Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças Doenças e Tratamentos

Hipotireoidismo – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Hipotireoidismo – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos mais adequados para lidar com esta condição. Além disso, o Hipotireoidismo é o nome que se dá quando a glândula tiroide produz uma quantidade insuficiente destes hormônios.

O Hipotireoidismo é a deficiência de produção de hormônios da tireoide. Essa deficiência pode ser consequência de diversas outras doenças que possam afetar direta ou indiretamente a glândula tireoide. A glândula tireoide se localiza na parte inferior do pescoço, logo abaixo do ‘pomo de Adão’.Essa glândula produz o hormônio da tireoide com o auxilio de Iodo. Podemos reconhecer que os dois hormônios mais importantes da tireoide são Tiroxina, conhecida como T4, que é convertida em Triiodotironina, conhecida como T3, a qual influencia diretamente no metabolismo das células.

Como outros males da tireoide, o Hipotireoidismo é mais comum em mulheres, mas pode ocorrer em qualquer indivíduo independente de gênero ou idade. Os endocrinologistas orientam mulheres, especialmente acima de 40 anos, a fazerem o auto-exame da tireoide regularmente.

Causas do Hipotireoidismo: O quadro pode acontecer por um período curto (agudo) ou longo (crônico). Vários fatores podem desencadear esse problema, incluindo:

  • Doença Graves (geralmente cursa com hipertireoidismo, mas no estágio final pode haver Hipotireoidismo).
  • Erros inatos da síntese de hormônios tireóideos.
  • Deficiência de iodo. O Iodo é essencial para a produção hormonal da tireoide. Ele pode ser encontrado em frutos do mar, vegetais e sal enriquecido com Iodo. A adição de Iodo ao sal de cozinha eliminou este problema em vários países.
  • Doenças da glândula hipófise. Causa rara de Hipotireoidismo em que a hipófise não produz quantidade suficiente de TSH – geralmente tem como causa um tumor benigno na glândula.
  • Deficiências hipofisárias e hipotalâmicas.
  • Resistência periférica aos hormônios tireoidianos.
  • Tireoidite de Hashimoto: é talvez a causa mais comum de Hipotireoidismo, caracterizada pela presença de auto-anticorpos.
  • Redução do tecido tireoidiano por Iodo radioativo ou por cirurgia.
  • Doenças congênitas: geralmente bebês com Hipotireoidismo congênito não apresentam alterações ao nascimento, por isso o Teste do Pezinho ajuda no rastreamento destes casos e facilita a introdução do tratamento precoce.
  • Gravidez. Algumas mulheres desenvolvem Hipotireoidismo durante ou após a gravidez por produzirem anticorpos contra a sua própria glândula. Se não tratado, este Hipotireoidismo aumenta o risco de aborto, parto prematuro, pré-eclâmpsia e também pode afetar o desenvolvimento fetal.
  • Tireoidite subaguda (o Hipotireoidismo pode ocorrer na fase tardia).
  • Medicamentos que podem induzir Hipotireoidismo: carbonato de lítio (usado no tratamento dos estados maníacos depressivos), amiodarona, propiltiouracil e metimazol.

Sinais e Sintomas do Hipotireoidismo: Os sinais e sintomas que podem indicar o baixo funcionamento da tireoide podem surgir lentamente ao longo de vários anos, e podem ser diversos, entre eles, os principais são:

  • Aumento de peso sem causa aparente;
  • Sensação de frio;
  • Cãibras;
  • Batimentos cardíacos mais lentos que o normal;
  • Dor de cabeça;
  • Unhas frágeis e quebradiças;
  • Mãos e pés frios;
  • Rosto, mãos e pés inchados;
  • Mudança de personalidade, depressão, demência;
  • Queda de cabelo sem causa aparente e cabelos mais finos, secos e sem brilho;
  • Tendinite nas mãos ou síndrome do túnel do carpo.
  • Cansaço, fraqueza;
  • Pele áspera e seca;
  • Dor nos músculos, nas articulações;
  • Fala lenta;
  • Pele seca;
  • Olhos inchados com edema de pálpebras;
  • Dificuldade de concentração;
  • Sensação de fraqueza ou dormência;
  • Memória fraca;
  • Prisão de ventre;
  • Diminuição da audição ou surdez;
  • Voz mais grave ou rouca;
  • Nervosismo.

Tratamento do Hipotireoidismo: Para evitar as complicações das disfunções tireoidianas basta que o paciente siga as prescrições do seu médico, tomando o medicamento de forma correta e constante. No caso do Hipotireoidismo, quando o tratamento não é adequado, ou mesmo quando a disfunção não é diagnosticada a tempo, podem surgir complicações.

Quando o tratamento não é adequado, o paciente pode sentir anemia, coronariopatia e desordens gastrointestinais, neurológicas, endócrinas, metabólicas e renais. Também são comuns as disfunções respiratórias, dislipidemia, glaucoma, hipertensão arterial, insuficiência cardíaca e, no caso de recém-nascidos, retardo mental, surdez e deficiência de crescimento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.