortalecer a região afetada, que fica mais frágil e sensível. É sempre bom manter a pele úmida, processo que auxilia na hidratação da pele e contribui também para a melhora na aparência da pele do paciente, tirando de cena a pele seca e com escama.

É possível que o paciente necessite do uso de medicamentos durante o tratamento Ictiose, mas este deve ser indicado pelo médico responsável ao caso. O sol pode prejudicar ou ajudar no tratamento. Essa situação vai depender do tipo da doença e com a orientação médica o paciente saberá se deve ou não se expor ao sol.

O uso de cremes, sabonetes e a temperatura da água serão indicados pelo médico. Banhos muito quentes não são indicados aos pacientes que sofrem de Ictiose. A doença não tem cura e o paciente precisa saber lidar com o tratamento da Ictiose, que é realizado por toda a vida.

Geralmente não costuma ser cansativo e dar muito trabalho ao paciente, porém, é uma adaptação da rotina com tarefas que não são executadas por boa parte das pessoas. O problema não apresenta perigos e risco de morte aos pacientes, mas o desconforto e constrangimento podem acontecer, justamente porque a doença afeta a pele do paciente, deixando-a visível a qualquer pessoa.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.